Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Elaboração e validação de instrumento usado para identificar características formalistas em teorias de percepção visual no design gráfico

Elaboration and validation of an instrument used to identify formalistic characteristics in theories of visual perception in graphic design

Chromiec, Estêvão L. E.; Beccari, Marcos N.;

Artigo completo:

O propósito deste artigo é apresentar um instrumento de análise de discurso, elaborado para auxiliar na identificação de características formalistas em teorias de percepção visual no campo do design gráfico. Pressupõe-se que o design gráfico moderno herdou das artes visuais conceitos formalistas que fundamentaram teorias aplicadas ao design da informação. Como tais conceitos muitas vezes não estão explícitos, o instrumento busca trazer à luz, a partir de uma série de perguntas fundamentadas na abordagem crítica pós-estruturalista, as características formalistas da teoria a ser analisada. Neste artigo, apresentamos o processo de elaboração do instrumento e exemplificamos o seu uso, a partir da análise preliminar da teoria de percepção visual de Christian Leborg, extraída do livro Gramática Visual. O instrumento visa oferecer subsídios ao pesquisador que deseja identificar se o formalismo está ou não presente nas teorias que utiliza.

Artigo completo:

The purpose of this paper is to present an instrument of discourse analysis, designed to assist in the identification of formalist characteristics in visual perception theories in the field of graphic design. It is assumed that modern graphic design inherited from the visual arts formalistic concepts that grounded theories applied to information design. As such concepts are often not explicit, the instrument seeks to bring to light the formalistic characteristics of the theory to be analyzed, from a series of questions grounded in the post-structuralist critical approach. In this paper, we present the process of elaboration of the instrument and exemplify its use, from the preliminary analysis of the theory of visual perception of Christian Leborg, from the book Visual Grammar. The instrument tries to offer assistance to the researcher who wishes to identify whether the formalism is present or not present in the theories that it uses.

Palavras-chave: percepção visual, análise de discurso, design gráfico, crítica pós-estruturalista,

Palavras-chave: visual perception, discourse analysis, graphic design, post-structuralist criticism,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-5.0034

Referências bibliográficas
  • [1] Barros, J. (2012). Alois Riegl e a visibilidade pura: revisando a obra do historiador da arte de fins do século XIX. Cultura Visual, n. 18, pp. 61-72.
  • [2] Barthes, R. (2007). Mitologias. São Paulo: Edições 70.
  • [3] Beccari, M. N., Chromiec, E., & Santos, A. L. (2017). Uma revisão crítica de Harold Speed e Donis A. Dondis no âmbito da história da visualidade. Revista Educação Gráfica, 21, pp. 86-97.
  • [4] Bomeny, M. (2009). O Panorama do design gráfico contemporâneo: a construção, a desconstrução e a nova ordem. Tese de Doutorado. São Paulo: FAUUSP.
  • [5] Carrier, D. (2002). Rosalind Krauss and american philosophical art critism: from formalism to beyond postmodernism. Praeger Publish, Westport, Connecticut.
  • [6] Camargo, I. (2011). O departamento de design gráfico da Cranbrook Academy of Art (1971 – 1995): novos caminhos para o design. Dissertação de mestrado. São Paulo: FAUUSP.
  • [7] Chizzoti, A. (2006). Pesquisa qualitativa em ciências humanas e sociais. Petrópolis: Vozes.
  • [8] Chromiec, E., & Beccari, M. N. (2019). Representação Gráfica: uma abordagem crítica sobre as teorias de representação e percepção de Gombrich e Arnheim no contexto do design gráfico. INFODESIGN (SBDI. ONLINE), 16, pp. 1-15.
  • [9] Coutinho, S. (2012). O conceito de Formalismo e arquitetura moderna: Contribuição para uma revisão crítica da obra de Oscar Niemeyer. Tese de doutorado. Rio de Janeiro: PUC-Rio.
  • [10] Crary, J. (2012). Técnicas do observador: visão e modernidade no século XIX. Rio de Janeiro: Contraponto.
  • [11] Derrida, J. (1973). Gramatologia. São Paulo: Perspectiva, Ed. Da Universidade de São Paulo.
  • [12] Dondis, D. A. (2007). Sintaxe da linguagem visual. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes.
  • [13] Francina, F., Blake E, N., Fer, B., Garb, N., & Harrison, C. (1998). Modernidade e Modernismo: Pintura francesa no século XIX. São Paulo: Cosac & Naify.
  • [14] Foucault, M. (2008). A arqueologia do saber. 7ª Ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
  • [15] ____. (2000). As palavras e as coisas: uma arqueologia das ciências humanas. São Paulo: Martins Fontes.
  • [16] Foster, H. (2017). O retorno do real: A vanguarda no final do século XX. Ubu Editora, São Paulo.
  • [17] Latour, B. (2012). Reagregando o Social: Uma introdução à Teoria do Ator-Rede. Salvador: Edufba, 2012; Bauru, São Paulo: Edusc.
  • [18] Leborg, C. (2015). Gramática visual. São Paulo, Editora G. Gilli Ltda.
  • [19] Lupton, E., & Miller, A. (2011). Design escrita pesquisa: a escrita no design gráfico. Porto Alegre: Bookman.
  • [20] Peters, M. (2000). Pós-estruturalismo e filosofia da diferença. Belo Horizonte: Autêncica Editora.
  • [21] Portugal, D. (2017). Éticas do design: considerações preliminares sobre os valores da produção industrial em modos de pensamento iluministas e românticos. Revista Não Obstante, 1(1), pp. 5-12.
  • [22] Portugal, D. (2011). O realismo entre as tecnologias da imagem e os regimes de visualidade: fotografia, cinema e a "virada imagética" do Século XIX. Discursos Fotográficos, 7(11), pp. 33-54, jul./dez. Disponível em: . Acesso em 27 mar. 2019.
  • [23] Santos, M. (2014). Métafísica romântica (verniz ciêntífico): sobre a pertinência da Gestalt como teoria da comunicação visual. Revista Em Questão, 20(1), pp. 269-290.
  • [24] Steinberg, L. (2008). Outros critérios: Confrontos com a arte do século XX. São Paulo: Cosac Naify.
Como citar:

Chromiec, Estêvão L. E.; Beccari, Marcos N.; "Elaboração e validação de instrumento usado para identificar características formalistas em teorias de percepção visual no design gráfico", p. 2084-2091 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-5.0034

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações