Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

Autoria e informação visual: design e artes gráficas no projeto editorial do século 20

Authorship and visual information: design and graphic arts in a 20th century publishing project

Alcântara, Cristiane; Tavares, Monica;

Artigo completo:

Apoiadas no que diz Michel Foucault sobre o conceito de ‘função autor’, este trabalho foi desenvolvido com base na hipótese de que certos indivíduos produzam subjetividades ao determinarem regras próprias dentro de discursos coletivos. Logo, perguntamos se seria possível analisar os posicionamentos de artistas gráficos e designers por meio de seus discursos visuais. Para tanto, nossa investigação analisou certos projetos editoriais buscando examiná-los sob o viés da autoria: de 1920, destacamos J. Carlos e o capista Poty, oriundos da produção editorial voltada à cultura de massa; de 1930 e 40, o grupo de Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Flávio de Carvalho e Lasar, propulsores de experimentações estéticas e de linguagem no âmbito da informação visual; e entre os anos de 1950 e 60, os construtivistas Ivan Serpa, Emilie Chamie, Moysés Baumstein e Amílcar de Castro, de discurso racionalista.

Artigo completo:

Based on what Michel Foucault says on the concept of the 'author-function', this study was based on the hypothesis that certain individuals produce subjectivities by determining their own rules within collective discourses. We therefore asked whether it would be possible to analyze the positions of graphic artists and designers through their visual discourses. In order to do so, our investigation analyzed certain editorial projects from the perspective of authorship: from the 1920s, we highlight the work of J. Carlos and the cover designer Poty in from the editorial production directed to the mass culture of the 1930s and 1940s; that of Di Cavalcanti, Tarsila do Amaral, Flávio de Carvalho and the Lasar group, the forerunners of aesthetic and language experiments in the field of visual information; and in the 1950s and 1960s the rationalist discourse of the constructivists Ivan Serpa, Emilie Chamie, Moysés Baumstein and Amílcar de Castro.

Palavras-chave: Discursividade; Autoria; Design; Artes gráficas, Século XX,

Palavras-chave: Discursiveness; Authorship; Design; Graphic arts, 20th century,

DOI: 10.5151/9cidi-congic-1.0291

Referências bibliográficas
  • [1] Agreli, J. Canastra: o sticker como retribalização na contemporaneidade, na prática do potlatch e da intervenção urbana, por meio da cibercultura (2013). Tese de Doutorado em Artes Visuais. Universidade de Brasília, Brasília.
  • [2] Aimeida, P. M. de (2014). De Anita ao museu. O modernismo, da primeira exposição de Anita Malffati à primeira bienal. São Paulo: Terceiro nome.
  • [3] Fernandes, Cleudemar Alves. (2012). Discurso e sujeito em Michel Foucault. São Paulo: Intermeios.
  • [4] Foucault, M. (1995). O sujeito e o poder. In P. Rabinow, H. Dreyfus, & M. Foucault (Eds.). Uma trajetória filosófica para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
  • [5] ______. (2005). A ordem do discurso. 12a. edição. São Paulo: Edições Loyola.
  • [6] ______. (2008) Arqueologia das ciências e história dos sistemas de pensamento. Coleção Ditos e Escritos vol. II. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
  • [7] Barros M. M. (org). (2014). “Ditos e escritos”, volume IX: Genealogia da ética, subjetividade e sexualidade. Org.: Manoel Barros da Motta. Trad.: Abner Chiquieri. Rio de Janeiro: Forense Universitária.
  • [8] ______. (2002). História da loucura, Trad. José Teixeira Coelho Netto, São Paulo: Perspectiva.
  • [9] Gullar, F. (1998). Etapas da arte contemporânea. Do cubismo à arte neoconcreta. Rio de Janeiro: Revan.
  • [10] J. Carlos em Revista [Catálogo]. São Paulo: Centro Cultural Correios e Instituto Memória Gráfica Brasileira, 2016, p. 63
  • [11] Leonídio, O. (2013). Caminhos comoventes: Concretismo, neoconcretismo e arte contemporânea no Brasil. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Rio de Janeiro. Disponível em < http://www.revistaviso.com.br/pdf/Viso_13_OtavioLeonidio.pdf>. Último acesso: 22 jan. 2017.
  • [12] Melo, C. H. de (org). (2008). O design gráfico brasileiro: anos 60. São Paulo: Cosac Naify.
  • [13] Nalli, M. (2005). Sobre o conceito foucaultiano de discurso. In: ORLANDI, L. B. L. (Org.). A diferença (pp. 151-169) Campinas, SP: Ed. da Unicamp.
  • [14] Orlandi. E. P. (1996). A linguagem e seu funcionamento: As formas do discurso. Campinas: Pontes.
  • [15] Pecheux, M (1998). Sobre a (des)construção das teorias linguísticas. Cadernos de Tradução, 4, 35-55.
  • [16] Woller, A. “Pioneiros da comunicação visual”. In: Agitrop Revista Brasileira de Design. Ano I, nº 11. Disponível em . Último acesso: 20 mai 2014.
Como citar:

Alcântara, Cristiane; Tavares, Monica; "Autoria e informação visual: design e artes gráficas no projeto editorial do século 20", p. 290-302 . In: Anais do 9º CIDI | Congresso Internacional de Design da Informação, edição 2019 e do 9º CONGIC | Congresso Nacional de Iniciação Científica em Design da Informação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/9cidi-congic-1.0291

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações