Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

CALATRONE PAIVA, Rodrigo;

Artigo Completo:

O presente trabalho visa apresentar a Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP) especificamente no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras, expondo seu histórico e características em contraste com a ABP em outras áreas e na educação em geral. De início, o trabalho apresenta a situação atual de rara pesquisa nesta área no Brasil, o que se compõe principalmente de relatos de como professores organizam seus trabalhos com projetos ou de benefícios que este tipo de trabalho traria para o ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras, sem ter, contudo, o tema da ABP como foco principal de suas pesquisas e, talvez por esta razão, não se aprofundarem neste tema (WELP, 2011; KARNAL, 2013; PERUCHI, 2014; TUMOLO, 2015). Além destes, há outros trabalhos que tem a ABP no ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras como foco, mas se baseiam em trabalhos que não tratam do assunto especificamente para o ensino de línguas estrangeiras (LEFFA; IRALA, 2014) ou apenas começam a apresentar alguma referência da área (PESSOA, 2006). Então, o trabalho expõe um histórico da ABP e suas características na educação em geral (DEWEY, 1910; KILPATRICK, 1918; HERNÁNDEZ, 1998; ANTUNES, 2001; NOGUEIRA, 2001; FRANCO, 2008; NOGUEIRA, 2008; BENDER, 2014) e depois as características e conceitos no campo especifico do ensino-aprendizagem de línguas estrangeiras, além de seus benefícios para o ensino nesta área na atualidade (FRIED-BOOTH, 1982; STOLLER, 1997; BECKETT, 1999; EYRING, 2001; BECKETT, 2002; FRIED-BOOTH, 2002; BECKETT, 2005; BECKETT; SLATER, 2005; BECKETT; MILLER, 2006).

Artigo Completo:

Palavras-chave: Aprendizagem Baseada em Projetos; Ensino-Aprendizagem de Línguas Estrangeiras; Metodologia do Ensino de Línguas Estrangeiras,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-061

Referências bibliográficas
  • [1] BECKETT, G. H. Academic language and literacy socialization through project based instruction: ESL student perspectives and issues. Journal of Asian Pacific Communication, v. 15, n. 1, p. 191–206, 2005.
  • [2] ___. Project-based second and foreign education: theory, research, and practice. In: BECKETT, G.;MILLER, P. C. Project-based second and foreign education: past, present, and future. Greenwich: Information Age Publishing, 2006. p. 3-16.
  • [3] ___. Teacher and student evaluations of project-based instruction. TESL Canada Journal, v. 19, n. 2, p. 52-66, 2002.
  • [4] BECKETT, G. H.; MILLER, P. C. (ed.). Project-based second and foreign language education: past, present, and future. Greenwich: Information Age Publishing, 2006.
  • [5] BENDER, W. N. Aprendizagem baseada em projetos: educação diferenciada para o século XXI. Porto Alegre: Penso, 2014.
  • [6] BRASIL, I. S. ATEP: um jogo 3D persistente baseado em navegador para apoiar a aprendizagem baseada em projetos de operadores de sondas de perfuração de poços de petróleo terrestres. Dissertação (Mestrado em Ciência da Computação), Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, 2012.
  • [7] EYRING, J. L. Experiential and negotiated language learning. In: CELCE-MURCIA, M. Teaching English as a second or foreign language. 3 ed. Boston: Heinle, 2001. p. 333-344.
  • [8] FRANCO, E. K. Currículo por projetos: inovação no ensinar e aprender na educação superior. Dissertação (Mestrado em Educação), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 200
  • [9] FRIED-BOOTH, D. Project Work. 2 ed. New York: Oxford University Press, 2002.
  • [10] GOULART, L. B. Alunos e professores fazendo geografia: a rede ressignificando informações. Tese (Doutorado em Geografia), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.
  • [11] HAMERMULLER, D. O. Possibilidades e limites do exercício da autonomia dos estudantes na UFPR Litoral: os projetos de aprendizagem em foco. Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 20
  • [12] HERNÁNDEZ, F. Transgressão e mudança na educação: os projetos de trabalho. Artmed, 1998.
  • [13] JORDÃO, C. Epistemofagia transformadora: saberes locais e inclusão no ensino superior brasileiro. Educação em Revista, v. 27, n. 2, p. 249-276, 2011.
  • [14] KARNAL, A. R. O uso do e-board no ensino de inglês como L2/LF. Texto Livre, v. 6, n. 2, p. 56-66, 2013.
  • [15] KILPATRICK, W. H. The project method. Teachers College Record, v. 19, n. 1, p. 319-335, 1918.
  • [16] KRASHEN, S. Second language acquisition and second language learning. Oxford: Pergamon Press, 1981.
  • [17] LEFFA, V. J.; IRALA, V. B. O ensino de outra(s) língua(s) na contemporaneidade: questões conceituais e metodológicas. In: LEFFA, V. J.; IRALA, V. B. Uma espiadinha na sala de aula: ensinando línguas adicionais no Brasil. Pelotas: Educat, 2014. p. 21-48.
  • [18] NOGUEIRA, N. R. Pedagogia dos projetos: uma jornada interdisciplinar rumo ao desenvolvimento das múltiplas inteligências. 6. ed. São Paulo: Érica, 2001.
  • [19] ___. Pedagogia dos projetos: etapas, papéis e atores. 4. ed. São Paulo: Érica, 2008.
  • [20] PACHECO, J.; PACHECO, M. A avaliação da aprendizagem na Escola da Ponte. Rio de Janeiro: Wak, 2012.
  • [21] PADILHA, C. J. Análise da utilização de projetos de aprendizagem no ensino de ciências da natureza nos anos iniciais das escolas municipais do município de Boa Vista – RR. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências e Matemática), Universidade Luterana do Brasil, Canoas, 2011.
  • [22] PAZELLO, E. Pedagogia de projetos e o ensino de inglês como língua estrangeira moderna em escola regular de 5ª a 8ª séries: convicção ou modismo? Dissertação (Mestrado em Letras), Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005.
  • [23] PERUCHI, R. “Just google it”: a internet como ferramenta metodológica complementadora do livro didático para o desenvolvimento do foco na forma em wh-questions. Educação, Artes e Inclusão, v. 9, n. 1, p. 147-164, 2014.
  • [24] PESSOA, R. R. Análise de uma experiência de sala de aula com projetos de aprendizagem de língua. the ESPecialist, v. 27, n. 2, p. 147-168, 2006.
  • [25] STOLLER, F. Establishing a theoretical foundation for project-based learning in second and foreign language contexts. In: BECKETT, G. H.;MILLER, P. C. Project-based second and foreign language education: past, present, and future. Greenwich: Information Age Publishing, 2006. p. 19-40.
  • [26] ___. Project Work: a means to promote language content. English Teaching Forum, v. 35, n. 4, p. 2-9, 37, 1997.
  • [27] TUMOLO, C. H. S. Histórias digitais como recurso para ensino/aprendizagem de inglês como língua estrangeira. Estudos Anglo Americanos, v. 1, n. 43, p. 101-117, 2015.
  • [28] VAN LIER, L. Foreword. In: BECKETT, G.;MILLER, P. C. Project-based second and foreign language education: past, present, and future. Greenwich: Information Age Publishing, 2006. p. xi-xvi.
  • [29] WELP, A. K. D. S. Construção de programa de disciplina de língua inglesa para o curso de graduação em Letras. Cadernos do IL, v. único, n. 42, p. 64-82, 2011.
Como citar:

CALATRONE PAIVA, Rodrigo; "APRENDIZAGEM BASEADA EM PROJETOS NO ENSINO-APRENDIZAGEM DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS", p. 780-791 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-061

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações