Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DESIGN E MATERIAIS: DESENVOLVIMENTO DE BIOCOMPÓSITOS A PARTIR DA CASCA DE ARROZ E DO RESÍDUO DE PAPEL EM MATRIZ POLIURETANA VEGETAL À BASE DE MAMONA

Calegari, Eliana Paula; Angrizani, Clarissa Coussirat; Porto, Jussara Smidt; Zanella, Bábara; Amico, Sandro Campos; Duarte, Lauren da Cunha; Oliveira, Branca Freitas de;

Artigo Completo:

Com o objetivo de desenvolver novos materiais que estejam de acordo com a perspectiva da sustentabilidade, neste estudo foram produzidos biocompósitos a partir da casca de arroz e de resíduos do papel. Como matriz, utilizou-se o poliuretano vegetal á base de óleo da mamona, proveniente de fonte renovável. Foram confeccionados biocompósitos com 80% de casca de arroz e 20% de resina poliuretana vegetal, e outro com 80% de resíduo de papel com 20% de resina poliuretana vegetal. Para fins de comparação, foram desenvolvidos biocompósitos com matriz polimérica de poliéster, com as mesmas proporções de reforço dos compósitos com matriz poliuretana vegetal. Para o processamento das placas dos biocompósitos foi utilizada a moldagem por compressão. Como resultado, foram obtidas as placas de biocompósitos com 80% de materiais oriundos de resíduos, como é o caso da casca de arroz e do papel. Os novos materiais desenvolvidos possuem estética visual diferenciada, pelo fato de que a casca de arroz e o papel apresentarem-se visíveis. A possibilidade de utilização de até 80% de carga (casca de arroz e resíduo de papel) imersa em matriz polimérica é uma grande vantagem quanto à quantidade de resíduos a ser utilizada, o que indica serem os biocompósitos desenvolvidos nesta pesquisa, materiais com apelo ecológico.

Artigo Completo:

Palavras-chave: biocompósito, casca de arroz, resíduo de papel, poliuretano vegetal, design de produto,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-sbds15-4st701b

Referências bibliográficas
  • [1] ASTM D3878 – 95. Standard terminology of high - modulus reinforcing fibers and their composites. 1995.
  • [2] ARAÚJO, C. R.; PERLAZA, L. C.; MOTHÉ, C. G. Thermal properties of commercial and castoir oil polyurethane composites with curaua fiber. In: Fouth International Symposium on Natural Polymers and Composites, São Paulo, 200
  • [3] BRASKEM. Polietileno verde. Disponível em: . Acesso em 10 de maio de 2015.
  • [4] CANEVAROLO, J. S. V. Técnicas de caracterização em polímeros. São Paulo: Artliber, 200
  • [5] CARASCHI J. C.; LEÃO A. L.; CHAMMA P. V. C. Avaliação de painéis produzidos a partir de resíduos sólidos para aplicação na arquitetura. Polímeros: Ciência e Tecnologia, v. 19, n. 1, p. 47-53, 2009.
  • [6] CARVALHO, L. F. M. Tratamentos de fibras de carnaúba [copernicia prunífera (miller) H. E. moore] para o desenvolvimento de compósito biodegradável com matriz de polihidroxibutirato. Doutorado - Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia de Materiais, UFRN, Natal, 2011.
  • [7] CARVALHO, L. H. et al. Tensile properties of sisal reinforced polyurethane. In: Internacional Symposium on Natural Polymers and Composites, São Pedro. Anais, São Carlos: USP. p. 542-546, 2002.
  • [8] GAY, D.; HOA, S. V.; TSAI, S. W. Composite materials: design and applications. London: CR PRESS, 2002.
  • [9] GODOY, J. Estudo de um novo compósito madeira / resina poliuretano para o desenvolvimento de um isolador híbrido. Dissertação (Mestrado). Escola de Engenharia de São Carlos. Universidade de São Paulo, 2007.
  • [10] MAHAJAN, G.V.; AHER, V. S. Composite Material: A Review over Current Development and Automotive Application. International Journal of Scientific and Research Publications, Volume 2, Issue 11, 2012.
  • [11] MAYER, F. D.; HOFFMANN, R.; RUPPENTHAL, J. E. Gestão Energética, Econômica e Ambiental do Resíduo Casca de Arroz em Pequenas e Médias Agroindústrias de Arroz. XIII SIMPEP - Bauru, SP, Brasil, 06 a 08 de novembro de 2006.
  • [12] MOHANTY, A. K.; MISRA, M.; DRZAL, L. T.; SELKE, S. E.; HARTE, B. R.; HINRICHEN, H. Natural Fibers, Biopolymers, and Biocomposites: An Introduction. Taylor & Francis, 2005.
  • [13] MOURA, A. DA S. Estudo comparativo das propriedades mecânicas e térmicas entre compósitos de PHB (Polihidroxibutirato) reforçados com casca de arroz ou fibra de coco. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Integridade de Materiais da Engenharia da Faculdade Gama e Faculdade de Tecnologia da Universidade de Brasília, Brasília, 2014.
  • [14] OLIVEIRA, A. K. F. de. Estudo da viabilidade técnica de utilização do compósito poliuretano de resina de mamona e fibra de ubuçu na fabricação de pisos e revestimentos. Tese (Doutorado). Programa de Pós-graduação em Engenharia de Materiais e de Processos Químicos e Metalúrgicos do Departamento de Engenharia de Materiais do Centro Técnico Científico da PUC-Rio, Rio de Janeiro, 2011.
  • [15] PORTAL DOS RESÍDUOS SÓLIDOS. Resíduo de papel. Disponível em: Acesso em 12 de maio de 20
  • [16] SAPUAN, S. M.; MALEQUE, M. A. Design and fabrication of natural woven fabric reinforced epoxy composite for household telephone stand. Materials and Design, v. 26, p. 65-71, 2005.
  • [17] SILVA, O. H.; ARDENGHI, T. C.; RITTER, C. M.; SANTOS, F. R.; HALMEMAN, M. C. R. Potencial energético da biomassa da casca de arroz no brasil. In: Simpósio III Ambiental, Paraná: Universidade Tecnológica Federal do Paraná, 2012.
  • [18] SOUSA, L. K. de. Produção e caracterização mecânica de compósitos de resina poliuretana à base de óleo de mamona e fibras de rami, sisal e bucha vegetal. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2013.
  • [19] VILAR, W.D. Química e tecnologia dos poliuretanos. Rio de Janeiro: Vilar, 340p, 1993.
Como citar:

Calegari, Eliana Paula; Angrizani, Clarissa Coussirat; Porto, Jussara Smidt; Zanella, Bábara; Amico, Sandro Campos; Duarte, Lauren da Cunha; Oliveira, Branca Freitas de; "DESIGN E MATERIAIS: DESENVOLVIMENTO DE BIOCOMPÓSITOS A PARTIR DA CASCA DE ARROZ E DO RESÍDUO DE PAPEL EM MATRIZ POLIURETANA VEGETAL À BASE DE MAMONA", p. 389-400 . In: Anais do 5º Simpósio Brasileiro de Design Sustentável [=Blucher Design Proceedings, v.2, n.5]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-sbds15-4st701b

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações