setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO DA CASCA DE COCO COMO BIOADSORVENTE NO TRATAMENTO DE EFLUENTES OLEOSOS ORIUNDOS DE OFICINAS MECÂNICAS.

CABRAL, V. K. C; FERREIRA, I. F; SILVA, R; GOMES, V. L. A; SANTOS, J. B;

Pôster:

As atividades das oficinas mecânicas de veículos automotivos dão origensa diferentes tipos de resíduos sólidos e efluentes, que se descartados de maneirainadequada, podem poluir o meio ambiente. Nas últimas décadas, o processo debioadsorção surgiu como uma eficiente alternativa ao tratamento de água e esgotoutilizando resíduos naturais e agrícolas como bioadsorventes. Tanto a casca como afibra do coco funcionam como bioadsorventes com elevado potencial adsortivo naremoção de diversos poluentes aquosos. O objetivo do presente estudo é propor autilização de fibras de coco verde como material bioadsorvente para remoção deefluentes oleosos derivados de oficinas mecânicas de veículos automotivos. Este estudocomprovou através do processo de bioadsorção que a fibra do coco é um bioadsorventealtamente eficaz na remoção de óleos e graxas. 

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0104

Referências bibliográficas
  • [1] ALMAGRO, A. S.; MENEGUELO, A P; MENDES, A. N. F.; ROCHA, S. M. S. Estudo do uso de casca de coco como bioadsorvente para a remoção de óleos e graxas de efluentes.Anais do XXXVII Congresso Brasileiro de Sistemas Particulados, São Carlos, SP. 2015. ALMAGRO, S. ROCHA, S. M. S. Aplicação de bioadsorvente de casca de coco verde para o tratamento de efluentes oleosos. Anais do XI congresso Brasileiro de Engenharia Química emIniciação Científica. Campinas, SP, 2015. BELFI, Thamiris; BELFI, Gomes; LIMA, Mayara C., MILAGRES, Paula Ferreira. Projeto de regularização e adequação ambiental de oficinas mecânicas. Ananis do V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental - Belo Horizonte/MG – 2014. BHATNAGAR, Amit; VILAR, Vítor J.P; BOTELHO, Cidália M.S.; BOAVENTURA, Rui A.R. Coconut based biosorbents for water treatment - A review of the recent literature. Advances in Colloid and Interface Science, 160,1–15, 2010. FERREIRA, A. F. B.; COSTA, A. D. F.; FLORES, L. B. P.; BAIA, R. T.; MORENO, S. O.; MORAIS, M. R. C. Caracterização energética da fibra da casca do coco com posterior produção de briquete. - Universidade do Estado do Amapá, Colegiado de Engenharia Química – 2016. OKAFOR, P. C.; OKON, P. U.; DANIEL, E. F.; EBENSO, E. E. Adsorption Capacity of Coconut (Cocosnucifera L.) Shell for Lead, Copper, Cadmium and Arsenic from Aqueous Solutions.Int. J. Electrochem.Sci., 7, 12354 – 12369, 2012. PAULINO, Paloma F. Diagnóstico dos resíduos gerados nas oficinas mecânicas de veículos automotivos do município de São Carlos. São Carlos. 74 f. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia ambiental) – Universidade Estadual Paulista. SILVA, Kaio M. Dema da; REZENDE, Luciana C. S. Herek; SILVA, Cynthia A. da; BERGAMASCO, Rosângela; GONÇALVES, D. Silva. Caracterização físico-química da fibra de coco verde para a adsorção de metais pesados em efluente de indústria de tintas.ENGEVISTA,15, 43-50, 2013.
Como citar:

CABRAL, V. K. C; FERREIRA, I. F; SILVA, R; GOMES, V. L. A; SANTOS, J. B; "AVALIAÇÃO DA CASCA DE COCO COMO BIOADSORVENTE NO TRATAMENTO DE EFLUENTES OLEOSOS ORIUNDOS DE OFICINAS MECÂNICAS.", p. 355-358 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0104

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações