Dezembro 2020 vol. 8 num. 5 - Colóquio Internacional de Design 2020

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Design: um facilitador na experiência visual dosurdo na educação superior

Design: a facilitator in visual experience of the deaf in higher education

Souza, Elisangela Tonelini; Maynardes, Ana Cláudia;

Artigo completo:

O objetivo deste estudo é destacar a importância do design como um processo acessível e facilitadorna experiência visual de estudantes surdos no ensino superior. Para isto, é importante que sejamcompreendidas as barreiras e dificuldades enfrentadas por estes estudantes em sua vivêciauniversitária. Foram apresentados alguns resultados de pesquisas, os quais evidenciam tanto avivência universitária, quanto a experiência visual destes estudante. Os resultados descrevem anecessidade de um olhar sensível e desmistificador acerca da aliança do design às práticaspedagógicas voltadas para a educação dos surdos, até então focadas em territórios exclusivamenteouvintes. Ademais, entende-se que o design, pode atuar sim, como propulsor da experiência visual dosurdo, assim como, um mediador das interações relacionais entre todos os envolvidos neste processoeducacional.

Artigo completo:

The objective of this study is contrast the importance of design like an accessible andfacilitating process in the visual experience of deaf students in higher education. For this, it´simportant that they are understood the barriers and difficulties faced by these students in theiruniversity experience. Some research results were presented, which evidence both the universityexperience, as well as the visual experience of these students. The results describe the needs for asensitive and demystifying eye at the alliance between design and pedagogical practices aimed at theeducation of the deaf, until then focused on exclusively hearing´s territories. Moreover, it isunderstood that the design, can act like a propellant of the visual experience of the deafh, as well as,a mediator of relational interactions between all involved in this educational process.

Palavras-chave: : design; educação inclusiva; experiência visual, surdez; ensino superior.,

Palavras-chave: design; inclusive education; visual experience; deafness; higher education.,

DOI: 10.5151/cid2020-34

Referências bibliográficas
  • [1] BISOL, Cláudia Alquati et al. Estudantes surdos no ensino superior: reflexões sobre a inclusão. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 40, n. 139, pág. 147-172, abril de 2010. Disponível em: . Acesso em 28. Ago.2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742010000100008.
  • [2] BONSIEPE, Gui. Design como prática de projeto, Editora Blucher. São Paulo: 201
  • [3] BONSIEPE, Gui. Design, cultura e sociedade, Editora Blucher. São Paulo: 2011.
  • [4] CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo, Editora Cosac Naify, 2013.
  • [5] DONDIS, D. A. Sintaxe da linguagem visual. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
  • [6] FRASCARA, Jorge. Communication Design: principles, methods and practice, Allworth. New York: 2004.
  • [7] GUARINELLO, Ana Cristina et al. Surdez e letramento: pesquisa com surdos universitários de Curitiba e Florianópolis. Rev. bras. educ. espec. Marília, v. 15, n. 1, p. 99-120, Abr. 2009 . Disponível em: . Acesso em: 05. Set. 2020. https://doi.org/10.1590/S1413-65382009000100008.
  • [8] IMRIE, Robert; HALL, Peter. Inclusive design: designing and developing accessible environments, British Library. Londres: 2001.
  • [9] LEBEDEFF, Tatiana Bolivar. Aprendendo “a ler” com outros olhos: relatos de oficinas de letramento visual com professores surdos. Cadernos de Educação (UFPel), v. 36, p. 175-196, 2010.
  • [10] LUPTON, Ellen; MILLER, Abbott. Design, escrita, pesquisa: a escrita no design gráfico, Brookman. Porto Alegre: 2011.
  • [11] MANZINI, Ezio. Design: quando todos fazem design: uma introdução ao design para uma inovação social, Editora Unisinos. São Leopoldo: 2017.
  • [12] QUADROS, Ronice Müller de. Educação de surdos: a aquisição da linguagem, Editora Artmed. Porto Alegre: 1997.
  • [13] RIBAS, Armando Cardoso. Diretrizes para desenvolvimento de ícones digitais acessíveis ao público surdo. Tese (Doutorado em Engenharia e Gestão do Conhecimento) – Programa de PósGraduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento, Centro Tecnológico, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, p. 220. 2018.
  • [14] STROBEL, Karin Lilian. As imagens do outro sobre a cultura surda, Editora UFSC. Florianópolis: 2008.
  • [15] STROBEL, Karin Lilian. Capítulo I. In: QUADROS, R. M.; PERLIN, G. (Org.). Estudos Surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2007. p. 18-37.
  • [16] TAVEIRA, Cristiane Correia; ROSADO, Luiz Alexandre da Silva. O letramento visual como chave de leitura das práticas pedagógicas e da produção de artefatos no campo da surdez. In: LEBEDEFF, Tatiana Bolivar (org.). Letramento visual e surdez, Wak Editora. Rio de Janeiro: 2017:17-47
  • [17] VALENTINI, Carla Beatris; BISOL, Cláudia Alquati. Inclusão no ensino superior: especificidades da prática docente com estudantes surdos, Editora Educs. Caxias do Sul: 2012.
Como citar:

Souza, Elisangela Tonelini; Maynardes, Ana Cláudia; "Design: um facilitador na experiência visual dosurdo na educação superior", p. 437-452 . In: Anais do Colóquio Internacional de Design 2020. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cid2020-34

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações