Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ESPIRITUALIDADE E RESILIÊNCIA EM PACIENTE ONCOLÓGICOS

SPIRITUALITY AND RESILIENCE IN CANCER PATIENTS

Gobbo, LEM ; Bonequini, GHH ; Lima, BE; Sousa, NVBE; Araújo, MTS;

Artigo completo:

INTRODUÇÃO: A espiritualidade é um processo de busca dinâmico entre o cotidiano do indivíduo e o que é considerado divino para ele, podendo manifestar-se de diferentes formas e em intensidades diversas para cada pessoa. A resiliência é a capacidade do indivíduo em lidar e adaptar-se a situações difíceis, como no caso de uma grave enfermidade, podendo ser influenciada pela sua espiritualidade.
METODOLOGIA: Utilizou-se nesta revisão integrativa artigos indexados nas bibliotecas digitais Biblioteca Virtual em Saúde e PubMed. A estratégia de busca foi feita em maio de 2020, tendo como Descritores em Ciências da Saúde "spirituality", "resilience, psychological", “cancer” e "oncology", nos idiomas português e inglês. Após a análise dos 33 artigos encontrados a partir dos critérios de inclusão, que eram artigos primários que abordavam o tema proposto para essa revisão, foram excluídos aqueles que não os preenchiam, de modo que foram selecionados no total quatro artigos para compor este trabalho.
OBJETIVOS: Esta revisão integrativa teve como objetivo primário pesquisar, na literatura científica, o papel da abordagem da espiritualidade na trajetória dos pacientes oncológicos. O objetivo secundário foi analisar o impacto disso na resiliência desses indivíduos.
RESULTADOS: Os pacientes oncológicos da amostra relataram inúmeros desafios decorrentes do diagnóstico, do tratamento e das sequelas do câncer, o que torna a experiência desafiadora. A principal maneira de explorar a espiritualidade foi por meio da fé religiosa e, aqueles que tiveram tal contemplação durante a hospitalização, relataram essa abordagem como positiva, o que contribuiu para uma maior resiliência perante a doença. No entanto, observou-se que a maioria não recebeu nenhum tipo de apoio nesse sentido por parte dos profissionais da saúde, o que demonstra como ainda é escassa essa conduta no modelo médico tradicional.
CONCLUSÃO: Os relatos mostraram como benéfica a integração da espiritualidade durante a experiência de uma doença oncológica, devido aos relatos de uma maior resiliência desenvolvida pelos indivíduos. Logo, faz-se importante uma ampliação de sua abordagem pela equipe multiprofissional no processo saúde-doença.

Artigo completo:

INTRODUÇÃO: A espiritualidade é um processo de busca dinâmico entre o cotidiano do indivíduo e o que é considerado divino para ele, podendo manifestar-se de diferentes formas e em intensidades diversas para cada pessoa. A resiliência é a capacidade do indivíduo em lidar e adaptar-se a situações difíceis, como no caso de uma grave enfermidade, podendo ser influenciada pela sua espiritualidade.
METODOLOGIA: Utilizou-se nesta revisão integrativa artigos indexados nas bibliotecas digitais Biblioteca Virtual em Saúde e PubMed. A estratégia de busca foi feita em maio de 2020, tendo como Descritores em Ciências da Saúde "spirituality", "resilience, psychological", “cancer” e "oncology", nos idiomas português e inglês. Após a análise dos 33 artigos encontrados a partir dos critérios de inclusão, que eram artigos primários que abordavam o tema proposto para essa revisão, foram excluídos aqueles que não os preenchiam, de modo que foram selecionados no total quatro artigos para compor este trabalho.
OBJETIVOS: Esta revisão integrativa teve como objetivo primário pesquisar, na literatura científica, o papel da abordagem da espiritualidade na trajetória dos pacientes oncológicos. O objetivo secundário foi analisar o impacto disso na resiliência desses indivíduos.
RESULTADOS: Os pacientes oncológicos da amostra relataram inúmeros desafios decorrentes do diagnóstico, do tratamento e das sequelas do câncer, o que torna a experiência desafiadora. A principal maneira de explorar a espiritualidade foi por meio da fé religiosa e, aqueles que tiveram tal contemplação durante a hospitalização, relataram essa abordagem como positiva, o que contribuiu para uma maior resiliência perante a doença. No entanto, observou-se que a maioria não recebeu nenhum tipo de apoio nesse sentido por parte dos profissionais da saúde, o que demonstra como ainda é escassa essa conduta no modelo médico tradicional.
CONCLUSÃO: Os relatos mostraram como benéfica a integração da espiritualidade durante a experiência de uma doença oncológica, devido aos relatos de uma maior resiliência desenvolvida pelos indivíduos. Logo, faz-se importante uma ampliação de sua abordagem pela equipe multiprofissional no processo saúde-doença.

Palavras-chave: Espiritualidade. Resiliência psicológica. Câncer. Oncologia,

Palavras-chave: Espiritualidade. Resiliência psicológica. Câncer. Oncologia,

DOI: 10.5151/comusc2020-03

Referências bibliográficas
Como citar:

Gobbo, LEM ; Bonequini, GHH ; Lima, BE; Sousa, NVBE; Araújo, MTS; "ESPIRITUALIDADE E RESILIÊNCIA EM PACIENTE ONCOLÓGICOS", p. 24-36 . In: Anais do VIII Congresso Médico Universitário São Camilo. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/comusc2020-03

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações