Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Design da Informação e Ciência da Informação: Contribuições e convergências nos estudos dos usuários

Information Design and Information Science: contributions and convergences in user studies

Souza, Felipe Machado de; Pinto, Marli D. S.; Fialho, Francisco A. P.;

Artigo completo:

A informação tornou-se o insumo intelectual mais importante de nossa sociedade. Logo, é eminente o surgimento de áreas que passam a se ocupar da disseminação, armazenamento, acesso, seleção, organização e aprimoramento da informação. A Ciência da Informação e o Design da Informação são áreas que tem, além dessas ocupações, a incumbência de satisfazer os usuários e suas necessidades informacionais. Apesar disso, ambas não usufruem, de modo aprofundado, dos mesmos modelos metodológicos para o entendimento de tais necessidades. O presente artigo visa demonstrar a possível e exequível aproximação de ambas as áreas no que diz respeito aos estudos dos usuários da informação. Para isso, aplicou-se etapas do modelo mental dos designers, o design thinking, em uma prática realizada para os acadêmicos do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação – PGCin/UFSC. Por meio de um questionário semiestruturado, consubstanciado pelos relados dos mestrandos e doutorandos, verificou-se, através de análise qualitativa, que os cientistas da informação consideraram o modelo metodológico eficaz e relevante para os estudos do usuário da informação.

Artigo completo:

Information has become the most important intellectual input of our society. Therefore, the emergence of areas that are concerned with the dissemination, storage, access, selection, organization and improvement of the information is eminent. Information Science and Information Design are areas that have, besides these occupations, the task of satisfying users and their informational needs. In spite of this, both do not enjoy in depth the same methodological models for the understanding of such needs. This article aims to demonstrate the possible and feasible approximation of both areas with respect to studies of information users. For that, we applied steps of the mental model of the designers, the design thinking, in a practice realized for the academics of the Graduate Program in Information Science - PGCin/UFSC. Through a semi-structured questionnaire, based on the reports of the master's and doctoral students, it was verified through a qualitative analysis that information scientists considered the methodological model to be effective and relevant to the studies of the information user.

Palavras-chave: usuário da informação, modelo metodológico, design thinking,

Palavras-chave: information user, methodological model, design thinking,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-5.0128

Referências bibliográficas
  • [1] Amaral, S. A. (2013). Estudos de usuários e marketing da informação. Brazilian Journal of Information Science, (7) 3-25.
  • [2] Araújo, C. A. A. (2014) O que é Ciências da Informação? Informação & Informação, (19)1, 1-30.
  • [3] Borko, H. (1968) Information Science: what is it? American Documentation (19)1, 3-5.
  • [4] Brown, T. (2010). Design Thinking: Uma metodologia poderosa para decretar o fim das velhas ideias. Rio de Janeiro: Elsevier.
  • [5] Capurro, R. & Hjorland, B. (2007). O conceito de informação. Perspectivas em Ciência da Informação, (12)1, 148-207.
  • [6] Carliner, S. (2000). Physical, cognitive, and affective: a three-part framework for information design. Technical communication, (47)4, 561-57
  • [7] Corrêa, C. A. R.. ROCHA, E. M. P., Carvalhais J. N. & Dufloth, S. C. (2014). A sociedade da informação e do conhecimento e os estados brasileiros. Informação & Informação, 19(1), 31-54.
  • [8] Creswell, J. W. W. (2010) Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. Porto Alegre: Bookman.
  • [9] Duarte, Y. (2018) Biliotecário do Século XXI. (Cap. 4. pp. 67-82). Brasília: Ipea.
  • [10] Dune, D. & Martin, R. (2006). Design thinking and how it will change management education: an interview and discussion. Academy of Management Learning & Education, (5)4, 512–523.
  • [11] Ferneda, E. & Reis, M. C. A. (2019). Semiótica e o design da informação no desenvolvimento de objetos de aprendizagem. Ciências da Informação, (48)1, 23-40.
  • [12] Figueiredo, N. M. (1994). Estudo de uso e usuário da informação. Brasília: Ibict.
  • [13] Flusser, V. (2007). O mundo condificado: Uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify.
  • [14] Herrera, M. J. (2013, october) Toward a definition of information design. IEEE International Professional Communication Conference. Vancouver, BC, Canada.
  • [15] Honorato, G. (2004). Conhecendo o marketing. Barueri: Manole.
  • [16] IDEO. (2017). Design thiking para bibliotecas: um toolkit para design centrado no usuário. São Paulo: FEBAB.
  • [17] Jorente, M. J. V. (2015). Tecnologia e design da informação: interdisciplinaridades e novas perspectivas para a Ciência da Informação. Bauru: Canal 6.
  • [18] Katz, J. (2012). Designing information: Human factors and common sense in information design. New York: Wiley.
  • [19] Martins, A. R. Q., Signori, G. G., Capellari, M. R. S., Sotille, S. S. & Kalil, F. (2016). Uso de design thinking como experiência de prototipação de ideias no ensino superior. Future Studies Research Journal, (8)1, 208-24.
  • [20] Mazzoti, K., Broega, A. C. & Gomes, L. V. N. (2012). A exploração da criatividade, através da técnica brainstorming, adaptada ao processo de criação em moda. I internacional fashion and design congress. Braga, Portugal.
  • [21] Nunes, J. & Quaresma, M. (2018). A construção de personas e do mapa da jornada do usuário: a delimitação de modelos mentais para o design centrado no usuário ou da interação usuário-notícia. Estudos em Design Revista, (26)2, 3-27.
  • [22] Paletta, F. C., Brito, T. D. & Montanari, T. A. (2014, novembro). Modelos de comportamento de busca da informação: Seu uso em pesquisas de estudos de usários. XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias – SNBU. Belo Horizonte, MG, Brasil, pp. 1-16.
  • [23] Pereira, F. C. M., Jordão, R. V., Neto, M. C. C. & Duarte, L. C. (2018). Estudos de usuário: Necessidades informacionais de empresas contratantes de pesquisa de mercado. Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, (23)51, 108-22.
  • [24] Quintão, F. & Triska, R. (2013). Design de informação em interfaces digitais: origens, definições e fundamentos. Revista Brasileira de Design da Informação, (10)2, 105-18.
  • [25] Ramírez, D. M. B. & Zaninelli, T. B. (2017). O uso do design thinking como ferramenta no processo de inovação em bibliotecas. Encontro Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação, (22)49, 59-74.
  • [26] Souza, E. A., Oliveira, G. A., Miranda, E., Coutinho, S. G., Filho G. P. & Waechter, H. N. (2017). A forma como conteúdo: o caso da Irma Boom. VIII Information Design International Conferenre – CIDI, Natal, RN, Brasil.
  • [27] Werthein, J. A sociedade da Informação e seus desafios. Ciência da Informação, 29(2), 71-7.
  • [28] Wilbur, P. & Burke, M. (1998). Information graphics: Innovative solutions in contemporary design. London: Thames & Hudson.
Como citar:

Souza, Felipe Machado de; Pinto, Marli D. S.; Fialho, Francisco A. P.; "Design da Informação e Ciência da Informação: Contribuições e convergências nos estudos dos usuários", p. 2885-2894 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-5.0128

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações