Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DINÂMICA INDUSTRIAL E ASPECTOS INOVATIVOS NO SETOR AUTOMOTIVO

SILVA, Almir Cléydison Joaquim da; GONÇALVES, Lucas Henrique; BORTOLOTTI, Mônica Aparecida; SHIMA, Walter Tadahiro;

Artigo Completo:

O trabalho apresenta uma discussão sobre a indústria automobilística, sua reestruturação produtiva e concorrencial, as inovações recentes e rotas tecnológicas para o setor nos próximos anos, assim como ressalta a importância do financiamento estatal brasileiro, especificamente dos programas e linhas de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para impulso e desenvolvimento de inovações para o setor. A partir de dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e da Organisation Internationale des Constructeurs d’Automobiles (OICA), destaca-se a evolução da participação dos mercados emergentes na produção mundial de veículos, estando vinculado a entrada de montadoras internacionais após o processo de abertura comercial, a maior participação do governo com estímulos e financiamentos para o desenvolvimento do setor e a aposta em carros compactos e econômicos. Por outro lado, a concorrência no setor está fortemente associada à inovação, onde este se apresenta como elemento cada vez mais estratégico frente a novas rotas tecnológicas.

Artigo Completo:

The paper presents a discussion on the automotive industry, its productive and competitive restructuring, recent innovations and technological routes for the sector in the coming years, as well as highlighting the importance of the Brazilian state financing, specifically the programs and financing lines of the National Bank for Economic and Social Development (BNDES) to boost and develop innovations for the sector. From the data of the National Association of Automobile Manufacturers (Anfavea) and the International Organization of Constructors of Automobiles (OICA), the evolution of the participation of emerging markets in the world production of vehicles, being linked to the entry of international automakers after the process of commercial opening, the greater participation of the government with stimuli and financing for the development of the sector and the bet on compact and economic cars. On the other hand, competition in the sector is strongly associated with innovation, where innovation presents itself as an increasingly strategic element in the face of new technological routes.

Palavras-chave: Setor automotivo, Inovação, Política Industrial,

Palavras-chave: Automotive industry, Innovation, Industrial Policy,

DOI: 10.5151/enei2017-39

Referências bibliográficas
  • [1] ANFAVEA – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS. FABRICANTES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES. Estatísticas. 2017. Disponível em: . Acesso em: Acesso em: 20 abr. 2017.
  • [2] BAHIA, Luiz Dias; DOMINGUES, Edson Paulo. Estrutura de inovações na indústria automobilística brasileira. (Texto para discussão n. 1472). Brasília: IPEA, 2010, p. 1-26.
  • [3] BARROS, Daniel Chiari; PEDRO, Luciana Silvestre. O papel do BNDES no desenvolvimento do setor automotivo brasileiro. BNDES 60 anos – perspectivas setoriais. Brasília: BNDES, 2012, p. 98-139.
  • [4] BATISTA JUNIOR, Paulo Nogueira. O consenso de Washington: a visão neoliberal dos problemas latino-americanos. São Paulo: Paz e Terra, 199
  • [5] BNDES – BANCO NACIONAL DO DESENVOLVIMENTO. Plano Brasil Maior. BNDES.gov, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2016.
  • [6] BRASIL. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR. Plano Brasil Maior. MDIC.gov, [2016]. Disponível em: . Acesso em: 25 ago. 201
  • [7] CAPUTO, Ana Cláudia; MELO, Hildete Pereira de. A industrialização brasileira nos anos de 1950: uma análise da instrução 113 da SUMOC. Estudos Econômicos (São Paulo), v. 39, n. 3, p. 513-538, 2009.
  • [8] CARVALHO, Enéas Gonçalves de. Inovação tecnológica na indústria automobilística: características e evolução recente. Economia e Sociedade, p. 429-461, 200
  • [9] CASOTTI, Bruna Pretti; GOLDENSTEIN, Marcelo. Panorama do setor automotivo: as mudanças estruturais da indústria e as perspectivas para o Brasil. BNDES Setorial, Rio de Janeiro, n. 28, p. 147-187, 2008.
  • [10] CASSIOLATO, José Eduardo. Políticas de desenvolvimento industrial para o Brasil: Lições da experiência internacional. Econômica, v. 5, n. 2, p. 317-324, 2003.
  • [11] CORONEL, Daniel Arruda; AZEVEDO, André Filipe Zagode; CAMPOS, Antônio Carvalho. Política industrial e desenvolvimento econômico: a reatualiação de um debate histórico. Revista de Economia Política, v. 34, n. 1, jan./mar. 2014, p. 103-119.
  • [12] COSTA, Rodrigo Morem; HENKIN, Hélio. Estratégias competitivas e desempenho da indústria automobilística no Brasil. Economia e Sociedade, v. 25, n. 2, p. 457-487, 2016.
  • [13] DE NEGRI, Fernanda et al. Determinantes da acumulação de conhecimento para inovação tecnológica nos setores industriais no Brasil – setor automotivo. Brasília: ABDI, 2008, 104 p.
  • [14] EVANS, P. Estados e transformação industrial. In: EVANS, P. Autonomia e parceria: Estados e transformação industrial. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2004, p. 27-47.
  • [15] FREEMAN, Chris; SOETE, Luc. A produção em massa e os automóveis. In: ______; ______. A economia da inovação industrial. São Paulo: Editora Unicamp, 2008. p. 237-276.
  • [16] FURTADO, Celso. Deslocamento do centro dinâmico. In: ______. Formação econômica do Brasil. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005, ed. 32, p. 203-212.
  • [17] FURTADO, J. Sistematização do debate sobre política industrial. Desenvolvimento em Debate - Política Industrial. BNDES, 2002, p. 133-153.
  • [18] KIM, Linsu. Da imitação à inovação: a dinâmica do aprendizado tecnológico da Coréia. Campinas: Editora Unicamp, 2005.
  • [19] LACERDA, Antônio Corrêa de et al. Economia brasileira. 4 ed. São Paulo: Saraiva, 2010.
  • [20] MATTOS, C. Análise do Plano Brasil Maior. Brasília, Nota técnica da Câmara dos Deputados, 2013, p. 26. Disponível em: . Acesso em: 12 ago. 2016.
  • [21] MAZZUCATO, M. Da ideologia da crise à divisão do trabalho inovador. In: MAZZUCATO, M. O estado empreendedor: desmascarando o mito do setor público vs. setor privado. ed. São Paulo: Portfolio-Penguin, 2014, p. 41-57.
  • [22] MEZA, Maria Lúcia. Trabalho qualificado e competência: um estudo de caso da indústria automotiva paranaense. 2003. 217 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Econômico) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba. 2003.
  • [23] NELSON, R; WINTER, S. Forças geradoras e limitantes da concentração sob concorrência shumpeteriana. In: NELSON, R; WINTER, S. Uma teoria evolucionária da mudança econômica. São Paulo: Editora Uniamp, 1997, p. 443-469.
  • [24] OICA - ORGANISATION INTERNATIONALE DES CONSTRUCTEURS D’AUTOMOBILES. Production Statistics. 2017. Disponível em: . Acesso em: 18 abr. 2017.
Como citar:

SILVA, Almir Cléydison Joaquim da; GONÇALVES, Lucas Henrique; BORTOLOTTI, Mônica Aparecida; SHIMA, Walter Tadahiro; "DINÂMICA INDUSTRIAL E ASPECTOS INOVATIVOS NO SETOR AUTOMOTIVO", p. 697-716 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/enei2017-39

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações