Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS EM PROJETOS DE EXTENSÃO: AMPLIANDO CONCEPÇÕES DE LINGUAGEM E FORTALECENDO O COMPROMISSO SOCIAL DO PROFESSOR

FERREIRA, Jonathan; BATISTA, Jéssica;

Artigo Completo:

Esse trabalho descreve as experiências vivenciadas por dois bolsistas de extensão nos projetos de extensão Inglês para Adolescentes e Jovens: uma ferramenta para profissionalização e o letramento critico, e Língua e cultura francesa para a comunidade acadêmica e externa, ambos implementados na Universidade Federal da Paraíba. O primeiro projeto, envolvendo a língua inglesa, ofereceu aulas de inglês para jovens de condições socioeconômicas desfavorecidas em uma instituição não governamental de João Pessoa. O segundo projeto, na área de língua francesa, teve como objetivo o ensino de língua e cultura francesas através de diversos gêneros textuais a adultos e pessoas da terceira idade que integram a comunidade universitária e externa da UFPB. Procura-se avaliar os saberes construídos pelos bolsistas ao longo dos projetos (TARDIF, LESSARD, 2011) e se discute como os desafios encontrados foram importantes para ampliação dos conhecimentos dos professores em formação inicial. Quanto à metodologia de pesquisa, foram examinados de forma interpretativa os relatórios finais dos bolsistas, planos de aula e relatos reflexivos buscando-se identificar os aspectos positivos para a formação, mas também as dificuldades encontradas na ministração das aulas, e que estratégias foram utilizadas pelos bolsistas para lidar com essas situações adversas. No que diz respeito aos benefícios para a formação docente dos participantes, a pesquisa sugere que a participação em projetos voltados para atender os interesses de diferentes públicos tem facilitado o desenvolvimento de uma atitude participativa, cidadã e comprometida com o desenvolvimento e a justiça social por parte dos professores em formação (BRASIL, 2015), como também tem possibilitado a construção de saberes (pedagógicos e no campo das linguagens) sensíveis às necessidades e às demandas dos alunos das faixas etárias, níveis socioeconômicos e contextos atendidos.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Ensino de língua estrangeira; Extensão; Formação inicial de professores,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-030

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL. Orientações curriculares para o ensino médio: linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC, Secretaria da Educação Básica, 2006.
  • [2] CHIANCA, R.M.S Interagir em língua estrangeira: um assunto sociocultural. Tradução: Elisa Nóbrega; Ingrid Farias Fechine Oliveira; Sandra Helena Gurgel Dantas de Medeiros. In: MOARA, Revista dos Cursos de Pós-Graduação em Letras da UFPA. Belém: Editora Universitária / UFPA, n.11, p. 1-164, jan./jun.,1999, p.65-84, 2006.
  • [3] CLOT, Yves. A função psicológica do trabalho. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.
  • [4] DENIS, M. Développer des aptitudes interculturelles em classe de langue. In: Dialogue et cultures. N.4 Disponível em: < http://www.europschool.net/francais/rubriques/formation/pdf/interventions_salon/denis.pdf > Acesso em: 20 de outubro de 2016.
  • [5] GUEDES-PINTO, A. Vozes dos estagiários: articulações entre práticas de letramento e construção de sentidos para a profissão docente. In: KLEIMAN, J. Significados e ressignificações do letramento: desdobramentos de uma perspectiva sociocultural sobre a escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2016 pp. 345-366
  • [6] HUTCHINSON, T., & WATERS, A. English for Specific Purposes: A learning-centered approach. Cambridge: Cambridge University Press, 1987
  • [7] JORDAO, Clarissa Menezes; FOGACA, Francisco Carlos. Critical literacy in the english language classroom. DELTA, São Paulo , v. 28, n. 1, p. 69-84, 2012 . Available from . access on 13 Nov. 2016. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-44502012000100004.
  • [8] LEFFA, V. J. . Quando menos é mais: a autonomia na aprendizagem de línguas. In: Christine Nicolaides; Isabella Mozzillo; Lia Pachalski; Maristela Machado; Vera Fernandes. (Org.). O desenvolvimento da autonomia no ambiente de aprendizagem de línguas estrangeiras. Pelotas: UFPEL, 2003, v. , p. 33-49.
  • [9] LEGENDRE R. dir. Dictionnaire Actuel de l’Education, 2° éd., Education 2000, Montréal, Guérin/Paris, Eska, imprimé au Canadá, 1993.
  • [10] LOUSADA, E. G.; BARRICELLI, E. Análise comparativa de textos que orientam o trabalho educacional: décadas diferentes, mesmas prescrições. In: Eutomia: Revista de Literatura e Linguística, ISSN 1982-6850, 2011, pp. 224-246. Disponível em: Acesso em: 20 setembro de 2016.
  • [11] MAINARDES, J. Escola em ciclos: processos de aprendizagem e intervenções pedagógicas: algumas reflexões. In: FETZNER, A. R. (Org.). Ciclos em revista – v. 4: a aprendizagem em diálogo com as diferenças. Rio de Janeiro: WAK, 2008, p. 118 – 139.
  • [12] MAROY, C. O modelo do prático reflexivo diante da enquete na Bélgica. In TARDIF, Maurice e LESSARD, Claude (orgs.) O OFÍCIO DE PROFESSOR: História, perspectivas e desafios internacionais. Petrópolis: Vozes, 2008.
  • [13] MARTINY, Francieli Freudenberger. “Eu não sei dar aula”: representações de uma professora iniciante sobre o trabalho docente. In: MEDRADO, B e PÉREZ, M. Leituras do Agir Docente: A atividade educacional à luz da perspectiva interacionista sociodiscursiva. Campinas, SP: Pontes Editores, 2011 pp. 157-175.
  • [14] MEDRADO, B. Tornando-se professor. A compreensão de graduandos em letras sobre a atividade educacional. In: _______ (Org). Projetos e práticas na formação de professores de língua inglesa. João Pessoa: Editora da UPFB, 2012. p.151-169.
  • [15] OLIVEIRA, M.R; WILSON, U. Línguística e ensino. In MARTELOTTA, M. E. Manual de linguística. 2ed. São Paulo: Contexto, 20 pp. 235-242
  • [16] ROJO, Roxane. Letramento(s) - Práticas de letramento em diferentes contextos. In _______. Letramentos Múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola, 2009 p.95-121.
  • [17] SACRISTÁN, J. Gimeno; PÉREZ GOMES, A. I. Compreender e transformar o ensino. 4. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2000
Como citar:

FERREIRA, Jonathan; BATISTA, Jéssica; "ENSINO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS EM PROJETOS DE EXTENSÃO: AMPLIANDO CONCEPÇÕES DE LINGUAGEM E FORTALECENDO O COMPROMISSO SOCIAL DO PROFESSOR", p. 374-388 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-030

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações