Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

DESIGN E ACESSIBILIDADE EM INTERFACES: ENSAIO DE INTERAÇÃO EM UM SITE BILÍNGUE (LIBRAS-PORTUGUÊS)

DESIGN AND ACCESSIBILITY IN INTERFACES: INTERACTION TEST ON A BILINGUAL SITE

Moraes, Laíse Miolo de; Gonçalves, Berenice Santos; Scandolara, Daniel;

Artigo Completo:

A cada ano aumentam as preocupações com a acessibilidade em interfaces digitais, seja para possibilitar o acesso do maior número de pessoas, como para incluir sujeitos com alguma desabilidade. No entanto, no caso da acessibilidade para pessoas surdas, a web garante apenas parte dos seus desafios de comunicação. Embora existam algumas diretrizes, essas quase sempre se traduzem para a língua oral e escrita de cada país, não contemplando o aspecto fundamental da cultura dessas pessoas, a língua de sinais. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar o processo de interação e usabilidade do usuário surdo com um site bilíngue (Libras/Português), do Campus Palhoça Bilíngue, por meio de um ensaio de interação. É uma pesquisa exploratória e descritiva, sua abordagem é qualitativa e os procedimentos técnicos serão bibliográficos, que abordam da cultura surda e o uso das tecnologias, do design de interação e acessibilidade, bem como recomendações para interfaces acessíveis para surdos. O ensaio de interação foi conduzido com a participação de 3 usuários surdos, com base na análise de tarefas, questionário e entrevista com os voluntários. Os resultados apontam contribuições com as recomendações para interfaces bilíngues, para o redesign da interface e emerge questões para estudos futuros, quanto ao processo cognitivo de leitura da informação do surdo.

Artigo Completo:

Concerns about accessibility on digital interfaces increase every year, whether to enable access by as many people as possible, or to include subjects with some disability. However, in the case of accessibility for deaf people, the web guarantees only part of its communication challenges. Although there are some guidelines, these almost always translate into the oral and written language of each country, not contemplating the fundamental aspect of the culture of these people, sign language. Thus, the objective of this work is to investigate the process of interaction and usability of the deaf user with a bilingual site (Libras / Português), of the Palhoça Bilingual Campus, through an interaction test. It is an exploratory and descriptive research, its approach is qualitative and technical procedures will be bibliographical, dealing with deaf culture and the use of technologies, interaction design and accessibility, as well as recommendations for accessible interfaces for the deaf. The interaction test was conducted with the participation of 3 deaf users, based on task analysis, questionnaire and interview with the volunteers. The results point to contributions with the recommendations for bilingual interfaces, to the redesign of the interface and questions emerge for future studies regarding the cognitive process of reading the information of the deaf.

Palavras-chave: Design de Interfaces, Acessibilidade, Design de Interação,

Palavras-chave: Design of Interfaces, Accessibility, Design of Interaction,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0264

Referências bibliográficas
  • [1] ADAP. Associação de Deficientes Auditivos, Pais, Amigos e Usuários de Implante Coclear. Deficiência auditiva atinge 9,7 milhões de Brasileiros, 2013. Disponível em: http://www.adap.org.br/site/index.php/artigos/20-deficiencia-auditiva-atinge-9-7-milhoes-de-brasileiros. Acesso em ago 2016.
  • [2] FLOR, C.; VANZIN, T. AVEAs e CoPs acessíveis para surdos sob a ótica da Teoria da Cognição Situada. In: Hipermídia e interdisciplinaridade na geração de conhecimento. São Paulo: Pimenta Cultural, 2015.
  • [3] FLOR, C.; VANZIN, T.; ULBRICHT, V. Recomendações da WCAG 2.0 (2008) e a acessibilidade de surdos em conteúdos da Web. In: Revista Brasileira de Educação Especial. Vol. 19 nº 2. Marília. Jun/201
  • [4] GESSER, Audrei. Libras? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.
  • [5] GIL, Antonio Carlos. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.
  • [6] GOLDFELD, M. A criança surda: linguagem e cognição numa perspectiva sociointeracionista. 2. ed. São Paulo: Plexus. 2002.
  • [7] KRUG, Steve. Não me faça pensar!: Uma abordagem de bom senso à usabilidade na web. 2. ed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2010.
  • [8] MORAES, A. M.; ROSA, J. G. Avaliação e Projeto no Design de Interfaces. 2Ab, São Paulo, 2012.
  • [9] ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Relatório Mundial sobre a deficiência. 2012. Disponível em: http://www.pessoacomdeficiencia.sp.gov.br/usr/share/documents/RELATORIO_MUNDIAL_COMPLETO.pdf. Acesso em ago. 2016.
  • [10] PEREIRA, M. D. C.; VIEIRA, M. D. S. Bilinguismo e educação de surdos. Revista Intercâmbio, 19, 62-67. São Paulo: LAEL/PUC-SP. ISSN 1806-275x, 2009.
  • [11] PIVETTA, E. M.; SAITO, D. S.; ALMEIDA, A. M. P., ULBRICHT, V. R. Contribuições para o design de interface de um Ambiente Virtual de Ensino Aprendizagem acessível a surdos. In: Revista Brasileira de Design da Informação / Brazilian Journal of Information Design. São Paulo | v. 10 | n. 2 [2013], p. 193 – 206 | ISSN 1808-5377 Blucher. ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/designpro-ped-00787
  • [12] PREECE, Jennifer; ROGERS, Yvonne; SHARP, Helen. Design de Interação: além da interação Homem-Computador. - 3ª ed. - Porto Alegre: Bookman, 2013. xiv, 585 p.: il. color.; 25 cm.
  • [13] QUADROS, R. M. de. (org). Estudos Surdos III. Série pesquisas. Petrópolis, RJ: AraraAzul, 2008.
  • [14] SÁ, N. L. Cultura, poder e educação de surdos. São Paulo: Paulinas, 2006.
  • [15] W3C. ACCESSIBILITY. 2016. Disponível em: https://www.w3.org/standards/webdesign/accessibility. Acesso em: ago. 2016.
  • [16] W3CGT. (2016). Acessibilidade. Disponível em: . Acesso, em ago 20
Como citar:

Moraes, Laíse Miolo de; Gonçalves, Berenice Santos; Scandolara, Daniel; "DESIGN E ACESSIBILIDADE EM INTERFACES: ENSAIO DE INTERAÇÃO EM UM SITE BILÍNGUE (LIBRAS-PORTUGUÊS)", p. 2514-2524 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0264

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações