Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO ÓLEO DE BURITI (MAURITIA FLEXUOSA L.) EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ESTOCAGEM VISANDO A SUA UTILIZAÇÃO EM BIOCOSMÉTICOS NATURAIS

ARAÚJO, C. S.; VALENTE, M. C. C.; SANTANA, E. B.; CORUMBÁ, L. G.; COSTA, C. M. L.;

Artigo Completo:

O buriti (Mauritia flexuosa L.) é uma palmeira cujo fruto é rico em vitamina A, B, C, cálcio, ferro, proteínas e seu óleo têm quantidades significativas de carotenóides. É bastante promissor para as indústrias de cosméticos e alimentos, no entanto, a produção do óleo é baixa ou insuficiente para atender a demanda do mercado. Devido à falta de incentivo à sua utilização pela indústria em geral, busca-se através desta pesquisa estudar as propriedades de qualidade do óleo de buriti em diferentes ambientes. Na avaliação dos fatores degradativos do óleo, as amostras foram submetidas à câmara escura em temperatura ambiente, câmara com luz fluorescente (15W), congelador e estufa (50°C). Os parâmetros oleoquímicos analisados foram: índice de acidez, índice de saponificação e dienos conjugados. Através das análises experimentais foram verificados vários fatores influentes nas características do óleo de buriti, evidenciando o efeito destes fatores nas propriedades de qualidade deste.

Artigo Completo:

Palavras-chave: buriti,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/chemeng-cobeqic2017-240

Referências bibliográficas
  • [1] ALVES, R. F.; GUIMARÃES, S. M.; ABREU T. C.; SILVA, R. D. Índices de Acidez Livre e de Peróxido. Relatório para a Disciplina de Bioquímica, Curso Técnico de Química Industrial, Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Sousa, São José dos Campos, SP, 2009.
  • [2] AMERICAN OIL CHEMISTS’ SOCIETY. Official methods and recommended practices of the American Oil Chemists’ Society. 4th ed. Champaign, USA. A.O.C.S., 1990.
  • [3] [A.O.C.S. Official method Cd 3-25]. AOCS (American Oil Chemists' Society) Official methods and recommended practices of the American Oil Chemists' Society. Champaign: AOCS, 199
  • [4] AROUCHA, I.; RANGEL, J. H. G.; OLIVEIRA, M. M; MOURA, A. Estudo da estabilidade oxidativa dos óleos de buriti e babaçu, 2010. Disponível em: . Acesso em: 05 de maio de 2017.
  • [5] BOBBIO, P.A.; BOBBIO, F.O. Química do processamento de alimentos, 3.ed. São Paulo. 33p, 2001.
  • [6] CODEX ALIMENTARIUS. Norma del codex para aceites vegetales especificados.Codex stan 210, 2005. In: FAO – Food and Agriculture Organization of the United Nations. Disponível em: . Acesso em: 25 de fevereiro de 201
  • [7] FARIA, J. A. F.; ESPINOZA ATENCIA, E. J. Fotoxidação de óleos comestíveis em embalagens plásticas transparentes. Óleos e Grãos, vol. 19, pg. 44–51, 1994.
  • [8] HENDERSON, A.; GALEANO, G. & BERNAL, R. Field Guide to the Palms of the Americas. New Jersey, Princeton University Press. 1995.
  • [9] LORENZI, H.; SOUZA, H. M. de; CERQUEIRA, L. S. C.; MEDEIROS-COSTA, J.T.; FERREIRA, E. Palmeiras brasileiras e exóticas cultivadas. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2004. 416 p. il.
  • [10] LUGASI, A. HÓVARI, J.DWORS CHAK, E. Effect of UV irradiation on lipid peroxidation edile fats. Acta Alimentaria. v. 24, n.3, p. 269-276, 1995.
  • [11] REDA, S. Y.; CARNEIRO, P. I. B. C. Óleos e gorduras: Aplicações e implicações. Revista Analytica. n. 27, p. 60-67, 2007.
  • [12] RODRIGUEZ-AMAYA, D. B. (1996) Assessment of the provitamin A contents of foods – the Brazilian experience. Journal of Food Composition and Analysis, v. 9, p.196-230.
Como citar:

ARAÚJO, C. S.; VALENTE, M. C. C.; SANTANA, E. B.; CORUMBÁ, L. G.; COSTA, C. M. L.; "AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO ÓLEO DE BURITI (MAURITIA FLEXUOSA L.) EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ESTOCAGEM VISANDO A SUA UTILIZAÇÃO EM BIOCOSMÉTICOS NATURAIS", p. 1327-1332 . In: Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia Química em Iniciação Científica [=Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 1, n.4]. ISSN Impresso: 2446-8711. São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/chemeng-cobeqic2017-240

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações