Article - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

AVALIANDO O POTENCIAL DE APLICAÇÃO DO CONCEITO DE AGILIDADE NA GESTÃO DE TECNOLOGIA EM ICTS: O CASO EMBRAPII

-

Ronsom, Silvia; Amaral, Daniel Capaldo; , ;

Article:

O Gerenciamento Ágil de Projetos (GAP) é reconhecido nas áreas de desenvolvimento de produtos como uma abordagem gerencial apropriada para ambientes complexos, criativos e que necessitam de inovação. As Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) possuem estas características, mas ainda não há estudos sobre a agilidade nestas organizações. Seria possível avaliar a agilidade de ICTs? Investiga-se o tema por meio do estudo de caso da EMBRAPII, uma organização orquestradora de uma rede de ICTs que está inovando em métodos de gestão no Brasil. No artigo são apresentados revisão sobre o conceito de agilidade, um modelo conceitual e a sua aplicação para a avaliação da EMBRAPII. O resultado indica as características de agilidade em processos gerenciais de ICTs e da organização orquestradora e a possibilidade de se comparar a agilidade entre instituições de pesquisa.

Article:

-

Palavras-chave: GAP, ICT, agilidade, desempenho em agilidade, análise semântica,

Palavras-chave: -,

DOI: 10.5151/cbgdp2019-10

Referências bibliográficas
  • [1] Amaral, D. et al. Gerenciamento ágil de projetos: aplicação em produtos inovadores. São Paulo: Saraiva. 201
  • [2] Augustine, S. Managing Agile Projects. Virginia: Prentice Hall PTR, 2005.
  • [3] Baxter, M. Projeto de produto: guia prático para o desenvolvimento de novos produtos. São Paulo: Editora Edgard Blücher Ltda., 1998.
  • [4] Beck, K. et al. Manifesto for agile software development. 2001. Disponível em < https://www.manifestoagil.com.br/ >. Acesso: em 16 de janeiro de 2019.
  • [5] Boehm, B. Get ready for agile methods, with care. IEEE Computer Magazine, January, p.64-69, 2002.
  • [6] Boehm, B.; Turner, R. Balancing Agility and Discipline: a guide for the perplexed. Addison-Wesley: Boston, 2004.
  • [7] Brasil. Lei Nº 13.243, de 11 de janeiro de 2016. Dispõe sobre estímulos ao desenvolvimento científico, à pesquisa, à capacitação científica e tecnológica e à inovação. . Acesso em 10 de julho de 2018.
  • [8] Carlos R. Modelo para atualização de roadmaps utilizando conceitos de agilidade e inteligência competitiva. Dissertação (mestrado). Programa de Pós-graduação de Engenharia de Produção. Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo. 2015.
  • [9] Chiesa, V., Manzini, R., 1998. Organizing for technological collaborations: a managerial perspective. R&D Manage. 28 (3), 19 1998.
  • [10] Chin, G. Agile Project Management: how to succeed in the face of changing project requirements. Amacom: New York, 2004
  • [11] Clark, K. B.; Wheelwright, S. C. Managing new product and process development: text and cases. New York: The Free Press, 1993.
  • [12] Clausing, D. Total quality development: a step-by-step guide to world-class concurrent engineering. American Society of Mechanical Engineers, New York, 1993.
  • [13] CMMI. Improving process for better products. CMMI-DEV, V1.2, Software Engineering Institute, Pittsburg, 2006.
  • [14] Cohn, M. Agile Estimating and Planning. Prentice Hall PTR: New York, 2005.
  • [15] Conforto, E. C.; Amaral, D. C. Applying agile project management approach to NDP: the case of a small technology-based enterprise. In Proceedings of the 16th International Product Development Management Conference, Enschede. 2009
  • [16] Conforto, E. C.; Amaral, D. C. Evaluating an agile method for planning and controlling innovative projects. Project Management Journal, 41(2), 73-80. 2010a.
  • [17] Conforto E. C.; Amaral D. C. Agile project management and stage-gate model — A hybrid framework for technology-based companies. Journal of Engineering and Technology Management. 40. p 1-14. 2016.
  • [18] Conforto et al. The agility construct on Project management theory. International Journal of Project Management. 34, 660–674. 2016.
  • [19] Cooper, R. G. Managing technology development projects. Research Technology Management, 49, 6, 2006.
  • [20] Cooper, R. Perspective: the stage-gate idea-to-launch process - update, what's new, and NexGen Systems. Journal of Product Innovation Management, 25, 3, 213-232, 2008.
  • [21] Creveling, C. et al. Design for six sigma: in technology & product development. New Jersey: Prentice Hall PH, 2003.
  • [22] Davenport, T. Process Innovation: Reengineering Work Through Information Technology, 1993.
  • [23] DeCarlo, D. Extreme Project Management: using leadership, principles, and tools to deliver value in the face of volatility. Jossey Bass: San Francisco, 2004.
  • [24] EMBRAPII. Sistema de Excelência Operacional EMBRAPII. 2014. < https://embrapii.org.br/institucional/manuais/sistema-de-excelencia-operacional-embrapii/>. Acesso em: 30 de abril de 2019.
  • [25] EMBRAPII. Empresários elogiam o modelo EMBRAPII de negócios. 2017. (5m53s). Disponível em: . Acesso em: 22 de maio de 2019.
  • [26] Gil, A. Como elaborar projetos de pesquisa. Atlas: São Paulo, 2007.
  • [27] Griffiths, M. Teaching agile project management to the PMI. IEEE Computer Society. In: Proceedings of Agile Development Conference, 2005.
  • [28] Hansen, T.; Birkinshaw, J. The innovation value chain. Harvard Business Review. 2007.
  • [29] Highsmith, J. Agile Project Management: creating innovative products. Addison-Wesley: Boston, 2004.
  • [30] Hodgetts, P. Refactoring the development process: experiences with the incremental adoption of agile practices. IEEE Computer Society. In: Proceedings... Agile Development Conference, 2005.
  • [31] Iansiti, M.; Euchner, J. Competing in ecosystems. Research-Technology Management. 61(2), 10-16, 2018.
  • [32] M.; Mothe, C. How to learn in R&D partnerships. R&D Management. 28 (4), 249. 1998.
  • [33] Lee, S., Yong, H.S. Distributed agile: project management in a global environment. Empirical Software. Eng. 15, 204-217. 2010.
  • [34] Mohan, S.R.; Rao, A.R. Strategy for technology development in public R&D institutes by partnering with the industry. Technovation. 25 (12), 1484–1491. 2005.
  • [35] Nagel, R.; Dove, R. 21st Century Manufacturing. Enterprise Strategy. Lehigh University, Iacocca Institute. 1991.
  • [36] Nelson R.; Nelson K. Technology, institutions, and innovation systems. Research Policy. Vol 31. P 265-272. 2002.
  • [37] ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO -OCDE. Manual de Oslo: proposta de diretrizes para coleta e interpretação de dados sobre inovação tecnológica. 3a ed. Brasília: OCDE: FINEP, 2005.
  • [38] Persson, J.S.; Mathiassen, L.; Aaen, I., 2012. Agile distributed software development: enacting control through media and context. Inf. Syst. J. 22, 411–433.
  • [39] PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE – PMI. A guide to the project management body of knowledge. (PMBOK). 4o edition. Pennsylvania: Project Management Institute.2008.
  • [40] Pugh, S. Total design: integrated methods for successful product engineering. Reading, HA: Addison, 1978.
  • [41] Reynolds E. B.; Schneider B. R.; Zylberberg E. Innovation in Brazil, Advancing Development in the 21st Century. Routledge. 2019.
  • [42] Rigby D; Sutherland J.; Takeuchi H. Embracing Agile. Harvard Business Review. 2016
  • [43] Ronsom, S. Proposta de padrão para sistema de gestão da inovação: a experiência EMBRAPII para a melhoria de um Sistema Nacional de Inovação. 2015. 134f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2015.
  • [44] Ronsom, S.; Amaral, D. C. Avaliação de redes de instituições de pesquisa científica e tecnológica baseada em um sistema de gestão padronizado. Gestão e Produção. 24(3). São Carlos, 2017.
  • [45] Rozenfeld, H. et al. Gestão de desenvolvimento de produtos: uma referência para melhoria do processo. São Paulo: Saraiva, 2006.
  • [46] Salerno, M. et al. Innovation processes: Which process for which project? Technovation, 35, 1, 59–70, 2015.
  • [47] Schulz, A. et al. Development and integration of winning technologies as key to competitive advantage. Systems Engineering, 03, 04, 180-211, 2000.
  • [48] Schwaber, K. Agile Project Management with SCRUM. Microsoft Press: Washington, 2004.
  • [49] Sheasley, W. D. Taking an options approach to new technology development. Research Technology Management, 43, 6, 37-43, 2000.
  • [50] Smith, P. G. Flexible Product Development – building agility for changing markets. Jossey-Bass: San Francisco, 2007.
  • [51] Ulrich, K.; Eppinger, S. Product design and development. New York, McGraw Hill, 1995.
Como citar:

Ronsom, Silvia; Amaral, Daniel Capaldo; , ; "AVALIANDO O POTENCIAL DE APLICAÇÃO DO CONCEITO DE AGILIDADE NA GESTÃO DE TECNOLOGIA EM ICTS: O CASO EMBRAPII", p. 112-126 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Inovação e Gestão de Desenvolvimento de Produto. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/cbgdp2019-10

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações