Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

AVALIAÇÃO AMBIENTAL EM PONTO DE VENDA DE JOALHERIA, RELOJOARIA E ÓTICA

ELY, Vera Helena Moro Bins; OLINTO, Fernanda; VILLELA, Mariana Silva;

Artigo Completo:

Com o objetivo de investigar a qualidade ambiental do ponto de venda, este artigo apresenta o resultado da avaliação do ambiente de trabalho de um comércio do segmento de joalheria, relojoaria e ótica. A escolha do local surgiu pela sua aparente demanda de reestruturação do espaço físico e a busca por utilizar conceitos da ergonomia e psicologia ambiental como suporte para avaliação do ambiente e para o bem-estar de seus usuários. Utilizando métodos como visita exploratória, observação e entrevista foi possível compreender o funcionamento do negócio, suas especificidades, a opinião dos funcionários e, assim, suas reais necessidades. Notou-se não só carência em melhorias na ambiência do espaço e no conforto dos trabalhadores do local, como também a ausência de um posicionamento de marca adequado ao negócio, o que influenciou no acréscimo de conceitos de marketing à pesquisa, como auxílio e aporte teórico para a geração de melhores recomendações.

Artigo Completo:

Palavras-chave: arquitetura comercial, avaliação ambiental, ergonomia do ambiente construído,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/engpro-conaerg2016-7053

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL, MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Classificação Brasileira de Ocupações. Disponível em: (acesso em junho de 2016)
  • [2] BINS Ely, V. Ergonomia + Arquitetura: buscando um melhor desempenho do ambiente físico. In: Anais do 3º. Ergodesign – 3º. Congresso Internacional de Ergonomia e Usabilidade de interfaces humano-tecnologia: Produtos, programa, informação, ambiente construído. Rio de Janeiro. LEUI/PUC – Rio, 2003.
  • [3] BINS ELY, Vera Helena Moro; TURKIENICZ, Benamy. Método da grade de atributos: avaliando a relação entre usuário e ambiente. In: Ambiente Construído, v. 5, n. 2, p. 77-88, abr./jun. Porto Alegre, 2005.
  • [4] CYBIS, Walter; BETIOL, Adriana Holtz; FAUST, Richard. Ergonomia e usabilidade: conhecimentos, métodos e aplicações. São Paulo: Novatec, 2007. 344p.
  • [5] FALZON, Pierre. Natureza, objetivos e conhecimentos da ergonomia: elementos de uma análise cognitiva da prática. In: Falzon, P. (editor). Ergonomia. São Paulo: Blucher, 2007.
  • [6] GUÉRIN, F., LAVILLE, A., DANIELLOU, F., DURAFOURG, J., KERGUELEN, A. Compreender o trabalho para transformá-lo: a prática da ergonomia. São Paulo, Blucher, Fundação Vanzolini. 2001.
  • [7] KOETLER, Philip. Marketing para o século XXI: como criar, conquistar e dominar mercados. São Paulo: Editora Futura, 2000.
  • [8] KOHLSDORF, Maria Elaine. Percepção do espaço e ensino de projetação. I Encontro de Percepção e Paisagem da Cidade. São Paulo, 2006.
  • [9] KUORINKA, I.; JONSSON, B.; BIERING-SORENSEN, F.; ANDERSSON, G.; VINTENBERG, H.; JORGENSEN, K. Standardized Nordic Questionnaires for the Analysis of Musculoskeletal Symptoms. Applied Ergonomics, v. 18, n. 3, p. 233-37, 1987.
  • [10] LOMBARDO, Thomas J. The Reciprocity of Perceiver and Environment: the Evolution of James J. Gibson`s ecological Psychology. Londres: Lawrence Erlbaum Associates, 1987.
  • [11] MORAES, Anamaria de; MONT´ALVÃO, Cláudia. Ergonomia: conceito e aplicações. Rio de Janeiro: iUsEr, 2003.
  • [12] MORAES, Anamaria de; MONT´ALVÃO, Cláudia. Ergonomia no Ambiente Construído: Teoria e Prática. In: MORAES, Anamaria de (org.). Ergodesign do Ambiente Construído e Habitado: Ambiente Urbano, Ambiente Público, Ambiente Laboral. Rio de Janeiro: iUsEr, 2004.
  • [13] NORBERG-SCHULZ, Christian. O fenômeno do lugar. [artigo] in NESBITT, Kate (org.). Uma nova agenda para a arquitetura. Antologia Teórica 1965-1995. 2ª ed. São Paulo: Cosac Naify, 20
  • [14] OLIVEIRA, Gilberto Rangel de; MONT´ALVÃO, Cláudia. Metodologias utilizadas nos estudos de ergonomia do ambiente construído e uma proposta de modelagem para projetos de design de interiores. 15º Ergodesign, Recife, 2015.
  • [15] TISSOT, Juliana Tasca. Definição de atributos arquitetônicos essenciais para a humanização em quartos de internação [dissertação de mestrado]. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2016.
  • [16] UNDERHILL, Paco. Vamos às Compras!: a ciência do consumo nos mercados globais. Rio de Janeiro: Elsevier,2009.
  • [17] VILLAROUCO, Vilma. An ergonomic look at the work environment. In: Proceeding from IEA 09: 17th World Congress on Ergonomics. China: Beijing, 2009.
  • [18] ZEISEL, John. Inquiry by design: environment/ behavior/ neuroscience in Architectures, Interiors, Landscape, and Planning. New York: W.W. Norton & Company. Revised Edition, 2006.
Como citar:

ELY, Vera Helena Moro Bins; OLINTO, Fernanda; VILLELA, Mariana Silva; "AVALIAÇÃO AMBIENTAL EM PONTO DE VENDA DE JOALHERIA, RELOJOARIA E ÓTICA", p. 171-182 . In: 1º Congresso Internacional de Ergonomia Aplicada [=Blucher Engineering Proceedings, v.3 n.3]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/engpro-conaerg2016-7053

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações