Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DE BIODIESEL E SUAS MISTURAS COM DIESEL ATRAVÉS DA CALORIMETRIA EXPLORATÓRIA DIFERENCIAL PRESSURIZADA (PDSC)

SANTOS, Bruno Dias de Castro Ferreira dos; MIRANDA, Jussara Lopes de; TEIXEIRA, Roberta Miranda;

Artigo Completo:

O teor de biodiesel no diesel tende a aumentar cada vez mais no Brasil, tendo como objetivos diminuir o custo com a importação do diesel e aumentar a parcela de uso de energia renovável. Entretanto, a baixa estabilidade oxidativa do biodiesel é uma das barreiras para sua ampla aceitação comercial. Portanto, é de fundamental importância que se desenvolvam testes de oxidação acelerada capazes de avaliar essa propriedade crítica, tanto para o biodiesel puro, quanto para suas misturas com o diesel.Sendo assim, o objetivo deste trabalho é avaliar a estabilidade oxidativa do biodiesel e suas misturas com diesel através da Calorimetria Exploratória Diferencial Pressurizada (PDSC), técnica na qual se mede a variação do fluxo de calor no decorrer da reação.Foram avaliadas amostras de biodiesel e diesel (S10 e S500), além de misturas B7 e B20, através de curvas isotérmicas e não-isotérmicas no PDSC. Os resultados foram comparados com o Rancimat (EN 15751 e EN 14112), metodologia atualmente reconhecida pela Agência Nacional de Petróleo, Gás natural e Biocombustíveis (ANP).Foram obtidos resultados coerentes com o Rancimat, sendo identificados os fatores que influenciam significativamente na estabilidade oxidativa das misturas, e o impacto causado pela adição do biodiesel.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Biodiesel, Diesel, Estabilidade Oxidativa, Rancimat, PDSC,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/engpro-simea2017-12

Referências bibliográficas
  • [1] RESOLUÇÃO CNPE nº 11, de 14/12/2016. Disponível em http://www.mme.gov.br. Acesso em 22/05/2017.
  • [2] RESOLUÇÃO ANP nº 45 de 25/08/2014. Disponível em http://www.anp.gov.br. Acesso em: 18/05/2017.
  • [3] RESOLUÇÃO ANP nº 30 de 23/06/2016. Disponível em http://www.anp.gov.br. Acesso em: 18/05/2017.
  • [4] DUNN, R. O. Oxidative stability of biodiesel by dynamic mode Pressurized Differential Scanning Calorimetry (P-DSC). American Society of Agricultural and Biological Engineers. v. 49, n. 5, p. 1633-1641, 2006.
  • [5] RAMALHO, E. F. S. M.; ALBUQUERQUE, A. R.; SOUZA, A. L.; BARRO, A. K.; MAIA, A. S. Use of different techniques in the evaluation of the oxidative stability of poultry fat biodiesel. Journal of Thermal Analysis and Calorimetry. v. 106, p. 787- 791, 2011.
  • [6] RESOLUÇÃO ANP nº 14 de 11/05/2012. Disponível em http://www.anp.gov.br. Acesso em: 18/05/2017.
  • [7] RESOLUÇÃO ANP nº 50 de 23/12/2013. Disponível em http://www.anp.gov.br. Acesso em: 18/05/201
  • [8] EN 14112 – Fat and oil derivatives – fatty acid methyl esters (FAME) – Determination of oxidation stability (accelerated oxidation test).
  • [9] EN 15751 – Automotive Fuels, Fatty Acid Methyl Ester (FAME) Fuel and blends with Diesel Fuel – Determination of Oxidation Stability by Accelerated Oxidation Method.
  • [10] SANTOS, N. A. Propriedades Termo-Oxidativas e de Fluxo do Biodiesel de Babaçu (Orbignya phalerata). Dissertação de mestrado. Universidade Federal da Paraíba. Paraíba, 2008.
  • [11] LORA, E. E. S.; VENTURINI, O. J. Biocombustíveis. 1ª ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2012.
  • [12] SHAH, S. N.; SHARMA, B. K.; MOSER, B. R.; ERHAM, S. Z. Preparation and Evaluation of jojoba oil methyl esters as biodiesel and as a blend component in ultralow sulfur diesel fuel. Bioenergy Research. v. 3, p. 214-223, 2010.
  • [13] SHERMA, B. K.; SUAREZ, P. A. Z.; PEREZ, J. M.; ERHAN, S. Z. Oxidation and low temperature properties of biofuels obtained from pyrolysis and alcoholyses of soybean oil and their blends with petroleum diesel. Fuel Processing Technology. v. 90, p. 1265-1271, 2009.
  • [14] LEWIS, R. E. Safety and integrity of marine fuel pumps operating on 0.1% sulfur marine gas oil. Power Research Inc. 2009.
  • [15] KARAVALAKIS, G.; STOURNAS, S.; KARONIS, D. Evaluation of the oxidation stability of diesel/biodiesel blends. Fuel. v. 89, p. 2483-2489, 2010.
  • [16] RESOLUÇÃO ANP nº 46 de 20/12/2012. Disponível em http://www.anp.gov.br. Acesso em: 20/05/2017.
Como citar:

SANTOS, Bruno Dias de Castro Ferreira dos; MIRANDA, Jussara Lopes de; TEIXEIRA, Roberta Miranda; "AVALIAÇÃO DA ESTABILIDADE OXIDATIVA DE BIODIESEL E SUAS MISTURAS COM DIESEL ATRAVÉS DA CALORIMETRIA EXPLORATÓRIA DIFERENCIAL PRESSURIZADA (PDSC)", p. 152-169 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-simea2017-12

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações