Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DO MOVIMENTO MAKER À CUSTOMIZAÇÃO EM MASSA: O USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA INDÚSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO

Duarte, Adriana Yumi Sato; Sanches, Regina Aparecida; Dedini, Franco Giuseppe;

Artigo Completo:

O objetivo da presente pesquisa foi analisar como a customização em massa e o movimento Maker estão modificando a produção e consumo de artigos têxteis e de confecção e quais são os possíveis desdobramentos tecnológicos desses novos paradigmas. Para tanto, o procedimento metodológico adotado na presente pesquisa têm caráter predominantemente expositivo baseado em levantamento bibliográfico. A customização em massa e o movimento Maker têm em comum a proposição de um consumidor ativo que participa nas decisões de construção, modificação e fabricação de diferentes projetos de produto por meio do uso de ferramentas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Como resultados, notou-se que a Internet das Coisas, a robótica, a impressão 3D, os microprocessadores com preços acessíveis e o ensino de linguagem de programação são elementos decisivos na difusão do movimento Maker e da customização em massa. A Fábrica Inteligente e a mini-fábrica serão dois modelos industriais amplamente utilizados. O desenvolvimento de didáticas de ensino, de modelos ágeis para o desenvolvimento e gestão de novos produtos e de ferramentas de comunicação com o consumidor são temas para pesquisas futuras de modo a consolidar esses novos paradigmas.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Movimento Maker, Customização em Massa, Indústria Têxtil, Tecnologia de Informação e Comunicação,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/cbgdp2017-092

Referências bibliográficas
  • [1] ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção. Agenda de Prioridades Têxtil e Confecção – 2015/2018. São Paulo, 19p., 2014.
  • [2] AM4U – Apparel Made for You. Integrated Fabric. Disponível em: http://am4uinc.com/ (acesso em 01/02/2017).
  • [3] ANDERL, R. Industrie 4.0 – technological approaches, use cases, and implementation. at-Automatisierungstech., v. 63, n. 10, p. 753-765, 2015.
  • [4] ANDERSON, Chris. A nova revolução industrial: Makers. Alta Books, 304p., 2012.
  • [5] BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.
  • [6] CASTELLS, M. A era da informação: economia, sociedade e cultura. Paz e terra, 1999.
  • [7] CHAN, C.; HOLOSKO, M. J. A review of information and communication technology enhanced social work interventions. Research on Social Work Practice, v. 26, n. 1, p. 88-100, 2016.
  • [8] FLACHER, D. Industrial Revolutions and Consumption: A Common Model to the Various Periods of Industrialization. Working paper. 2005.
  • [9] GANDHI, A.; MAGAR, C.; ROBERTS, R. How technology can drive the next wave of mass customization. Business Technology Office, p. 1-8, 2014.
  • [10] GLOY, Y-S.; SCHWARZ, A.; THOMAS, G. Cyber-physical systems in textile production: the next industrial revolution?. In: Proceedings of the 1st International Conference on Digital Technologies for the Textile Industry, 5-6 September, Manchester – UK, 2013.
  • [11] GRIMAL, L.; GUERLAIN, P. Mass customization in apparel industry-implication of consumer as co-creator. Journal of Economics & Management, v. 15, p. 105, 2014.
  • [12] HA-BROOKSHIRE, J.; LABAT, K. Envisioning textile and apparel research and education for the 21st century. International Textile and Apparel Association – ITAA Monography #11, 38p., jan/2015.
  • [13] KAFAI, Y.; FIELDS, D.; SEARLE, K. Electronic textiles as disruptive designs: Supporting and challenging maker activities in schools. Harvard Educational Review, v. 84, n. 4, p. 532-556, 2014.
  • [14] KAMRANI, A. K. Collaborative Design Approach in Product Design and Development. In: Collaborative Engineering – theory and practice. Kamrani A. K., E. A. Nasr (Editors): Springer, 300p., 2008.
  • [15] LU, S. C.-Y. et al. A Scientific Foundation of Collaborative Engineering. Annals of the CIRP, vol. 56/2/2007, p. 605-634.
  • [16] LUO, Y.; BUN, J. How valuable is information and communication technology? A study of emerging economy enterprises. Journal of World Business, v. 51, n. 2, p. 200-211, 20
  • [17] MCNEIL, I. 1990. An Encyclopedia of the History of Technology. London: Routledge, 1081p., ISBN 0-415-013062.
  • [18] MOTTA, B. S. Prossumidores: o novo papel do s consumidores na era da informação e sua influência na decisão de compra. Dissertação de Mestrado, Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.
  • [19] PAPAVLASOPOULOU, S.; GIANNAKOS, M. N.; JACCHERI, L. Empirical studies on the Maker Movement, a promising approach to learning: A literature review. Entertainment Computing, v. 18, p. 57-78, 2017.
  • [20] POSCH, I. E-textile tooling: new tools—new culture?. Journal of Innovation and Entrepreneurship, v. 6, n. 1, p. 10, 2017.
  • [21] REILLY, A.; KAISER, S. Imagining a Future without our Field. Envisioning Textile and Apparel Research and Education for the 21st Century, edited by Jung Ha-Brookshire (University of Missouri), 38p., 2015.
  • [22] SABO, F. Industry 4.0 – a comparison of the status in Europe and the USA. Austrian Maschall Plan Foundation, 33p., 2015.
  • [23] SATOMI, M.; PERNER-WILSON, H. Future Master craftsmanship: Where we want electronic textile crafts to go. ISEA, The 17th International symposium on electronic art. 14-21 Sep 2011.
  • [24] SHAO, X-F. Integrated product and channel decision in mass customization. IEEE Transactions on Engineering Management, v. 60, n. 1, p. 30-45, 2013.
  • [25] TOFFLER, Alvin. The third wave. New York: Bantam books, 1981.
  • [26] TROXLER, P. Making the third industrial revolution - the struggle for polycentric structures and a new peer-production commons in the FabLab community. In: J. Walter-Herrmann & C. Büching (Eds.), FabLabs: Of Machines, Makers and Inventors, 2013.
Como citar:

Duarte, Adriana Yumi Sato; Sanches, Regina Aparecida; Dedini, Franco Giuseppe; "DO MOVIMENTO MAKER À CUSTOMIZAÇÃO EM MASSA: O USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA INDÚSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO", p. 876-885 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cbgdp2017-092

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações