Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Contribuições do Design da Informação para a Visualização da Historicidade na Teoria da Atividade

Contributions of Information Design for Visualization of Historicity in Activity Theory

Alquete, Turla; Campello, Silvio Barreto;

Artigo completo:

Este artigo tem como objetivo investigar a influência da historicidade na Teoria da Atividade de Leontiev (1978) e propor modelo de visualização desta perspectiva no Sistema de Atividade desenvolvido por Engeström (1987), com o intuito de aperfeiçoar as ferramentas conceituais empregadas no desenvolvimento de artefatos. A análise da historicidade ocorreu a partir de um estudo experimental que envolveu três artefatos: telefone de disco, celular e smartphone, que foram testados por sujeitos de três faixas etárias: 15 a 20 anos; 35 a 40 anos; acima de 60 anos, com recorte de localização: interior e região metropolitana da Paraíba e escolarização: até ensino fundamental e após o ensino médio. A análise teve como base as categorias estabelecidas pela Teoria da Atividade de Leontiev (1978), incluindo o diagrama de 2a Geração do Sistema da Atividade de Engeström (1987). Com foco em uma análise qualitativa da relação entre os sujeitos e artefatos, esta pesquisa buscou contribuir para o desenvolvimento de artefatos, a partir da apresentação de um modelo de análise e visualização da Dimensão Histórica na Teoria da Atividade.

Artigo completo:

This article aims to investigate the influence of historicity on Leontiev's Activity Theory (1978) and to propose a visualization model of this perspective in the System of Activity developed by Engeström (1987), with the aim of improving the conceptual tools used in the development of artifacts. Historicity analysis was based on an experimental study involving three artifacts: disk phone, cell phone and smartphone, which were tested by subjects of three age groups: 15 to 20 years; 35 to 40 years; over 60 years old, with location: interior and metropolitan region of Paraíba and schooling: until elementary school and after high school. The analysis was based on the categories established by Leontiev's Activity Theory (1978), including the diagram of the 2nd Generation of the Engeström Activity System (1987). Focusing on a qualitative analysis of the relationship between subjects and artifacts, this research sought to contribute to the development of artifacts, from the presentation of a model of analysis and visualization of the Historical Dimension in the Theory of Activity.

Palavras-chave: teoria da atividade, tecnologia, design da informação, historicidade, artefatos,

Palavras-chave: activity theory, technology, information design, historicity, artifacts,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-4.0402

Referências bibliográficas
  • [1] Barthes, R. (2001). A aventura semiológica. S.Paulo: Martins Fontes.
  • [2] Cardoso, R. (1998). Do fetichismo dos objetos à semântica do produto, e além. Revista Arcos: Design, cultura material e visualidade, 1, 14-39.
  • [3] Cole, M. (1999). Cultural psychology: Some general principles and a concrete example. Perspectives on activity theory, 87-106.
  • [4] De Assistência, S. O. C. I. A. L. (2004). Política Nacional de Assistência Social. Brasília: Secretaria Nacional de Assistência Social.
  • [5] Engeström, Y. (1999). Activity theory and individual and social transformation. Perspectives on activity theory, 19(38).
  • [6] Engeström, Y. (1987). Learning by expanding: an activity–theoretical approach to developmental research. Helsinki, 1987. 372 p (Doctoral dissertation, Tese de doutorado) University of Helsinki).
  • [7] Kaptelinin, V., & Nardi, B. (2012). Activity theory in HCI: Fundamentals and reflections. Synthesis Lectures Human-Centered Informatics, 5(1), 1-105.
  • [8] Kuutti, K. (1996). Activity theory as a potential framework for human-computer interaction research. Context and consciousness: Activity theory and human-computer interaction, 1744.
  • [9] Leont’ev, A. N. (1978). Activity, consciousness, and personality. New Jersey: Prentice-Hall International.
  • [10] Luria, A. R. (2002). Desenvolvimento cognitivo: seus fundamentos culturais e sociais (LM Barreto, MK de Oliveira, MMM de Andrade & RH Maciel, Trads.).
  • [11] Marx, K., & Engels, F. (2006). A ideologia Alemã. Martin Claret.
  • [12] Sannino, A., Daniels, H., & Gutiérrez, K. D. (Eds.). (2009). Aprendendo e expandindo com a teoria da atividade . Cambridge University Press.
  • [13] Vygotsky, L. S. (2007). A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes.
  • [14] Wertsch, J. V. (1985). Vygotsky and the social formation of mind. Harvard University Press.
Como citar:

Alquete, Turla; Campello, Silvio Barreto; "Contribuições do Design da Informação para a Visualização da Historicidade na Teoria da Atividade", p. 2059-2072 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-4.0402

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações