setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

CARACTERIZAÇÃO REOLÓGICA DO BIO-ÓLEO DE EUCALIPTO

SANTOS, A. P. M. V; SALES, M. S. V. B; RÊGO, L. N. M; PITANGUEIRA, A. J. D; COSTA, C. G; PEREIRA, L. G. G; PIRES, C. A. M;

Pôster:

A caracterização reológica do bio-óleo de eucalipto foi realizada atravésdo ajuste dos dados experimentais de tensão cisalhante em função da taxa de deformaçãoà 70°C, por meio dos Métodos Newtoniano, Bingham Plastic e Ostwald-de Waele (PowerLaw). A qualidade do ajuste foi avaliada pelos reogramas plotados e parâmetrosestatísticos, sendo o modelo de Bingham Plastic o que melhor representou este fluido, emdecorrência do maior valor para R2e menores para o SSE e RMSE. 

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0006

Referências bibliográficas
  • [1] BINGHAM EC. Fluidity and Plasticity. 1ª. ed. New York: McGraw-Hill Book Company, Inc, 1922 BOUCHER ME, CHAALA A, ROY C. Bio-oils obtained by vacuum pyrolysis of softwood bark as a liquid fuel for gas turbines. Part 1: Properties of bio-oil and its blends with methanol and a pyrolytic aqueous phase. Biomass and Bioenergy, n. 19, p. 337-350, 2000. BOURGOYNE AT. et al. Applied Drilling Engineering. Richardson: SPE Textbook Series, v. 2, 1986. FOX RW, MCDONALD AT. Introdução à Mecânica dos Fluidos. 5a. ed. Rio de Janeiro: LTC, 200 GARCÌA-PÉREZ M. et al. Multiphase Structure of Bio-oils. Energy & Fuels, n. 20, p. 364- 375, 2006. PEREIRA LGG. Avaliação do perfil de escoamento e influência das condições operacionais na viscosidade do bio-óleo de resíduo de sisal. 114 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Engenharia Química, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2017. ROY P, DIAS G. Prospects for Pyrolysis Technologies in the Bioenergy Sector: A Review. Renewable and Sustainable Energy Reviews, v. 77, p. 59-69, 2017. ZANUNCIO AJV, COLODETTE JL, GOMES FJB, CARNEIRO ACO, VITAL BR. Composição química da madeira de eucalipto com diferentes níveis de desbaste. Eucalyptus urophylla. p. 755–760. 2013
Como citar:

SANTOS, A. P. M. V; SALES, M. S. V. B; RÊGO, L. N. M; PITANGUEIRA, A. J. D; COSTA, C. G; PEREIRA, L. G. G; PIRES, C. A. M; "CARACTERIZAÇÃO REOLÓGICA DO BIO-ÓLEO DE EUCALIPTO", p. 18-21 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0006

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações