Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DESENVOLVIMENTO DE UM DESTILADOR SOLAR TIPO ESCADA E ANÁLISE DE DESEMPENHO EM RELAÇÃO A UM DESTILADOR SOLAR COM COBERTURA PIRAMIDAL

SPIRANDELI, A. B. L.; PRADO, G. O.; SOUSA, N. G.;

Artigo Completo:

Água potável é essencial à vida, porém sua escassez é alarmante. Uma alternativa para minimizá-la é a utilização de destiladores solares para dessalinização de água salgada. Um destilador solar comum possui bacia plana e cobertura de condensação de declive único, entretanto, com a substituição dessa bacia por uma em formato de escada, configurando o destilador solar do tipo escada (DSE), estudos revelam aumento de produtividade de destilado. Logo, o objetivo deste trabalho foi o projeto e construção de um DSE baseada em dados da literatura visando à dessalinização de água salgada, bem como a análise de configurações e desempenho comparando-o com um destilador solar com cobertura piramidal (DSCP). O DSE construído é composto por bacia tipo escada com área superficial das bandejas de 0,5 m², inserida em recipiente trapezoidal de vidro. Foram variadas a utilização de isolamento térmico e manutenção do nível de solução salina nas bacias dos destiladores e avaliadas as suas temperaturas e produtividade volumétrica. Os destiladores operaram concomitantemente e nas mesmas condições operacionais. Pôde ser observado em todos os experimentos que as temperaturas da bacia e cobertura do DSE foram maiores que as do DSCP. O DSE apresentou melhor desempenho que o DSCP, obtendo produtividades volumétricas em média 42,4% maiores. A água dessalinizada em todos os experimentos e ambos destiladores apresentaram salinidade inferior a 500mg.L-1, sendo própria ao consumo humano de acordo com a OMS.

Artigo Completo:

Palavras-chave: destilador solar,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-198

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, R. S. Estudo sobre a dessalinização de águas salobras utilizando a energia solar. Monografia (Projeto de Graduação do curso de Engenharia Química) – Departamento de Engenharia Química, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2008.
  • [2] ARAÚJO, B. S. A.; FARIA, É. V. de; ALVES, I. F. B.; BONTEMPO, L. H. da S.; OLIVEIRA, L. C. C. B.; LIMA, M. N.. Desenvolvimento e construção de um destilador solar para dessalinização de água salgada em diferentes concentrações de sais. Relatório (disciplina de Desenvolvimento de Processos Químicos II do Curso de Engenharia Química) – Departamento de Engenharia Química, Universidade federal do Triângulo Mineiro, Uberaba, 2015.
  • [3] BANDERALI, M.;VILLAS, M. Como e porque medir a Condutividade Elétrica (CE) com sondas muiltiparâmetros?. Por Ag Solve. 201 Disponível em: . Acesso em: 27 Jul. 2016.
  • [4] FERNANDES, A. S. R. Adequabilidade da energia solar para a produção autónoma de água dessalinizada. Dissertação (Engenharia do Ambiente) - Instituto Superior de Agronomia - Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, 2013.
  • [5] KABEEL, A.E. et. al. Theoretical and experimental parametric study of modified stepped solar still. Desalination. Tanta, 289 v., 12 -20, 2012.
  • [6] KABEEL, A.E.; OMARA, Z.M.; YOUNES M.M. Techniques used to improve the performance of the stepped solar still: A review. Renewable and Sustainable Energy Reviews. Tanta, 46 v., 178 – 188, 2015. 14p.
  • [7] LOPES, J. T. Dimensionamento e análise térmica de um dessalinizador solar tipo bacia com cobertura assimétrica. Tese (Doutorado em Engenharia Mecânica) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia. 2013.
  • [8] RAINHO, J. M. Planeta Água, Educação. 221, v. 26, p. 48–64, 1999.
Como citar:

SPIRANDELI, A. B. L.; PRADO, G. O.; SOUSA, N. G.; "DESENVOLVIMENTO DE UM DESTILADOR SOLAR TIPO ESCADA E ANÁLISE DE DESEMPENHO EM RELAÇÃO A UM DESTILADOR SOLAR COM COBERTURA PIRAMIDAL", p. 1080-1085 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-198

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações