Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Editorial independente contemporâneo: analisando o design de quatro livros paulistanos

Contemporary independent publishing: analyzing the design of four books from São Paulo

Mattar, Luciana Lischewski; Braga, Marcos da Costa;

Artigo completo:

Na década de 2010 na capital paulista, polo nacional do mercado livreiro, há uma acentuada presença de produtores culturais e midiáticos autodeclarados – e validados por seus pares – como “independentes”. A nomenclatura é adotada como uma espécie de manifesto que qualifica atividades artísticas de diversas áreas como música, cinema, artes gráficas e do corpo. Dentro deste rol de qualitativos, encontram-se as editoras de livros independentes. O presente artigo tem por objetivo discutir suas produções gráficas, a partir da análise visual de quatro exemplares icônicos encontrados em feiras de livros independentes. Apresenta-se o surgimento e as definições que constelam esse nicho, seus agentes e modus operandi, a cultura das feiras de publicações, e avalia-se como a informação é formatada graficamente em um artefato tão emblemático para o design: o livro. Os resultados são frutos da correlação entre a análise crítica do contexto e das obras selecionadas, fundamentada na revisão de literatura específica editorial, com observações in loco de eventos e feiras de livro, e entrevistas realizadas com agentes integrantes desse mercado. Em formato análogo ao “livro-objeto”, porém dentro de uma lógica comercial, o design gráfico dos livros selecionados se torna parte da narrativa e convoca novas funções para além da leitura utilitária.

Artigo completo:

During the last decade, in the city of São Paulo, the country's hub for the book market, there has been a strong presence of independent cultural and media producers —who are self-declared and validated by their peers. This nomenclature is a kind of manifesto, which qualifies artistic activities within numerous areas, such as music, cinema, as well as graphic and body arts. Independent publishing houses are within this list of qualifiers. This article aims to discuss their graphic production through a visual analysis of four iconic examples found in independent book fairs. It presents the emergence and definitions that constellate around this niche, their agents and modus operandi, the culture of publishing fairs, and assesses how information organizes itself graphically into an artifact that is so emblematic for the design field: the book. The results are the fruits of the correlation between a critical analysis of context and the selected works, underpinned by the review of literature specific to publishing, with on-site observations of book fairs and events, as well as interviews with agents that are part of this market. In a format akin to the book-object, although within a commercial context, the selected books' graphic design becomes part of the narrative and calls on new functions beyond the utilitarian reading.

Palavras-chave: design gráfico, editoração, editorial independente, livro independente,

Palavras-chave: graphic design, publishing, independent publisher, independent book,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-1.0084

Referências bibliográficas
  • [1] Bressane, R. (2018). Multiplicar e dividir. Meca Journal, p. 10-11, São Paulo, número 18, mar. 2018.
  • [2] Camargo, I. P. (2016). O livro de literatura: entre o design visível e o invisível. Tese (Doutorado). São Paulo: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo.
  • [3] Derdyk, E. (org.). (2013). Entre ser um e ser mil: o objeto livro e suas poéticas. São Paulo: Editora Senac.
  • [4] Gabriel, R. S., & Scrivano, R. (2018). Como editoras e livrarias independentes buscam se reinventar em meio à crise mais dramática do mercado editorial. Época. Disponível em: . Acesso em: 2 set. 2018.
  • [5] Haslam, A. (2007). O livro e o designer II: como criar e produzir livros. São Paulo: Edições Rosari.
  • [6] Hein, R. Editorial. In Arbolave, C. (org.). (2015). Queria ter ficado mais. São Paulo: Lote 42.
  • [7] Lommen, M. et al. (2012). The book of the books: 500 years of graphic innovation. Londres: Thames & Hudson.
  • [8] Lupton, E. (2011). A produção de um livro independente Indie Publishing: um guia para autores, artistas e designers. São Paulo: Edições Rosari.
  • [9] Muniz Jr., J. S. (2016). Girafas e bonsais: editores “independentes” na Argentina e no Brasil (1991-2015). Tese (Doutorado). São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.
  • [10] Ribeiro, A. E. (2018). Livro: edição e tecnologia no século XXI. Belo Horizonte: Moinhos; Contafios.
  • [11] Samara, T. (2011). Guia de design editorial: manual prático para o design de publicações. Porto Alegre: Bookman.
  • [12] Tschichold, J. (2007). A forma do livro. São Paulo: Ateliê Editorial.
  • [13] Unesco. Institute for Statistics. Book. Disponível em: . Acesso em: 20 dez. 2018.
Como citar:

Mattar, Luciana Lischewski; Braga, Marcos da Costa; "Editorial independente contemporâneo: analisando o design de quatro livros paulistanos", p. 99-111 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-1.0084

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações