Dezembro 2020 vol. 8 num. 5 - Colóquio Internacional de Design 2020

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Design e o crochetar no universo feminino

Design and crochet in the female universe

Oliveira, Ana Célia Carneiro; Mourão, Nadja Maria; Castro, Flávia Neves de Oliveira;

Artigo completo:

O crochetar é um mergulho de introspecção e de realização do saber-fazer relatado por empoderadasmulheres que, ao segurar nas mãos agulhas e linhas se distanciam das questões cotidianas. Estaafirmativa advém de uma pesquisa com artesãs e artistas por seus saberes e fazeres em produçãoartesanal com crochê em comunidades tradicionais e ambientes urbanos. Buscou-se entender oporquê da afirmativa que crochetar, além de trabalho, serve como atividades terapêuticas paraalgumas mulheres. A pesquisa buscou também observar a presença do crochê no mundocontemporâneo, principalmente no momento atual de isolamento social no território brasileiro. Pelométodo qualitativo, este trabalho se fundamenta nas relações artesanais com o design e suascontribuições sociais. Em resultados, apresenta-se um panorama diversificado de experiênciasfemininas e estimulo a pratica do crochê como recurso em qualidade de vida e novas possibilidadesperante a realidade que se descortina no novo mundo.

Artigo completo:

Crochet is a dive of introspection and realization of the know-how reported by empowered womenwho, when holding needles and threads in their hands, distance themselves from everyday issues.This statement comes from a survey of artisans and artists for their knowledge and skills in handmadeproduction with crochet in traditional communities and urban environments. We sought to understandwhy the statement that crochet, in addition to work, serves as therapeutic activities for some women.The research also sought to observe the presence of crochet in the contemporary world, especially inthe current moment of social isolation in the Brazilian territory. Using the qualitative method, this workis based on artisanal relationships with design and its social contributions. In results, a diversifiedpanorama of female experiences is presented and I encourage the practice of crochet as a resource inquality of life and new possibilities in the face of the reality that unfolds in the new world.

Palavras-chave: Design; crochê; gênero feminino; qualidade de vida; felicidade,

Palavras-chave: Design; crochet; feminine gender; quality of life; happiness,

DOI: 10.5151/cid2020-42

Referências bibliográficas
  • [1] ALMEIDA, NAOMAR. Modelos de determinação social das doenças crônicas não-transmissíveis, In: Ciência & Saúde Coletiva, v.9 n.4 (865-884), RJ, ABRASCO, 2004.
  • [2] ANDRADE, Louise dos Reis Gusmão. Um lugar de memória: a subjetividade do bordado na instalação artística. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Artes Visuais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
  • [3] BARBOSA, Vera Lúcia Ermida. Mulher e artesanato: as artesãs do povoado do Bichinho/Prados-MG. 2014. Dissertação (Mestrado em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.
  • [4] BOGO, A. Identidade e luta de classes. 1º ed. São Paulo: Expressão Popular, 2008. p. 30-31.
  • [5] BOSI, Alfredo. Reflexões sobre arte. São Paulo: Ática, 1986.
  • [6] CAROLINA Ponte. In: Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2020. Disponível em: . Acesso em: 29 de Jul. 2020. Verbete da Enciclopédia. ISBN: 978-85-7979-060-7
  • [7] CERQUEIRA, F. V. Novas diretrizes para a proteção do patrimônio: a diversidade cultural e o imaterial. Métis: história & cultura, Caxias do Sul, v. 12, p.40-63, dez. 2012.
  • [8] CURCULO.COM.BR. Dia Mundial do Crochê 2019: confira como foi essa semana especial! Disponível em: https://www.circulo.com.br/dia-mundial-do-croche-2019/. Acesso em: 26 jul. 2020.
  • [9] DEPAULO, J. R., HORTIZ, L. A. Understanding Depression; Jonh Wiley & Sons. 2000.
  • [10] DIAS, Marina. Ela tece fios e esperança. Revista Encontro. Postado em: 21 jul. 2014. Disponível em: https://www.revistaencontro.com.br/canal/revista/2014/07/ela-tece-fios-e-esperanca.html. Acesso em: 26 jul. 2020.
  • [11] DONDIS, A. Donis. Sintaxe da Linguagem Visual. Tradução: Jefferson Luiz Camargo, Martins Fontes, 2000.
  • [12] D'ORNELAS, Stephanie. Crochê vira arte urbana e dá cor às cidades em várias iniciativas pelo mundo. Gazeta do Povo. Postado em: 15 jan. 2018. Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/haus/urbanismo/croche-vira-arte-urbana-cor-cidade-mundo/.Acesso em: 13 maio 2020.
  • [13] DUMAZEDIER, Joffre. Lazer e cultura popular. MACHADO, Maia de Lourdes Santos (trad.). São Paulo: Perspectiva, 1973.
  • [14] ENGELS, Friedrich. A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado. RJ, Civilização Brasileira, 1985.
  • [15] FACHONE, Savana Leão. Design e artesanato: o sentido do fazer manual na contemporaneidade. 2012. Dissertação (Mestrado em Design) - Universidade Anhembi Morumbi, São Paulo, 2012.
  • [16] FOLHA DE SÃO PAULO. Artista usa 'grafite de crochê' para levar mensagens às ruas de SP. Postado em: 30 jun. 20 Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2016/06/1787308-artista-usa-grafite-de-croche-paraespalhar-mensagens-nas-ruas-de-sp.shtml. Acesso em: 13 de mai. 2020.
  • [17] FONSECA, Erika Luiza da. O bordado como representação simbólica no atendimento arteterapêutico. In: Arterevista, n. 5, jan./jun. 2015, p. 43-5. Disponível em: http://www.fpa.art.br/fparevista/ojs/index.php/00001/article/view/59/100. Acesso em: 13 de mai. 2020.
  • [18] GEHL, J. Cidades para Pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013.
  • [19] GUEDES, Maria Heliana Mota; GUEDES, Helisamara Mota; ALMEIDA, Martha Elisa Ferreira de. Efeito da prática de trabalhos manuais sobre a autoimagem de idosos. Rev. Bras. Geriatr. Gerontol., Rio de Janeiro, RJ, 2011. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/rbgg/v14n4/a12v14n4.pdf. Acesso em: 12 jun. 2020.
  • [20] KELLY, E. Design e artesanato: um diferencial cultural na indústria do consumo. ACTAS DE DISEÑO, v. 1, p. 01-15, 2007.
  • [21] LEMES, Bianca Xavier; PEREIRA, Andréa Franco. Tecer e empoderar: as entrelinhas do saber-fazer do crochê de um grupo de mulheres artesãs. In: Multitemas, Campo Grande, v. 25, n. 169-190, jan./abr. 2020.
  • [22] MAIA, Ivan Ferrer. De ponto em ponto. Revista da Cultura. Livraria Cultura-Ed. Número 80. março 2014, p. 61,62.
  • [23] MARKS, Ruthie. History of crochet. 1997. Disponível em: . Acesso em: 19 de jun. 2020.
  • [24] MARTINS, Saul. Contribuição ao estudo científico do artesanato. Belo Horizonte: Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais, 1973. MDIC - MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DE COMÉRCIO EXTERIOR. Termo de Referencia do Artesanato - Art. 4º da Portaria MDIC Nº29/2010. Disponível em: http://www.mdic.gov.br/arquivos/dwnl_1291902104.pdf. Acesso em 27 jul. 2020.
  • [25] MELO, Marcela Araujo. Intervenções urbanas e Design: práticas para a reconstrução do tecido social. Dissertação (Mestrado em Design), Belo Horizonte: UEMG, 2016.
  • [26] MELO, Marcela Araujo; SILVA, Sérgio Antonio. Textos urbanos: dispositivos de emoção para transformação social. Revista Estudos em Design. Rio de Janeiro: vol. 24, nº. 3, 2016.
  • [27] MOURÃO, Nadja Maria; OLIVEIRA, Ana Célia Carneiro. Cultura afetiva: a construção do ser brincante no contexto urbano externo. RELACult - Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade. Vol.06, artigo nº1789, ed. especial, mar/2020. ISSN 2525-7870. Disponível em: http://periodicos.claec.org/index.php/relacult/article/view/1789. Acesso em: 26 jul. 2020.
  • [28] PALUDAN, Lis. Crochet: History &Tecnique. Loveland, CO: Interweave Press, 1995.
  • [29] PEDRO, Fernanda Lopes; ALVES, Carla Juliana Galvão. Alinhavando Memórias a uma Produção Visual. Anais do VII Encontro Nacional de Estudos da Imagem/IV Encontro Internacional de Estudos da Imagem. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2019.
  • [30] RICHTER, Ivone Mendes. Interculturalidade e estética do cotidiano no ensino de artes visuais. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.
  • [31] SANTOS, S. A. Os saberes e fazeres das parteiras na comunidade Kalunga, Ribeirão dos Bois, Teresina – GO (Monografia) Universidade de Brasília/ Faculdade UnB, Planaltina, 2015.
  • [32] SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Dopamina "; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/biologia/dopamina.htm. Acesso em 09 de agosto de 2020.
  • [33] SENNETT, Richard. O artífice. 5. ed. Rio de Janeiro: Record, 2015.
  • [34] VAZ, Rita Isabel; PANEK, Bernadette Maria. Tecendo memórias, atraindo olhares: a apropriação de padrões ornamentais e decorativos na expressão artística. In; Revista Inter. Interdisc. Art&Sensorium, Curitiba, v.4, n.2, p. 322 - 337 jul./dez. 2017.
  • [35] VERAS, E. K. R. S. Crochê e Richelieu: Traços Culturais no Design Brasileir Diseño en Palermo. Encuentro Latinoamericano de Diseño, Palermo, 2007.
  • [36] WILSON, Jacque. This is your brain on crafting. Disponível em: . Acesso em: 13 mai. 2020.
Como citar:

Oliveira, Ana Célia Carneiro; Mourão, Nadja Maria; Castro, Flávia Neves de Oliveira; "Design e o crochetar no universo feminino", p. 540-553 . In: Anais do Colóquio Internacional de Design 2020. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cid2020-42

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações