Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE ESPACIAL E PROPOSTA DE INTERVENÇÃO EM EDIFICAÇÃO DA UFPEL/RS

CANTARELLI, Rafaela; POUEY, Maria Tereza; ANDRADE, Isabela Fernandes;

Artigo Completo:

Apesar de garantido na legislação brasileira, o acesso à educação para todas as pessoas não é atendido na prática, pois, entre outros problemas, muitas edificações de uso educacional e público ainda não oferecem condições adequadas para receber indivíduos com algum tipo de limitação. Sendo assim, o trabalho teve como objetivos avaliar as condições de acessibilidade espacial e elaborar proposta de intervenção para o prédio do Departamento de Fisiologia e Farmacologia I da UFPel/RS. A edificação abrange diversas atividades acadêmicas, o que justifica sua escolha. Os métodos adotados foram visita exploratória e passeios acompanhados Os resultados deste estudo foram tratados de acordo com os quatro componentes de acessibilidade espacial: comunicação, deslocamento, orientação espacial e uso.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Acessibilidade espacial, Edifício público, Universidade.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-eneac2016-ACE02-4

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS (ABNT). NBR-9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos.Rio de Janeiro, 2005.
  • [2] BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.
  • [3] BRASIL. Portaria nº 284, de novembro de 200 Dispõe sobre requisitos de acessibilidade de pessoas portadoras de deficiências, para instruir os processos de autorização e de reconhecimento de cursos, e de credenciamento de instituições.
  • [4] CANTARELLI, Rafaela Mezomo. Acessibilidade espacial na UFPel: Estudos de casos e proposta de intervenção para um prédio com finalidade acadêmica. Trabalho de Graduação – Curso de Engenharia Civil – Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, 201
  • [5] CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO SUL (CREA-RS). Roteiro de visita: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Porto Alegre, 2007.
  • [6] CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO PARANÁ (CREA-PR). Acessibilidade: Responsabilidade Profissional. 4.ed. Curitiba, 2011.
  • [7] DISCHINGER, Marta; ELY, Vera Helena Moro Bins; PIARDI, Sonia Maria Demeda Groisman. Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSC, 2012. 161 p.: il., tabs., mapas.
  • [8] DISCHINGER, Marta. Acessibilidade e Desenho Universal. 2005. Notas de aula.
  • [9] DUARTE, Cristiane Rose de Siqueira; COHEN, Regina. Proposta de Metodologia de Avaliação da Acessibilidade aos Espaços de Ensino Fundamental. In: Anais NUTAU 2006: Demandas Sociais, Inovações Tecnológicas e a Cidade. São Paulo: USP, 2006.
Como citar:

CANTARELLI, Rafaela; POUEY, Maria Tereza; ANDRADE, Isabela Fernandes; "AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE ACESSIBILIDADE ESPACIAL E PROPOSTA DE INTERVENÇÃO EM EDIFICAÇÃO DA UFPEL/RS", p. 160-168 . In: Anais do VI Encontro Nacional de Ergonomia do Ambiente Construído & VII Seminário Brasileiro de Acessibilidade Integral [=Blucher Design Proceedings, v.2 n.7]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-eneac2016-ACE02-4

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações