Dezembro 2020 vol. 8 num. 5 - Colóquio Internacional de Design 2020

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Design visual, hegemonia e ativismo

Visual design, hegemony and activism

Queiroz, André Vieira; Boas, André Villas;

Artigo completo:

Este estudo se baseia em dissertação de mestrado defendida na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e objetiva articular a inserção social do design visual à teoria da hegemonia de Antonio Gramsci, particularmente a partir das interpretações de ACANDA (2006) e WILLIAMS (2005). Utilizando ainda a teoria do campo de Bourdieu, o artigo defende uma postura crítica do designer como cidadão e profissional, inspirado por MATIAS (2014), e procura mostrar sua viabilidade, abordando também a experiência

Artigo completo:

This study is based on a master's thesis defended at the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ) and aims to correlate the social insertion of visual design to the Antonio Gramsci's theory of hegemony, particularly from the interpretations of ACANDA (2006) and WILLIAMS (2005). Also based on theoretical frameworks Bourdieu's field theory, the article defends a critical stance of the designer as a citizen and professional, inspired by MATIAS (2014), and seeks to show its viability, addressing the concrete experience of the Brazilian activist group Design Ativista, which works mainly through the internet.

Palavras-chave: teoria crítica; Gramsci; práxis; teoria do campo; #designativista,

Palavras-chave: critical theory; Gramsci; praxis; field theory; #designativista,

DOI: 10.5151/cid2020-53

Referências bibliográficas
  • [1] ACANDA, Jorge Luís. Sociedade civil e hegemonia. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.
  • [2] BIERUT, Michael; et al. Textos clássicos do design gráfico. São Paulo: Martins Fontes, 2010.
  • [3] BOURDIEU, Pierre. Razões práticas. Sobre a teoria da ação. Campinas (SP): Papirus, 1996.
  • [4] CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia. Crítica y Emancipación, (1): 53-76, junio 2008.
  • [5] CUCHE, Denys. A noção de cultura nas ciências sociais. São Paulo: EDUSC, 1999.
  • [6] DAINOTTO, Roberto. Filosofia da práxis [verbete]. In: LIGUORI, Guido; VOZA, Pasquale (org.).
  • [7] Dicionário Gramsciano, 1926-193 São Paulo: Boitempo, 201 p. 300-303.
  • [8] DORE, Rosemary; SOUZA, Herbert Glauco de. Gramsci nunca mencionou o conceito de contrahegemonia. Cadernos de pesquisa, São Luís, v.25, n.3, jul./set. 201
  • [9] FREITAS, Adenisia A. de. O Homem e a história na filosofia da práxis de Adolfo Sánchez Vázquez. In:
  • [10] CONGRESSO HISTÓRIA E LITERATURA: TEMPO E NARRATIVA, 19-22, 2013. Anais [...]. v.1, n.1,
  • [11] março 2013. Disponível em: https://www.anais.ueg.br/index.php/anais_congresso/article/view/1337.
  • [12] Acesso em 22/07/2020.
  • [13] GUERRA, Agercicleiton Coelho; FERREIRA, Marcela Figueira. Marx e a filosofia: por uma Filosofia da
  • [14] Práxis. In: I JORNADA INTERNACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EM ANTONIO GRAMSCI, 23-25,
  • [15] 2016, Fortaleza. Anais eletrônicos [...]. Fortaleza: Grupo de Estudos e Pesquisas em Antonio
  • [16] Gramsci, 2017. Disponível em: http://www.ggramsci.faced.ufc.br/anais-i-gt1. Acesso em: 29 jul. 2019.
  • [17] MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Rio
  • [18] de Janeiro: UFRJ, 2006.
  • [19] MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. São Paulo: Boitempo, 2007.
  • [20] MATIAS, Iraldo. Projeto e revolução. Florianópolis: Em Debate/UFSC, 2014.
  • [21] NOBRE, Marcos. A teoria crítica. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.
  • [22] REPP, Philip C. Reflecting on a stone. Design Issues (The MIT Press), Cambridge, v. 11, no.3.
  • [23] SOUZA, Jessé. A elite do atraso: da escravidão à Lava Jato, Leya. Rio de Janeiro: 2017.
  • [24] VILLAS-BOAS, André. A complexidade da inserção do design visual na dinâmica da cultura, in:
  • [25] GRIMALDI, Madalena; PIRES, Julie (org.). Arquivos 30. Rio de Janeiro: Rio Books, 2020.
  • [26] VILLAS-BOAS, André. Identidade e Cultura. Rio de Janeiro: 2AB, 2009.
  • [27] WILLIAMS, Raymond. Base e superestrutura na teoria cultural marxista. Revista USP, São Paulo,
  • [28] n.65, mar./maio 2005.
Como citar:

Queiroz, André Vieira; Boas, André Villas; "Design visual, hegemonia e ativismo", p. 681-696 . In: Anais do Colóquio Internacional de Design 2020. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cid2020-53

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações