Artigo - Open Access.

Idioma principal

DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DA MICROBACIA DO CÓRREGO VEREDA, MANANCIAL DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ARAGOIÂNIA – GO

CASTILHO, Jefferson Henrique Morais; KOPP, Katia; SILVA JUNIOR, Lauis de Oliveira e; TEIXEIRA, Denilson;

Artigo:

Componente essencial à vida humana e à manutenção dos sistemas ambientais, a água vem sendo tema central dos debates sobre emergências ambientais, apresentando escassez em algumas regiões além da deterioração de sua qualidade. A maioria dos mananciais de abastecimento público enfrentam sérios problemas ambientais, pois a qualidade da água é fruto de seus ciclos naturais bem como a interação com todo ambiente. Diante da problemática ocasionada pela má gestão e ausência de estudos dessas unidades ambientais, o presente trabalho visa diagnosticar ambientalmente a microbacia do Córrego Vereda, manancial de abastecimento público do município de Aragoiânia – GO. O estudo foi desenvolvido a partir do mapeamento do uso e ocupação do solo por meio de imagens de satélite, com auxílio do software Quantum GIS. O resultado do mapeamento do uso e ocupação do solo identificou que a atividade predominante na microbacia é a pastagem, com mais de 90% de sua área ocupada com esse uso. A área de preservação permanente na microbacia apresentou valor em inconformidade com a legislação ambiental, tendo 64,3% de sua área degradada. Em decorrência dos resultados encontrados, a proposição de estudos e práticas de revitalização e recomposição das áreas compreendidas na microbacia em estudo, com o intuito de mitigar os impactos já identificados, apresenta-se necessária para recuperação da qualidade ambiental da região.

Artigo:

Palavras-chave: Recursos hídricos; diagnóstico ambiental; microbacia de abastecimento,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-eneeamb2016-ma-008-4949

Referências bibliográficas
  • [1] BORTELHO, R. G. M.; SILVA, A. S. Bacia hidrográfica e qualidade ambiental In: Reflexões sobre a Geografia Física no Brasil. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil, 2004. P.153-192.
  • [2] FITZ, P.R. Geoprocessamento sem complicação. Oficina de texto. Goiás, 2008. 160 p.
  • [3] GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS. Secretaria de Estado da Casa Civil. Política Florestal do Estado de Goiás Lei nº 18.104, de 18 de Julho de 201 Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa, institui a nova Política Florestal do Estado de Goiás e dá outras providências. Goiânia. Goiás. 201 24 p.
  • [4] IBGE. Censo Demográfico 2000 - Resultados do Censo 2010. Disponível em: http://www.ibge.gov.br. Acesso em: 20 de janeiro de 2015.
  • [5] MARTINS, A. S. Avaliação das águas superficiais sob uso e ocupação na sub-bacia do rio Candeias / RO- Amazônia Ocidental. Porto Velho, 123 p., 2009. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) – Universidade Federal de Rondônia.
  • [6] OLIVEIRA FILHO, A. T., et al. Estrutura fitossociológica e variáveis ambientais em um trecho da mata ciliar do córrego dos Vilas Boas, Reserva Biológica do Poço Bonito, Lavras (MG). Revista Brasileira de Botânica, 1994. v. 17, P.67-85.
  • [7] SANTOS, F.A.; BERTOTTI, L. G. Avaliação socioambiental da bacia hidrográfica do rio Pequeno, São José dos Pinhais (PR). Revista Ambiência, 2009. Guarapuava, PR. Maio/Ago, v.5, n.2 P.275-292.
  • [8] SEMARH. Histórico Recursos Hídricos e Minerais. mar. 2006, Goiânia. Disponível em: < http://www.semarh.goias.gov.br/site/pagina/historico>. Acesso em: 20 de janeiro de 2015.
  • [9] SILVA, K, P.; SILVA-JUNIOR, L. O. Avaliação da qualidade ambiental da microbacia do córrego dos macacos nos município de Terezópolis de Goiás e Goianápolis – Goiás. Goiânia, 49 p., 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Universidade Federal de Goiás.
  • [10] TUCCI, C. E. M. Águas no Meio Urbano. In: REBOUÇAS, A. C. et AL. Águas doces no Brasil: Capital Ecológico, Uso e Conservação. 2ed. São Paulo: Escrituras Editora. Capítulo 14, 2002 P.473-506.
  • [11] TUNDISI, J.C. Água no século XXI: Enfrentando a escassez. São Carlos: RiMA Editora / Instituto Nacional de Ecologia, 2003. P.247-248
  • [12] VANZELA, L. S.; HERNANDEZ, F. B. T.; FRANCO, R. A. M. Influência do uso e ocupação do solo nos recursos hídricos do córrego Três Barras, Marinópolis. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. Campina Grande, PB, v.14, n.1, 2010. P.55-64.
Como citar:

CASTILHO, Jefferson Henrique Morais; KOPP, Katia; SILVA JUNIOR, Lauis de Oliveira e; TEIXEIRA, Denilson; "DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DA MICROBACIA DO CÓRREGO VEREDA, MANANCIAL DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE ARAGOIÂNIA – GO", p. 1072-1081 . In: Anais do XIV Encontro Nacional de Estudantes de Engenharia Ambiental [= Blucher Engineering Proceedings v.3 n.2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-eneeamb2016-ma-008-4949

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações