Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

COMPORTAMENTO DO CRESCIMENTO DE Chlorella sorokiniana EM ESCALA LABORATORIAL E AMPLIADA

ARAÚJO, V. O.; MONTANHIM, G. C.; LOMBARDI, A. T.;

Artigo Completo:

Microalgas são organismos fotossintetizantes, cuja biomassa possui alto valor agregado, já que é rica em biomoléculas atrativas a vários ramos da indústria. Além disso, têm sido organismos alvo de empresas no processo de mitigação de carbono. O cultivo em larga escala ainda apresenta muitos desafios para os pesquisadores, como alto custo do processo como um todo, coleta da biomassa e fatores abióticos limitantes. Assim, a modelagem matemática pode proporcionar respostas para variáveis utilizadas durante um cultivo. O objetivo do presente trabalho foi representar parâmetros de biomassa por um modelo com comportamento exponencial, ajustando os parâmetros a fim de descrever o crescimento da microalga em relação ao tempo. Foram realizados cultivos da microalga Chlorella sorokiniana em escala laboratorial e ampliada. Com o auxílio do software Igor aplicou-se o ajuste de Boltzman utilizando-se os dados de clorofila a (mg L-1) e densidade óptica, mensurados diariamente. O modelo empregado descreveu o crescimento da microalga nas fases exponencial e estacionária de crescimento, mostrando-se adequado e evidenciado tais estágios de crescimento.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Chlorella sorokiniana,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-148

Referências bibliográficas
  • [1] BOLTZMANN, L.E. Weitere Studien über das Wärmegleichgewicht unter Gasmolekülen, Wiener Berichte 66,1, 306-402, 1872.
  • [2] BOROWITZKA, M.A.; MOHEIMANI, N.R. 2013. Mitig Adapt Strateg Glob Change, 18: 47-7
  • [3] CLARENS, A.F.; RESURRECCION, E.P.; WHITE, M.A.; COLOSI, L.M. Environmental life cycle comparison of algae to other bioenergy feedstocks. Environ. Sci & Techn. 44, 1813 -1819. 2010. GALVÃO, R.M.; SANTANA, T.S.; FONTES, C.H.O.; SALES, E.A. Estudo da taxa de crescimento de microorganismos e proposta de modelo para produção de biomassa de Haematococcus pluvialis. Anais do III International workshop advances in cleaner production, 2011.
  • [4] GRIMA, E.M.; CAMACHO, F.G.; PÉREZ, J.A.S.; SEVILLA, J.M.F.; FERNÁNDEZ, F.G.A.; GÓMEZ, A.C. A mathematical model of microalgal growth in light-limited chemostat culture. 199 J. Chem. Tech. Biotechnol., 61:167-173.
  • [5] LOMBARDI, A. T.; MALDONADO, M.T. The effects of copper on the photosynthetic response of Phaeocystis cordata. Photos. Res., 108: 77-87, 2011.
  • [6] LUNDQUIST, T.J.; WOERTZ, I.C.; QUINN, N.W.T.; BENEMANN, J.R. A Realistic Technology and Engineering Assessment of Algae Biofuel Production. Energy Biosciences Institute, 1-178, 2010.
  • [7] RIPPKA, R.; DERUELLES, J.; WATERBURY, J.; HERDMAN, M.; STANIER, R. Generic assigments, strain histories and properties of pures cultures of cyanobacteria. J. Gen. Microbiol, 111, 1-61, 1979.
  • [8] SUKENIK, A.; LEVY, R.S.; LEVY, Y.; FALKOWSKI, P.G.; DUBINSKY, Z. Optimizing algal biomass production in an outdoor pond: a simulation model. 1991. J. Appl. Phyc. 3: 191-201.
  • [9] SYED SHABUDEEN, P.S.; SOUNDRARAJAN, M.; INDUMATHI, P. Algae biomass growth kinetic study in waste water medium using spectroscopi analysis. J. Environ. Res. Develop. 7, 4A:1496-1500, 2013.
  • [10] VERHULST, P.F. Notice sur la loi que la population poursuit dans son accroissement.
  • [11] Corresp. Math. Phys. 10, 113–121 (1838). books.google.com Disponível em: http://webpages.fc.ul.pt/~mcgomes/aulas/dinpop/Mod13/Verhulst.pdf Acesso em 18 de março de 2017.
  • [12] YU, G.; SHI, D.; CAI, Z.; CONG, W.; OUYANG, F. Growth and physiological features of cyanobacterium Anabaena sp. strain PCC 7120 in a glucose-mixotrophic culture. 2011, Chin. J. Chem. Eng., 19:108-115.
Como citar:

ARAÚJO, V. O.; MONTANHIM, G. C.; LOMBARDI, A. T.; "COMPORTAMENTO DO CRESCIMENTO DE Chlorella sorokiniana EM ESCALA LABORATORIAL E AMPLIADA", p. 858-863 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-148

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações