Maio 2018 vol. 4 num. 3 - Colóquio Internacional de Design 2017

Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Denim resíduo sólido da indústria têxtil brasileira: ações sustentáveis sob o olhar do design

Denim`s solid waste: Designing sustainable actions in the brazilian textile industry

Dias, Ildênia Maria; Alvarenga, Cristiane Bom Conselho Sales; Sales, Rosemary Bom Conselho;

Artigo Completo:

O Brasil é um importante integrante do setor têxtil mundial, se destacando como produtor de fios e tecidos. Apesar da importância do setor para economia do país, diariamente são geradas toneladas de resíduos nos grandes centros têxteis. Estes resíduos são um problema para a sociedade e particularmente para as empresas que gerenciam o lixo urbano. Um tipo de tecido muito fabricado atualmente é o denim, mais tradicionalmente conhecido como índigo blue. Ele é produzido a partir do entrelaçamento de fios de algodão e parte desses fios (urdume), recebe tingimento com corante anil (índigo). Estima-se que o consumo mundial de denim seja de 3 bilhões de metros lineares por ano, sendo os maiores consumidores Estados Unidos, Europa e Japão. Juntos estes países consomem cerca de 65% da produção mundial do tecido. O Brasil produz cerca de 600 milhões de metros lineares de denim por ano. O maior problema enfrentado por essa indústria é a quantidade de efluentes industriais oriundos dos processos produtivos e de manufatura dos produtos têxtis, principalmente das fases de plantio, lavagem e de tingimento. Ser sustentável neste setor passa a ser um grande desafio, em função da dificuldade em adequar o processo produtivo, desde a obtenção da matéria-prima até o seu descarte. Uma forma de minimizar os impactos gerados pelos resíduos têxteis poderia ser a sua reutilização ou inserção na própria cadeia produtiva. Uma das missões de atuação do design é analisar e avaliar as interconexões organizacionais, estruturais, funcionais e econômicas dos sistemas produtivos, com o objetivo de favorecer a sustentabilidade global e a proteção ambiental. O presente estudo tem como objetivo levantar informações sobre o panorama atual do setor têxtil no Brasil, seus impactos, as ações sustentáveis de design para o setor e o panorama da produção do denim, tecnologias e perspectivas futuras.

Artigo Completo:

Brazil is an important member of the textile sector worldwide, mainly by the production of yarns and fabrics. Despite the relevance of the sector for the country's economy, textile centers daily receive tons of waste. These residues are a problem for society and especially for companies that manage the urban waste. Denim is a fabric much manufactured today, more traditionally known as indigo blue. The production takes place from the interweaving of cotton yarns and part of these yarns (urdume), receives dyeing with indigo dye. The estimated global consumption of this fabric is 3 billion linear meters per year, with the largest consumers in the United States, Europe and Japan. Together these countries consume about 65% of the world's tissue production. Brazil produces about 600 million linear meters per year of denim. The biggest problem faced by this industry is the large amount of effluents generated in the production and manufacturing processes of the textile products (mostly planting, washing and dyeing phases). Being sustainable in this sector is a great challenge, due to the difficulty in adapting the production process, from obtaining the raw material to its disposal. The reuse or insertion of textile waste in the production chain could reduce environmental impacts. Designer has to analyze and evaluate the organizational, structural, functional and economic interconnections of production systems, to foment global sustainability and environmental protection. The present study aims to gather information about textile sector current situation in Brazil, its impacts, sustainable design actions, denim`s production, technologies and future perspectives.

Palavras-chave: design, meio-ambiente; resíduos têxteis; denim; produção sustentável,

Palavras-chave: design; environment; textile waste; denim; production clean, sustainable production,

DOI: 10.5151/cid2017-18

Referências bibliográficas
  • [1] ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial. Estudo prospectivo setorial: têxtil e confecção. Série Cadernos da Indústria. Brasília, v. 8, p. 1-180. 2010.
  • [2] ABIT - Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção. Têxtil e Confecção: Inovar, desenvolver e Sustentar, 201
  • [3] ABIT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA TÊXTIL E DE CONFECÇÃO. Dados gerais do setor atualizados em 2016, referentes ao ano de 2015. Disponível em: http://www.abit.org.br. Acesso em: 12 jun. 2017.
  • [4] ALMEIDA, C. M. V. B.; GIANNETTI, B. F. Ecologia Industrial Conceitos, ferramentas e aplicações. São Paulo: Ed. Edgard Blucher, 2009.
  • [5] ALVAREZ, C. O impacto ambiental de uma camisa de algodão. Antena Paranóica de 2011. Disponível em https://novomundonovo.wordpress.com/2011/05/26/artigo-o-impacto-ambiental-de-uma-camisade-algodao/ Acesso em 18 jun. 2017.
  • [6] ARAÚJO, E. S.; HIDALGA, V.; GIANNETI, B. F.; ALMEIDA, C. M. V. B. Ecologia Industrial: um Pouco de História. Disponível em Acesso em: 18 jun. 2017.
  • [7] BEST, K. Design Management: Managing Design Strategy, Process and Implementation. An AVA Book Academia, Switzerland, 2006.
  • [8] CCP - Camara di Commercio Prato. Cardato Regenerated CO2 Neutral. Disponível em: http://www.po.camcom.it/news/comunica/2009/20090909.htm. Acesso em 13 jun. 2017.
  • [9] CONAMA - Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução nº 01 de 1986.
  • [10] COULTURE MAGAZINE. Reduce-reuse-recycle: the clothing edition. Disponível em: http://www.coulture.org/fashion/2016/4/12/reduce-reuse-recycle-the-clothing-edition-1. Acesso em 13 jun. 2017.
  • [11] DEBASTIANI, E. L.; MACHADO, L. A. Estudo sobre a geração de resíduos sólidos nas indústrias de confecção têxtil no município de Erechim-RS. In: 3º Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente, Bento Gonçalves/RS, 25 a 27 de abril de 2012.
  • [12] EL-HAGGAR, S. Sustainable industrial design and waste management. Oxford: Elsevier, 2007.
  • [13] EPE - Empresa de Pesquisa energética –Balanço Energético Nacional, 2010: Ano-base 2009. Rio de Janeiro, 2010.
  • [14] FIGUEIREDO, G. C.; CAVALCANTE, A. L. B. L. Calça Jeans ‐ Produtividade e Possibilidades Sustentáveis. Projética, V. 1, N.1, P. 128‐145, Londrina, 2010.
  • [15] FOLADORI, G. A reedição capitalista das crises ambientais. Revista Outubro, v. 1, n. 17, p. 191-207, 2008.
  • [16] IEMI - Instituto de Estudos e Marketing Industrial. Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira - Brasil Têxtil 2015. 15ª edição. São Paulo, 2015.
  • [17] ITMF - International Textile Manufactures Federation. World Textile Summit 2011. Disponível em Acesso em 18 jun. 20
  • [18] KRUCKEN, L. TRUSEN, C. A comunicação da sustentabilidade de produtos e serviços. Cadernos de Estudos Avançados em Design. Editora EdUEMG, Barbacena, 2ª edição, 2013.
  • [19] LEITE, P. R. Logística reversa: meio ambiente e competitividade. São Paulo: Ed. Prentice-Hall, 2003.
  • [20] MANZINI, E.; VEZZOLI, C. O Desenvolvimento de Produtos Sustentáveis: Os requisitos ambientais dos produtos industriais. Tradução de Astrid de Carvalho. São Paulo: Edusp – Editora da Universidade de São Paulo, 2008. ISBN: 978-85-314-0731-4.
  • [21] MASSOTE, C. H. R. Implementação da metodologia da produção mais limpa em uma indústria moveleira da região metropolitana de Belo Horizonte. Dissertação de Mestrado - Universidade Federal de Ouro Preto. Núcleo de Pesquisas e Pós-graduação em Engenharia Ambiental. 2010.
  • [22] MORAN, C.; HALL, M. E.; HOWELL, R., Effects of Sewage Treatment on Textile Effluent. Journal of the Society of Dyers and Colourists, 113, p. 272-274, 1997.
  • [23] MUHAMMAD, I. German Textile Recycling Benchmarking. Bachelor’s thesis (Supply Chain Management). HAMK – University of Applied Sciences. Forssa, 2013.
  • [24] OLIVEIRA, O. J; SERRA, J. R. Benefícios e dificuldades da gestão ambiental com base na ISO 14001 em empresas industriais de São Paulo. Revista Produção, v. 20, n. 3, p. 429-438, 2010.
  • [25] ROCHA, F. As três regras de ouro da evolução da sustentabilidade nas organizações. Ciência e Tecnologia. EcoDesenvolvimento.org: Sustentabilidade, Meio Ambiente, Economia, Sociedade e Mudanças Climáticas, Redação Ecod, 2014.
  • [26] SANCHES, A.G.O.; LUCATO, W.C.; VIEIRA JUNIOR, M. Tecendo Oportunidades: Competitividade na Fabricação de Denim. XII SEGeT. Simpósio Excelência em Gestão e Tecnologia. Otimização de recursos e Desenvolvimento. Resende – Rio de Janeiro, Out 2015.
  • [27] SILVA, A. S. F. Avaliação de práticas e performance da manufatura enxuta, via benchmarking, para diagnóstico da indústria de confecções. 2009. Tese (Doutorado em Eng. de Produção). Escola de Eng. de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2009.
  • [28] SINDFIATEC – Sindicato de Fiação e Tecelagem em Geral – Campinas e região. Apresentado mapeamento inédito do setor têxtil em São Paulo. Disponível em Acesso em 12 jun. 2017.
  • [29] SINDITÊXTIL – Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo. Retalho Fashion – Projeto de reciclagem une meio ambiente e inclusão social. Ano VII, n. 25, Jun de 2017. Disponível em < http://sinditextilsp.org.br/retalho_fashion/site/apresentacao.pdf >
  • [30] SOUZA, P. A. F. Estética da Salvação X Estética da Perdição – Um Estudo Sobre Sustentabilidade na Indústria da Moda. E-tec, v. 1, n. 1, nov. 2008.
  • [31] TALARPOSHTI, A.; DONNELLY, T.; ANDERSON, G. K., Colour Removal from a Simulated Dye Wastewater using a Twophse Anaerobic Packed Bed Reactor. Water Research, 35, p. 425-432, 2001.
  • [32] TAVARES M.; ARNT R. Velha, azul, desbotada… e poluente: com certeza há um par de jeans no seu armário. Revista Meio Ambiente. N° Edição: 462, 2011.
  • [33] TECHNOPAK - New Challenges in the Fashion System – July 2014. IAF – International Appareal Federation. Nova Delhi: Technopak Adivirsors Pvt. Ltda, 2014. 27 p.
  • [34] WASTE ON LINE. Textile recycling information sheet. Disponível em < http://www.smartasn.org/educators-kids/textile_recycling_fact_sheet.pdf > Acesso em 19 jun. 2017.
Como citar:

Dias, Ildênia Maria; Alvarenga, Cristiane Bom Conselho Sales; Sales, Rosemary Bom Conselho; "Denim resíduo sólido da indústria têxtil brasileira: ações sustentáveis sob o olhar do design", p. 207-219 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, ISBN: cid2017
DOI 10.5151/cid2017-18

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações