Resumo - Open Access.

Idioma principal

Contra a Pedagogia da Exclusão – Direitos, Identidades e Democracia: um desenho sobre o Cursinho Popular Florestan Fernandes (Butantã, São Paulo-SP).

TANGERINO, Stella Verzolla;

Resumo:

As relações engendradas na área da educação, em especial as ocorridas nas últimas décadas do século XX e início do século XXI, revelam mudanças em todos os setores da sociedade brasileira, apontando-nos espaços urbanos cada vez mais saturados, que se ressentem da estruturação de ações e alternativas que efetivamente promovam sua gestão democrática.

Resumo:

Palavras-chave: Educação Popular. Estado. Cursinho Popular. Política Educacional. Emancipação.,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/socsci-secunifesp2015-0008

Referências bibliográficas
  • [1] ALTHUSSER, Louis. Aparelhos ideológicos de estado. 8ª edição. Tradução de Walter José Evangelista e Maria Laura Viveiros de Castro. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1985.
  • [2] ARENDT, Hannah. A dignidade da política. Tradução Mauro W. Barbosa. São Paulo: Perspectiva, 1978.
  • [3] _________ . Entre o Passado e o Futuro. Tradução Mauro W. Barbosa. São Paulo: Perspectiva, 2009.
  • [4] AZANHA, José Mario. Proposta pedagógica e autonomia da escola. Cadernos e História e Filosofia da Educação, vol. II, n. 4, 1988, p 11-21 |s.n.t.|
  • [5] BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Tradução Carlos Nelson Coutinho. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004. 3ª reimpressão.
  • [6] CANCLINI, Nestor Garcia. Diferentes, desiguais e desconectados. Rio de Janeiro; UFRJ. 2005.
  • [7] CASTRO, C. A. Cursinhos alternativos e populares: movimentos territoriais de luta pelo acesso ao ensino público superior no Brasil. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Ciências e Tecnologia. Unesp Presidente Prudente/SP. Presidente Prudente, 2005.
  • [8] CONDORCET, Jean Antoine Nicolas de Caritat, Marquis de. Cinco Memórias sobre a instrução pública. Tradução Maria das Graças de Souza. São Paulo: Editora UNESP, 200
  • [9] CUNHA, Maria Isabel. (Org). Pedagogia universitária: energias emancipatórias em tempos neoliberais. Araraquara: Junqueira & Marin, 2006.
  • [10] DAMIANI, Magda Floriana. Ensaio: discurso pedagógico e fracasso escolar. Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v.14, n.53, p. 457-478, out./dez. 2006.
  • [11] DEL PINO, Mauro. Política educacional, emprego e exclusão social. In: FRIGOTTO, Gaudêncio; GENTILI, Pablo (orgs). A cidadania negada: políticas de exclusão na educação e no trabalho. São Paulo: Cortez; [Buenos Aires, Argentina]: CLACSO, 2001.
  • [12] FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005
  • [13] FREIRE, Paulo.Pedagogia da indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: UNESP, 2000.
  • [14] FRIGOTTO, Gaudêncio; GENTILI, Pablo (orgs). A cidadania negada: políticas de exclusão na educação e no trabalho. São Paulo: Cortez; [Buenos Aires, Argentina]: CLACSO, 2001.
  • [15] GENTILI, Pablo. (org.). Universidades na penumbra: Neoliberalismo e Reestruturação Universitária. São Paulo: Cortez. 2001.
  • [16] KUENZER, Acácia. Pedagogia de fábrica – as relações de produção e a educação do trabalhador. 2ª ed .São Paulo: Cortez, 1986.
  • [17] LEWIN, Kurt (1939). Experimentos com espaço social. In: ID. Problemas de dinâmica de grupo. São Paulo, Cultrix (1973).
  • [18] OLIVEIRA, Francisco de. Crítica à razão dualista/O ornitorrinco. São Paulo, Boitempo, 2003.
  • [19] MANDELBAUM, Michel. As idéias que conquistaram o mundo: paz, democracia e livre iniciativa. Tradução Jussara Simões. Rio de Janeiro: Campus, 2003.
  • [20] MANNHEIM, Karl. Sociologia da cultura. Tradução Roberto Gambini. São Paulo: Perspectiva, 2008.
  • [21] PATTO, Maria Helena Souza. A produção do fracasso escolar. São Paulo: T.A. Queiroz, 1990.
  • [22] QUIJANO, Aníbal. El fantasma del Desarollo en América Latina. Caracas: Revista Venezolana de Economía y Ciencias Sociales, vol 6, nº2, 2000.
  • [23] ROUSSEAU, Jean Jacques. Discurso sobre as ciências e a artes in Coleção Os pensadores. Tradução Lourdes Santos Machado. São Paulo: Abril Cultural, 1978.
  • [24] SILVA FILHO, P. Cursos Pré-Vestibulares Populares em Salvador: Experiências educativas em movimentos sociais. Revista da FACED n. 8, p. 109-126. 2004.
  • [25] SCHEFFLER, I. A linguagem da educação. São Paulo, Edusp/Saraiva, 1978.
  • [26] SCHWARTZMAN, Simon. Bases do autoritarismo brasileiro. Rio de Janeiro, Campus, 1988.
Como citar:

TANGERINO, Stella Verzolla; "Contra a Pedagogia da Exclusão – Direitos, Identidades e Democracia: um desenho sobre o Cursinho Popular Florestan Fernandes (Butantã, São Paulo-SP).", p. 55-60 . In: Anais do VIII Semana de Ciências Sociais UNIFESP - Educação com o Recorte de Combate às Opressões [=Blucher Social Science Proceedings, v.2, n.1].. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2359-2990, DOI 10.5151/socsci-secunifesp2015-0008

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações