Maio 2018 vol. 4 num. 3 - Colóquio Internacional de Design 2017

Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Coletor menstrual: uma análise a luz do metaprojeto

Menstrual collector: a light analysis of the metaproject

Dias, Victória Carolina Pinheiro Lopes; Anjos, Giordana; Dias, Maria Regina Álvares Correia;

Artigo Completo:

O presente trabalho busca estudar um coletor menstrual a partir dos requisitos do metaprojeto, por meio da análise de produto existente. Inicialmente buscou-se conhecer a cronologia do coletor, passando do cenário estático permeado por valores do racionalismo industrial, ao cenário dinâmico, definido como um cenário, complexo, dinâmico e desafiador para os designers. Em seguida verificou-se os aspectos relacionados ao design, a partir das etapas propostas pela metaprojeto. Durante o desenvolvimento do estudo outras reflexões se fizeram necessárias, ampliando a abordagem do design, para um olhar antropológico. As novas gerações têm retornado pautas discutidas pelo feminismo nos anos 1970 do século XX, como a reapropriação da mulher sobre o próprio corpo e a representatividade feminina em espaços de poder, como na política e nas diversas áreas conhecimento. Nesse sentido aspectos ligados à cultura e a questões de gênero servem de caminho de aprofundamento para reflexões, que vão desde questões da relação da mulher com seu próprio corpo e o seu protagonismo enquanto produtora de soluções no nível da materialidade para o universo feminino. As relações entre gênero e design vêm despertado o interesse acadêmico e em rede feministas do mundo inteiro. A análise do coletor propõe uma reflexão vai muito além de sua função prática, para o estudo de aspectos intangíveis, porém inerentes ao entendimento de toda a dinâmica que envolve seu uso e de como ele se tornou símbolo de autoconhecimento para as mulheres contemporâneas.

Artigo Completo:

The present work seeks to make a study of the menstrual collector from the requirements of the metaproject, through the analysis of existing product, where a chronology of the collector was made, passing through the static scenario permeated by values of industrial rationalism, to the dynamic scenario, defined as A complex, dynamic and challenging setting for designers. Initially we sought to verify aspects related to design, from the stages proposed by the metaproject, but during the development of the study other reflections became necessary, extending the approach, besides a study oriented by the optical design for an anthropological look. The new generations have reviewed the guidelines discussed by feminism in the 1970s, such as the reappropriation of women over their own bodies and female representativeness in power spaces, as in politics and in the various areas of knowledge. In this sense aspects related to culture and gender issues serve as a way of deepening reflections, ranging from issues of the relationship of women to their own body and their role as producer of solutions on the level of materiality for the feminine universe. Addressing gaps in the historiography of design, which notes only male participation, despite the great female contribution to the area. The relationships between gender and design has aroused the academic and networked feminist interest of the entire world. The collector's analysis proposes a reflection that goes far beyond its practical function to the study of intangible aspects, but inherent in the understanding of all the dynamics involved in its use and of how it has become a symbol of self-knowledge for contemporary women.

Palavras-chave: coletor menstrual; metaprojeto; design; protagonismo feminino,

Palavras-chave: Menstrual collector; metaproject; Design; Female protagonism,

DOI: 10.5151/cid2017-16

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES,B.M, PITANGUI,J. O que é feminismo?. Brasiliense. São Paulo: 199
  • [2] ASHBY, M. F.; JOHNSON, K. Materiais e design: arte e ciência da seleção de materiais para o design de produto. Campus. São Paulo: 2010
  • [3] BEAUVOIR. Simone. O segundo sexo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.
  • [4] BIBLIA SAGRADA. Impurezas sexuais. Levitíco 14-15. Ave Maria. São Paulo: 2006
  • [5] BRANZI, A.Modernitá debole e diffusa. Skira. Milano: 2006
  • [6] BUCKLEY, Thomas, GOTTLIEB, Blood magic: the anthropology of menstruation, University of California . Berkeley: 1988.
  • [7] DE MORAES, Dijon. Metaprojeto o design do design. São Paulo: Blucher, 2011.
  • [8] FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 2. ed. Tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Graal, 1979.
  • [9] HESKETT, John. Design. Tradução de Márcia Leme. São Paulo: Ática, 2008.
  • [10] INCICLO. Disponível em< :http//inciclo.com.br> Acesso em agosto de 2016.
  • [11] LOSCHIAVO. Reflexões sobre design e humanismo. CADERNOS DE ESTUDOS AVANÇADOS EM DESIGN. Humanismo. EdUEMG, Barbacena: 20
  • [12] MARSHACK, Alexander. The roots of civilization: the cognitive beginnigs of man's first art, symbol and notation, Moyer Bell, New York: 1991.
  • [13] MULLER. Ulrike. Bauhaus Womem. Flammarion. Paris: 2009.
Como citar:

Dias, Victória Carolina Pinheiro Lopes; Anjos, Giordana; Dias, Maria Regina Álvares Correia; "Coletor menstrual: uma análise a luz do metaprojeto", p. 180-193 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2318-6968, ISBN: cid2017
DOI 10.5151/cid2017-16

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações