Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

DESAFIOS DO DESIGN FRENTE AOS NOVOS MODELOS DE NEGÓCIO: UM OLHAR SOBRE O EMPREENDEDORISMO SOCIAL NO BRASIL

Pasqualotto, Felipe Petik; Merino, Eugenio Andrés Díaz; Merino, Giselle Schmidt Alves Díaz; Gonçalves, Marilia Matos;

Artigo Completo:

A partir dos anos 1990 diversas iniciativas que tinham como objetivo o bem social viram nas práticas de mercado a solução para os problemas de financiamento de suas atividades até então . Sob diferentes alcunhas e formas de organização estes empreendimentos possuíam em comum o desejo de associar dois conceitos até então considerados incompatíveis: a geração de impacto social e o lucro. Assim, foi concebido aquilo que é conhecido hoje como Empreendedorismo Social. Uma vez que a prática foi adotada de forma espontânea e empregada na solução de problemas sociais em contextos muito diversos cabe hoje à academia absorver seus preceitos na consolidação deste novo modelo de fazer negócios e na ampliação de seus resultados. Sabendo-se que o Design como área de conhecimento tem se preocupado em contribuir para o desenvolvimento de práticas comerciais mais sustentáveis, é objetivo deste artigo identificar o estado da arte em relação a inserção das práticas denominadas Empreendedorismo Social dentro do campo de conhecimento do Design. No cumprimento deste objetivo foi realizado inicialmente um estudo exploratório no Portal Capes para entender quais os termos mais utilizados nos estudos acadêmicos da área . Uma vez definidos os termos, foi feita uma revisão sistemática em duas conhecidas bases de dados acadêmicos - “Banco de teses e Dissertações – BDTD” (Nacional) e “ProQuest” (Internacional). Na elaboração deste panorama sobre a convergência dos temas foram utilizados os termos “empreendedorismo social” e “design” para determinar onde estão organizados os materiais de estudo da área; como estão organizados e, principalmente, qual a melhor forma de utiliz á-los. Na base de dados internacional Proquest foram encontrados sete (07) trabalhos de relevância e na base nacional BDTD não foram identificados trabalhos de cumprissem os requisitos de busca. A análise destes resultados mostrou um desequilíbrio entre a produção acadêmica nacional e internacional sobre Empreendedorismo Social sob a perspectiva do Design e a falta de transversalidade destas práticas como um to do no meio acadêmico. A partir destas conclusões o trabalho busca incentivar a difusão e consolidação das práticas de empreendedorismo social no Brasil e dentro do campo do Design acreditando que a íntima relação entre as áreas possa ser de extremo usufruto da sociedade como um todo.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Design; empreendedorismo social; negócios sociais.,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0167

Referências bibliográficas
  • [1] ALMEIDA, V. O Terceiro Setor na economia do conhecimento. Instituto Superior Miguel Torga, Revista Interacções, n.11,p. 53-83. out./2006.
  • [2] BARKI, Edgard. Negócios de Impacto: tendência ou modismo? GVexecutivo, São Paulo, vol. 14, n.1, p.14-17, 2015
  • [3] BATEY, Mark. O significado da marca: como as marcas ganham vida na mente dos consumidores. Tradução: Gabriel Zide Neto. Rio de Janeiro: Best Business, 2010.
  • [4] BRAUNGART, Michael; MCDONOUGH, William.Cradle to cradle: criar e reciclar ilimitadamente. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 201
  • [5] BULL, M. Challenging tensions: critical,theoretical and empirical perspectives on social enterprise. International Journal of Entrepreneurial Behaviour & Research, v.14,n . 5, 268- 275, 2008.
  • [6] DEES, J. G. Taking social entrepreneurship seriously. Society, 44(3), p. 24–31,2007.
  • [7] DUFOUR, Dany-Robert. A cidade perversa: liberalismo e pornografia. Rio de Janeiro: Civilização Brazileira, 2013. 389 p.
  • [8] FIGUEIREDO, Luiz Fernando Gonçalves de et al. Aplicação do design em casos de Inovação social do Estado de Santa Catarina, Brasil. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE PESQUISA EM DESIGN, 5., 2009, São Paulo.Anais... .São Paulo: Ciped, 2009. p. 1510 - 1516.
  • [9] FORNASIER, Cleuza B.; MARTINS, Rosane F.; MERINO, Eugenio.Da responsabilidade social imposta ao design social movido pela razão. 2012. 8 f. Tese (Doutorado) - Curso de Design, Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, 2012.
  • [10] KUYPER, Jan. Design é uma arte social. In: MANU, Alexander (org.). Revista da aldeia humana. Florianópolis: SENAI / LBDI, 1995.
  • [11] LIPOVETSKY, Gilles; SERROY, Jean.O capitalismo estético na era da globalização. Lisboa: Edições 70, 2014. 490 p. Tradução de: Luis Filipe Sarmento.
  • [12] MOREIRA, P.; URRIOLAGOITIA, L. El emprendimiento social. IN: Revista Española del Tercer Sector,. v.17, p. 17-40, Janeiro/Abril, 2011.
  • [13] MOZOTA, Brigite Borja de. Design management. Paris : Éditions d’Organization, 2002.
  • [14] NICHOLLS, A. Social Entrepreneurship: New paradigms of sustainable social change. Oxford: Oxford University Press. 2006.
  • [15] OLIVEIRA, E. M. Empreendedorismo social no Brasil: atual configuração, perspectivas e desafios: notas introdutórias. In: Revista da FAE, Curitiba. v.7, n.2, p.11-18, jul./dez. 2004
  • [16] OLIVEIRA, E.M. Empreendedorismo Social: da teoria à prática, do sonho à realidade: ferramentas e estratégias. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2008.
  • [17] OLIVEIRA, Edson Marques. Empreendedorismo social no Brasil: fundamentos e estratégias. 2004. Tese (Doutorado)- Universidade Estadual Paulista - Unesp, Franca, 2004.
  • [18] YUNUS SOCIAL BUSINESS (Santa Catarina). Representante Regional (Org.).Palestra de lançamento “Yunus Social Business Santa Catarina”. Florianópolis: Yunus Social Business, 2016. 32 slides, color, 25x20cm.
Como citar:

Pasqualotto, Felipe Petik; Merino, Eugenio Andrés Díaz; Merino, Giselle Schmidt Alves Díaz; Gonçalves, Marilia Matos; "DESAFIOS DO DESIGN FRENTE AOS NOVOS MODELOS DE NEGÓCIO: UM OLHAR SOBRE O EMPREENDEDORISMO SOCIAL NO BRASIL", p. 1964-1974 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0167

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações