Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Design como recurso facilitador do processo de inclusão de crianças com autismo

Design as a facilitator resource of the process of inclusion of children with autism

Espanhol, Maria Lúcia; Lima, Renata Vilanova;

Artigo completo:

Este artigo apresenta o desenvolvimento de um projeto de Design que resultou em um recurso facilitador para o processo de inclusão de um menino com autismo na Educação Infantil. A relevância desse tema se dá pela dificuldade de socialização e comunicação da condição do autismo e pelo crescente número de diagnósticos. Foi observado um menino com autismo, não verbal, de cinco anos de idade e com grandes dificuldades de interagir com os colegas na escola, além da constante tendência a se isolar de todos. Pela observação participante e a abordagem metodológica do Design em Parceria foi possível identificar elementos os quais o menino demonstrava interesse. A partir desses elementos aliados com o projeto pedagógico em andamento da turma foi elaborado uma atividade com o objetivo de que todos pudessem participar. A atividade consistia em montar um “minifloresta”, visto que as crianças estavam aprendendo sobre a natureza no período em que foi proposto o projeto, o que atraiu a curiosidade de todos para a atividade. A informação transmitida pelo novo recurso, a imagem representativa de uma floresta, propiciou a interação da criança com autismo com seus colegas. O novo recurso de Design atuou como mediador do conhecimento e do processo de inclusão do menino com autismo.

Artigo completo:

This article presents the development of a Design project that has resulted in a facilitating resource for the process of inclusion of a boy with autism in Early Childhood Education. The relevance of this theme is due to the difficulty of socialization and communication of the condition of autism and the increasing number of diagnoses. It was observed a boy with autism, nonverbal, of five years of age and with great difficulties of interacting with the colleagues in the school, besides the constant tendency to isolate of all. Through participant observation and the methodological approach of Design in Partnership, it was possible to identify elements that the boy showed interest. From these elements allied with the ongoing pedagogical project of the class, an activity was elaborated so that everyone could participate. The activity consisted of putting together a "minifloresta", since the children were learning about nature in the period in which the project was proposed, which attracted the curiosity of all for the activity. The information transmitted by the new resource, the representative image of a forest, allowed the child to interact with autism with his colleagues. The new Design resource acted as mediator of the knowledge and process of inclusion of the child with autism.

Palavras-chave: design em parceria, recurso facilitador, inclusão, autismo,

Palavras-chave: partnership design, facilitator resource, inclusion, autism,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-2.0307

Referências bibliográficas
  • [1] American Psychiatric Association (Org.) (2014). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5. 5. ed. Porto Alegre: Artmed. Tradução Maria Inês Corrêa Nascimento.
  • [2] BRASIL (1998). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília. DF: Senado.
  • [3] Centers For Disease Control And Prevention (Estados Unidos) (Org.) (2018). Autism prevalence slightly higher in CDC’s ADDM Network. Disponível em: . Acesso em: 01 maio 2018
  • [4] Couto, R. M. S. (2017) O design social na PUC-Rio. In: Oliveira, A. J., Franzato, C. & Gaudio, C. (Org.). Ecovisões projetuais: pesquisas em design e sustentabilidade no Brasil. São Paulo: Blucher, Cap. 3. pp. 29-36.
  • [5] Cunha, E. (2016). Autismo na escola: Um jeito diferente de aprender, um jeito diferente de ensinar. ed. Rio de Janeiro: Wak Editora.
  • [6] Espanhol, M. L. (2008). Abrigo multissensorial e atividades pedagógicas: recursos facilitadores para a inclusão de crianças com autismo na Educação Infantil. Orientadora: Renata Vilanova Lima. 183 f. TCC (Graduação) - Curso de Desenho Industrial, Escola de Engenharia, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2018.
  • [7] Farbiarz, J. L. & Ripper, J. L. (2011). Design em Parceria: visitando a metodologia sob a perspectiva do Laboratório de Investigação em Living Design da PUC-Rio. In: Coelho, L. A. L. & Westin, D. (Org.). Estudo e prática em Metodologia em Design nos cursos de pós-graduação. Teresópolis: Novas Ideias, pp. 186-213.
  • [8] Gomes Filho, J. (2009). Gestalt do objeto: sistema de leitura visual. 9. ed. São Paulo: Escrituras Editora.
  • [9] Gray, D. E. (2012). Pesquisa no mundo real. 2. ed. Porto Alegre: Penso.
  • [10] Heller, E. (2013). A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão. São Paulo: Gustavo Gili.
  • [11] Ribeiro, P. R. & Oliveira, K. A. S. (2017). Projetos de trabalho na educação infantil. Porto Alegre: Mediação.
  • [12] Ribeiro, P. R. & Oliveira, K. A. S. (2017). Projetos de trabalho na educação infantil. Porto Alegre: Mediação.
  • [13] UNESCO (1994). Declaração de Salamanca: sobre Princípios, Políticas e Práticas em Educação Especial. Salamanca (Espanha). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf
Como citar:

Espanhol, Maria Lúcia; Lima, Renata Vilanova; "Design como recurso facilitador do processo de inclusão de crianças com autismo", p. 1036-1045 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-2.0307

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações