Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ERGONOMIA E PROMOÇÃO DE SAÚDE NO AMBIENTE DE TRABALHO: RELATO DE EXPERIÊNCIA DA INTERVENÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL

OLIVEIRA, Yury Dynnallyson Ferreira; SANTOS, Camila Beatriz Inácio Rodrigues dos; CABRAL, Ana Karina Pessoa da Silva; SANGUINETTI, Danielle Carneiro de Menezes; FONSECA, Marília Lopes; FRANÇA, Raquel de Lima;

Artigo Completo:

Ao processo de trabalho atribuiu-se uma gama de recursos tecnológicos ao longo do tempo, gerando especificidade à função e ônus à saúde. Este estudo objetivou apresentar estratégias de intervenções da Terapia Ocupacional no ambiente de trabalho como recurso de promoção de saúde, sob a ótica da Ergonomia. Trata-se de um relato de experiência, cujos dados foram coletados utilizando o Método de Análise Ergonômica do Trabalho. Realizaram-se grupos focais com as equipes de servidores de limpeza de uma instituição. Concluiu-se que programas de promoção a Saúde do Trabalhador surgem como importantes estratégias de reforço a saúde laboral, segundo a perspectiva analisada.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Ergonomia, Saúde do Trabalhador, Qualidade de vida,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-conaerg2016-7527

Referências bibliográficas
  • [1] AOTA - ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE TERAPIA OCUPACIONAL et al. Estrutura da prática da Terapia Ocupacional: domínio & processo-traduzida. Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, v. 26, n. esp, p. 1-49, 2015.
  • [2] BARBOSA, P. H. et al. Doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho e à ginástica laboral como estratégia de enfrentamento. Archives of Health Investigation, v. 3, n. 5, 2014.
  • [3] COFFITO. Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Resolução – COFFITO N° 459/2015. Dispõe sobre as competências do terapeuta ocupacional na Saúde do Trabalhador, atuando em programas de estratégias inclusivas de prevenção, proteção e recuperação da saúde. Brasília, 20 nov. 2015. Disponível em:
  • [4] DA SILVA, J. A. A. B.; TARANTO, I. C.; PIASECKI, F. Ginástica Laboral: alongamento x flexionamento. SaBios-Revista de Saúde e Biologia, v. 1, n. 2, 2006.
  • [5] DE OLIVEIRA, J. R. G. A importância da ginástica laboral na prevenção de doenças ocupacionais. Revista de Educação Física, v. 139, p. 40-49, 2007.
  • [6] DE PAULA, A.; HAIDUKE, I. F.; MARQUES, I. A. A. Ergonomia e Gestão: complementaridade para a redução dos afastamentos e do stress, visando melhoria da qualidade de vida do trabalhador. Revista Conbrad, v. 1, n. 1, p. 121-136, 201
  • [7] JUNQUEIRA, T. Trabalho, Saúde e Terapia Ocupacional: uma abordagem sistêmica. In: Congresso Brasileiro de Sistemas, 4., 2008. São Paulo. Anais... São Paulo, 2008. p. 1-16.
  • [8] KANTORSKI, L. P. As transformações no mundo do trabalho e a questão da saúde: algumas reflexões preliminares. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 5, n. 2, p. 5-15, 1997. LANCMAN, S. Psicodinâmica do Trabalho. In: CAVALCANTI, A.; GALVÃO, C. Terapia Ocupacional: Fundamentação e Prática. Cap. 2 p. 271-277. MORETTI, S.; TREICHEL, A. Qualidade de Vida no Trabalho e auto-Realização Humana. Revista Leonardo pós-Órgão de Divulgação Científica e Cultural do ICPG, Blumenau, 1,3, p.73-80, 2003. MTPS – Ministério do Trabalho e da Previdência Social. NR 17 – Ergonomia. 2007. Disponível em: ______. NR 6 – Equipamentos de Proteção Individual. 2001. Disponível em: http://www.mtps.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR6.pdf
  • [9] PAIVA FILHO, E. M.; CARVALHO, N.; TEIXEIRA, K. M. A importância da Ginástica Laboral na prevenção de doenças ocupacionais. Anais da Semana de Licenciatura, v. 1, p. 155-165, 2010.
  • [10] SANTOS, N.; FIALHO, F. Manual de análise ergonômica do trabalho. Curitiba: Gênesis, v. 2, p. 316, 1997.
  • [11] SARAIVA, F. F. et al. Análise Ergonômica Do Trabalho: Um Estudo De Casos Múltiplos na Cidade Do Rio De Janeiro. In: XIV Mostra de Iniciação Científica, Pós-graduação, Pesquisa e Extensão. 2014.
  • [12] SERRA, M. V. G. B.; PIMENTA, L. C.; QUEMELO, P. R. V. EFEITOS DA GINÁSTICA LABORAL NA SAÚDE DO TRABALHADOR: UMA REVISÃO DA LITERATURA. Revista Pesquisa em Fisioterapia, v. 4, n. 3, 2015.
  • [13] SILVA, F. M. N.; VENDRÚSCULO-FANGEL, L. M.; DA SILVA RODRIGUES, D. A Terapia Ocupacional e a saúde do trabalhador: panorama de produção bibliográfica/Occupational Therapy and workers’ health: an overview of the bibliographic production. Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar, v. 24, n. 2, 2016. SILVA, R. et al. Influência de Informações de Saúde no Estilo de Vida de Participantes de Ginástica Laboral. Revista Brasileira de Promoção a Saúde, Fortaleza, v. 27, n. 3, p.406-412, jul./set. 2014.
  • [14] VAZ, R. S. C. A atuação da terapia ocupacional no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador: uma revisão bibliográfica (2007 a 2014). Disponível em: Acesso em: 15 jul. 2016.
  • [15] VERGARA, Lizandra Garcia Lupi et al. Análise Ergonômica da atividade de Jardinagem e Paisagismo. Revista Eletrônica Produção em Foco, v. 2, n. 1, 2012.
Como citar:

OLIVEIRA, Yury Dynnallyson Ferreira; SANTOS, Camila Beatriz Inácio Rodrigues dos; CABRAL, Ana Karina Pessoa da Silva; SANGUINETTI, Danielle Carneiro de Menezes; FONSECA, Marília Lopes; FRANÇA, Raquel de Lima; "ERGONOMIA E PROMOÇÃO DE SAÚDE NO AMBIENTE DE TRABALHO: RELATO DE EXPERIÊNCIA DA INTERVENÇÃO EM TERAPIA OCUPACIONAL", p. 697-708 . In: 1º Congresso Internacional de Ergonomia Aplicada [=Blucher Engineering Proceedings, v.3 n.3]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-conaerg2016-7527

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações