Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

AS VARIAÇÕES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO ÂMBITO DO APLICATIVO WHATSAPP

BORGES, Kleiton;

Artigo Completo:

Este trabalho tem por objetivo mostrar uma pesquisa de campo sobre as variações linguísticas encontradas através do aplicativo WhatsApp, este, por sua vez, utilizado em plataformas específicas e aparelhos eletrônicos, como tablets e smartphones. Para isto, necessitou-se utilizar uma metodologia através de questionários e de entrevistas entre jovens e adultos, com o escopo de encontrar as variações que a língua portuguesa sofre no contexto entre seus usuários deste aplicativo nas conversas interacionais. A interação e a Internet ganharam espaço para pesquisas na área da Sociolinguística, pois permitiu o surgimento de uma nova linguagem e comunicação no meio virtual. Nesse sentido, utiliza-se o conceito de Internetês para diferenciar a conversação pessoal do texto escrito. Jovens e adultos passaram a se comunicar de uma forma despreocupada com a formalidade e apresentam uma nova variação linguística, deixando de lado as regras gramaticais normativas e trazendo uma reconfiguração no aspecto social digital, além das dinâmicas interacionais. Portanto, faz-se necessário buscar referenciais teóricos sobre a análise da conversação em Modesto (2011) e Marcuschi (2001), sobre língua, linguagem e variação linguística em Calvet (2002) e Maciel (2008) e sobre Internetês em Lahm, Pinho, Ribas e Ribas (2007). Como resultado, percebeu-se que as maiores ocorrências foram as abreviações “pq” (porque) e do “vc” (você) com sete ocorrências, enquanto que “tb/tbm” (também) obtiveram seis ocorrências. Os termos “q” (que) e “n/num” (não) obtiveram quatro ocorrências, enquanto que outros termos foram poucas vezes utilizados. Concluiu-se que existem várias formas de expressões e palavras no âmbito do aplicativo, pois a linguagem utilizada no meio virtual está diretamente atrelada ao tempo e espaço da interação, sendo necessária a abreviação para uma interação virtual síncrona em que requer agilidade e rapidez de seus usuários.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Sociolinguística; Variação linguística; WhatsApp,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-032

Referências bibliográficas
  • [1] AYRES, M. A conversação em tempos de WhatsApp. Grupo de pesquisa em interação, tecnologias digitais e sociedade. Set. 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2015.
  • [2] CALVET, L. Sociolinguística: uma introdução crítica. Parábola. São Paulo: Parábola Editorial, 200
  • [3] FERREIRA, L. C. R. Whatsapp Messenger: a tool to motivate students in English language writing. 201 36 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Línguas Inglesa) – Instituto de Letras e Comunicação, Universidade Federal do Pará, Belém.
  • [4] HORA, M. S. A variação linguística na internet: as aventuras e desventuras da linguagem virtual no cotidiano escolar. Artigonal, 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 ago. 2015.
  • [5] KRAEMER, A.; SCARAMAL, J. A influência da internet nas variações linguísticas. Encontro Nacional de Informática e Educação, 2011. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 201
  • [6] LAHM, R.; PINHO, D.; RIBAS, Â.; RIBAS, E. A influência da linguagem virtual na linguagem formal de adolescentes. Revista Renote: novas tecnologias na educação. Rio Grande do Sul, v. 5, n. 1, jul. 2007. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2015.
  • [7] MACIEL, J. W. G. Internetês: variação linguística ou modismo computacional? Grupo de estudo sobre hipertexto, arquivos eletrônicos e tecnologia educacional, Ago. 2008. Disponível em: . Acesso em: 14 set. 2015.
  • [8] MARCUSCHI, L. A. Análise da Conversação. 5. ed. São Paulo: Ática, 2001.
  • [9] MODESTO, A. T. T. Processos interacionais na Internet: análise da conversação digital. 2011. p. 191. Tese do Programa de Pós-Graduação em Filologia e Língua Portuguesa - Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Universidade de São Paulo. São Paulo.
  • [10] OLIVEIRA, C. M. Caracterização do gênero chat através do aplicativo WhatsApp. In: 5º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação. 2013. Universidade Federal de Pernambuco. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2015.
  • [11] POLLARD, A. Increasing awareness and talk time through free messaging apps. English Teaching Forum. United States, v. 53, n. 1, p. 25-32. 2015.
  • [12] REIS, B. S. S. “Você tem WhatsApp?” Um estudo sobre a apropriação do aplicativo de celular por jovens universitários de Brasília. 2013. 79 f. Monografia (Comunicação social) - Faculdade de Comunicação da universidade de Brasília. Brasília.
Como citar:

BORGES, Kleiton; "AS VARIAÇÕES DA LÍNGUA PORTUGUESA NO ÂMBITO DO APLICATIVO WHATSAPP", p. 399-410 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-032

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações