Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

COMPARISSION OF DEVELOPMENT LEVELS BETWEEN RURAL AND INDUSTRIAL AREAS IN THE STATE OF SÃO PAULO

COMPARISSION OF DEVELOPMENT LEVELS BETWEEN RURAL AND INDUSTRIAL AREAS IN THE STATE OF SÃO PAULO

EUSTACHIO, João; ALVES, Marlon Fernandes Rodrigues; OLIVEIRA, Bruno Garcia de; KRÜGER, Caroline; CALDANA, Adriana Cristina Ferreira; MARTINELLI, Dante Pinheiro;

Artigo Completo:

Verificar o nível de desenvolvimento das localidades é estratégico porque permite que a gestão pública tome decisões corretas. Desta forma, o objetivo deste trabalho é comparar os níveis de desenvolvimento entre áreas que são tipicamente rurais com as tipicamente industriais do estado de São Paulo. Para alcançar os resultados, é utilizado o método de análise fatorial, com variáveis de diversas dimensões para a construção de indicadores de desenvolvimento. A análise fatorial retorna três fatores os quais são considerados indicadores. Assim, de acordo com suas características, foram considerados indicadores de desenvolvimento rural, desenvolvimento urbano e desenvolvimento industrial e de serviços. Clusters de regiões similares também são configurados de acordo com estes três indicadores. Os resultados mostram que o cluster de áreas tipicamente rurais pode apresentar níveis de desenvolvimento mais elevados quando comparados ao cluster de áreas tipicamente industriais e de serviços.

Artigo Completo:

Verifying the level of development of localities is strategic because it allows public management to make correct decisions. In this way, the goal of this paper is to compare the levels of development between areas that are typically rural to the typically industrial ones of the state of São Paulo and check which one is more developed. To achieve the results, it was used the method of factor analysis, with variables of several dimensions to build indicators. The factor analysis returns three factors. According to its characteristics they were considered indicators of rural development, urban development and industrial and services development. Clusters of similar areas also have been set up according to those three indicators. The results showed that the cluster of typically rural areas may present higher levels of development when compared to the industrial ones.

Palavras-chave: Indicadores de desenvolvimento, Desenvolvimento local, Desenvolvimento Rural, Políticas Públicas,

Palavras-chave: Development Indicators, Local Development, Rural Development, Public Policies,

DOI: 10.5151/enei2017-19

Referências bibliográficas
  • [1] ALBUQUERQUE, Francisco. Desenvolvimento econômico local e distribuição do progresso técnico: uma resposta às exigências do ajuste estrutural. Fortaleza, BNB, 1998.
  • [2] AUGIER, M.; TEECE, D. J. Strategy as Evolution with Design: The Foundations of Dynamic Capabilities and the Role of Managers in the Economic System. Organization Studies, v. 29, n. 8-9, p. 1187–1208, 1 ago. 2008.
  • [3] BARBOSA, F. Índice de desenvolvimento dos municípios da microrregião de
  • [4] Dourados-MS: uma aplicação da análise fatorial. 2013. 103 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócio) - Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Economia da Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2013.
  • [5] BEER, S. Diagnosing the system for organizations. London: John Wiley & Sons, 198
  • [6] BERTALANFFY, L. V. General system theory: foundations, development, applications.
  • [7] revised. 1. ed. New York: George Braziller, 1968.
  • [8] FÁVERO, L. P.; BELFIORE, P.; SILVA, F. L.; CHAN; B. L. Análise de dados: modelagem multivariada para tomada de decisões. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.
  • [9] FRAGOSO, António. Desenvolvimento Participativo: uma sugestão de reformulação conceptual. Revista Portuguesa de Educação, v. 18, n. 1, p. 23-51, 2005.
  • [10] FURTADO, C. Pequena introdução ao desenvolvimento: enfoque interdisciplinar. 1. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1980.
  • [11] GRZESZCZESZYN, G.; MACHADO, H. Public policy for the local development: the case of incentive to the furniture industries of Guarapuava, Paraná. Interações (Campo Grande), v. 11, n. 1, p. 81-92, 2010.
  • [12] HADDAD, Paulo R. Capitais intangíveis e desenvolvimento regional. Revista de economia, v.35, n. 3, 2009.
  • [13] HOWLETT, M.; RAMESH, M; PERL, A. Studying public policy: policy cycles & policy subsystems. 3. ed. New York: Oxford University Press, 2009.
  • [14] ILHA, A. S.; FREITAS, C. A.; CORONEL, D. A.; ALVES, F. D. O potencial de desenvolvimento dos municípios da Metade Sul do Rio Grande do Sul: Uma abordagem através da análise fatorial. Anais ..., v. 3, 2008.
  • [15] INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSITICA (IBGE). Disponível em: . Acesso em 21 jan. 2016.
  • [16] LATTIN, J.; CARROLL, J. D.; GREEN, P. E. Análise de dados multivariados. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2011.
  • [17] LLORENS, F. A. Desenvolvimento econômico local: caminhos e desafios para uma nova agenda política. Tradução de Antônio R P. Braga. Rio de Janeiro: BNDES, 2001.
  • [18] MARCH, J. G.; SIMON, H. A. Organizations. New York: Wiley, 1958.
  • [19] MARTINELLI, Dante P.; JOYAL, André. Desenvolvimento local e o papel das pequenas e médias empresas: experiências brasileiras e canadenses. 1. ed. São Paulo: Manole, 2004.
  • [20] MARTINS, R. VAZ, J. C. CALDAS, E. L. A gestão do desenvolvimento local no Brasil:(des) articulação de atores, instrumentos e território. Revista de Administração Pública, v. 44, n. 3, p. 559–590, 2010.
  • [21] MATTOS, S.M.C.S. Arranjos produtivos locais como estratégia para o desenvolvimento local: o caso de Maracás. Sitientibus, Feira de Santana, n. 39, p 131-167, jul-dez. 2008.
  • [22] OLIVARES, G.; DALCOL, P. Proposta de um sistema de indicadores para medir o grau de contribuição dos aglomerados produtivos para o desenvolvimento local e regional. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 6, n. 2, 2010.
  • [23] OLIVEIRA, G.; LIMA, J. Elementos endógenos do desenvolvimento regional: considerações sobre o papel da sociedade local no processo de desenvolvimento sustentável. Revista da FAE, Curitiba, v. 6, n. 2, p. 29-37, 2003.
  • [24] OLIVEIRA, S.; MARTINEZ, R. Desenvolvimento Regional e Local fomentado pela participação e articulação de atores sociais. FACEF Pesquisa-Desenvolvimento e Gestão, v. 16, n. 3, 2013.
  • [25] PEROBELLI, F. S.; OLIVEIRA, A. F.; NOVY, L. G. G.; FERREIRA, M. V. Planejamento regional e potenciais de desenvolvimento dos municípios de Minas Gerais na região em torno de Juiz de Fora: uma aplicação de análise fatorial. Nova Economia, v. 9, n. 1, 2013.
  • [26] SACHS, I. Ecodesenvolvimento: crescer sem destruir. 1. ed. São Paulo: Vértice, 1986, 207 p.
  • [27] SECCHI, L. Modelos organizacionais e reformas da administração pública. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 2, p. 347-369, 2009.
  • [28] WONG, C. Developing indicators to inform local economic development in England. Urban Studies, v. 39, n. 10, p. 1833–1863, 2002.
Como citar:

EUSTACHIO, João; ALVES, Marlon Fernandes Rodrigues; OLIVEIRA, Bruno Garcia de; KRÜGER, Caroline; CALDANA, Adriana Cristina Ferreira; MARTINELLI, Dante Pinheiro; "COMPARISSION OF DEVELOPMENT LEVELS BETWEEN RURAL AND INDUSTRIAL AREAS IN THE STATE OF SÃO PAULO", p. 340-348 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/enei2017-19

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações