Jully 2017 vol. 4 num. 2 - IX SBEA + XV ENEEAmb + III FLES

Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

COMPARATIVO ENTRE ATERRO SANITÁRIO E INCINERAÇÃO - UM ESTUDO USANDO O MÉTODO PRESSÃO, ESTADO E RESPOSTA (PER)

Santos, Maria Clara Gonçalves; Albuquerque, Roberta Rodrigues de; Aragão, Isabela Santos; Costa, Lucas Dias;

Artigo Completo:

Os resíduos sólidos são considerados o aparecimento mais visível e concreto da poluição ambiental, ocupando um importante papel na estrutura de saneamento de uma comunidade urbana e, consequentemente, nos aspectos relacionados à saúde pública. Observa-se que esta temática está inserida em uma área de estudo importante, juntamente com a identificação dos resíduos, destinação adequada, práticas de controle de geração de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), entre outras. No presente trabalho, foi aplicado o método pressão-estado-resposta de forma quanti-qualitativa e descritiva, com a finalidade de analisar os diferentes impactos ambientais gerados pelas duas formas de destinação final de resíduos sólidos e o grau de significância de cada um. Dessa maneira obteve-se o seguinte conjunto de indicadores de pressão para ambas as formas: alteração da qualidade dos recursos hídricos, do solo, da qualidade do ar e na saúde humana. E para cada indicador, descreveu seu estado e a resposta ao impacto. Sendo assim, verificou-se através da soma dos resultados, qual o método de destinação final de resíduos sólidos mais adequada quanto ao meio ambiente e saúde humana.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Resíduos sólidos, indicadores ambientais, Pressão-Estado-Resposta,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/xveneeamb-159

Referências bibliográficas
  • [1] BARBOSA, Gisele Silva. O desafio do desenvolvimento sustentável. Revista Visões, v. 4, n. 1, p. 1-11, 2008.
  • [2] BRASIL. Resolução CONAMA nº 316, de 29 de outubro de 200 Dispõe sobre procedimentos e critérios para o funcionamento de sistemas de tratamento térmico de resíduos. DOU n. 224, de 20 de novembro de 2002, Seção 1, páginas 92-95
  • [3] GOUVEIA, Nelson. Resíduos sólidos urbanos: impactos socioambientais e perspectiva de manejo sustentável com inclusão social. Ciência & Saúde Coletiva, v. 17, n. 6, p. 1503-1510, 2012.
  • [4] HANAI, Frederico Yuri; ESPÍNDOLA, Evaldo Luiz Gaeta. Indicadores de sustentabilidade: conceitos, tipologias e aplicação ao contexto do desenvolvimento turístico local. Revista de Gestão Social e Ambiental, v. 5, n. 3, p. 135-149, 2011.
  • [5] LIMA, Luiz Mário Queiroz. Lixo, tratamento e biorremediação. In: Lixo, tratamento e biorremediaçao. Hemus, 199
  • [6] LIRA, Waleska Silveira; C NDIDO, Gesinaldo Ataíde. Análise dos modelos de indicadores no contexto do desenvolvimento sustentável. Perspectivas Contemporâneas, v. 3, n. 1, 2008.
  • [7] MATOS, Francinaldo Oliveira et al. Impactos ambientais decorrentes do aterro sanitário da região metropolitana de Belém-PA: aplicação de ferramentas de melhoria ambiental. Caminhos de Geografia, v. 12, n. 39, 2011.
  • [8] SISINNO, Cristina Lúcia Silveira. Destino dos resíduos sólidos urbanos e industriais no Estado do Rio de Janeiro: avaliação da toxicidade dos resíduos e suas implicações para o ambiente e para a saúde humana. 2002. Tese de Doutorado. Escola Nacional de Saúde Pública.
Como citar:

Santos, Maria Clara Gonçalves; Albuquerque, Roberta Rodrigues de; Aragão, Isabela Santos; Costa, Lucas Dias; "COMPARATIVO ENTRE ATERRO SANITÁRIO E INCINERAÇÃO - UM ESTUDO USANDO O MÉTODO PRESSÃO, ESTADO E RESPOSTA (PER)", p. 1578-1588 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/xveneeamb-159

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações