Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ARQUITETURA INCLUSIVA: ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL

BERNARDES, Marina; MARTINS, Marcele Salles;

Artigo Completo:

O presente trabalho apresenta projeto arquitetônico de escola de educação infantil a ser implantada em cidade média do Sul do Brasil, em um vazio urbano central, próximo à Estação Rodoviária, integrando área de preservação permanente. O projeto possui como princípio a inclusão social, objetivando proporcionar espaços adequados às crianças com deficiência física, visual e auditiva. Aplica na totalidade a normativa de acessibilidade. O conceito está baseado no acolhimento, considerando pesquisas que apontam este fator significativo à permanência destas crianças na escola. A proposta de implantação irá refletir em uma composição formal semi-aberta, integrado ao exterior, permitindo diferentes estímulos aos usuários.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Espaço escolar, arquitetura inclusiva, escola de educação infantil,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-eneac2016-ACE05-1

Referências bibliográficas
  • [1] BALLARD, Keith. Inclusion, paradigms, power and participation. Towards inclusive schools, v. 7, 1995.
  • [2] BRITISH PSYCHOLOGICAL SOCIETY. Inclusive education: Position paper. UK: BPS. 200 Disponível em: Acesso em 23 de Março de 2015.
  • [3] CLARK, Catherine; DYSON, Alan; MILLWARD, Alan (Ed.). Towards inclusive schools?. David Fulton Pub, 1995.
  • [4] DISCHINGER, Marta; BINS ELY; Vera Helena Moro; BORGES, Monna Michelle Faleiros da Cunha. Manual de Acessibilidade Espacial para Escolas: o direito à escola acessível. Brasília: Ministério da Educação – Secretaria de Educação Especial, 2009.
  • [5] DOREA, Célia Rosângela Dantas. A arquitetura escolar como objeto de pesquisa em História da Educação. Educ. rev. Curitiba , n. 49, p. 161-181, Sept. 2013.
  • [6] DUARTE, Cristiane Rose de Siqueira ; COHEN, R. O Ensino da Arquitetura Inclusiva como Ferramenta par a Melhoria da Qualidade de Vida para Todos. In: PROJETAR 2003. (Org.).
  • [7] FOREST, Marsha; PEARPOINT, Jack C. Putting All Kids on the MAP. Educational Leadership, v. 50, n. 2, p. 26-31, 1992.
  • [8] FRAGO, Antônio Viñao, ESCOLANO, Augustin. Currículo, espaço e subjetividade: a arquitetura como programa. Rio de Janeiro: DP&A Editora, 2001.
  • [9] KOWALTOWSKI, Doris K. Arquitetura Escolar: O Projeto do Ambiente de Ensino. SãoPaulo: Oficina de Textos, 2011.
  • [10] ROUSE, Martyn; FLORIAN, Lani. Effective inclusive schools: a study in two countries. Cambridge Journal of Education, v. 26, n. 1, p. 71-85, 1996.
  • [11] SANTOS, Elza Cristina. Dimensão lúdica e arquitetura: o exemplo de uma escola de educação infantil na cidade de Uberlândia. São Paulo, 20 363p. Tese apresentada à Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.
Como citar:

BERNARDES, Marina; MARTINS, Marcele Salles; "ARQUITETURA INCLUSIVA: ESCOLA DE EDUCAÇÃO INFANTIL", p. 389-400 . In: Anais do VI Encontro Nacional de Ergonomia do Ambiente Construído & VII Seminário Brasileiro de Acessibilidade Integral [=Blucher Design Proceedings, v.2 n.7]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-eneac2016-ACE05-1

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações