Poster Completo - Open Access.

Idioma principal

APLICAÇÃO DO DESIGN SOCIAL EM CONTEXTOS DE REGENERAÇÃO URBANA: ESTUDO DE CASO NO BAIRRO SERRINHA, EM FORTALEZA

Macambira, Filipe Garcia; Silva, Anna Lúcia dos Santos Vieira e; Oliveira, Emilio Augusto Gomes de; Sousa, Carlos Eugenio Moreira de; Viana, Adson Pinheiro Queiroz;

Poster Completo:

O Design Social tem se apresentado como uma área do conhecimento transversal e interdisciplinar, cujo um dos objetivos é melhorar a integração do homem com seu ambiente. No âmbito social, o design pode atuar como uma ferramenta estratégica que busca soluções colaborativas, direcionadas a novas possibilidades de qualificação e solução de demandas coletivas (MARGOLIN, 2004). Diante disso, este trabalho tem como objetivo avaliar o papel estratégico da atuação do design social como norteador de ações no bairro Serrinha, em Fortaleza, com o intuito de transformar a realidade urbana e social. As diversas camadas de complexidade relacionadas à falta de saneamento básico, alagamentos periódicos e o hábito de descarte de resíduos sólidos em um espaço público deste assentamento informal, denotam as principais problemáticas que definem a situação da comunidade. Por meio de mutirões mensais, fundamentados na pesquisa-ação (TRIPP, 2005; TOLEDO e JACOBI, 2013) um grupo de professores e alunos das áreas de Design, Arquitetura, Urbanismo e Ciências Sociais, somados a outras nove instituições públicas, privadas e não governamentais, se unem à comunidade com o intuito de reverter a situação. A partir do diagnóstico da ausência de vínculo e pertencimento dos moradores do bairro em relação à área estudada, é identificada a necessidade de uma construção de lugar (DUARTE, 2002). Com o esforço coletivo e participativo em descrever e reconhecer as problemáticas locais, dá-se início a um processo de regeneração por meio de uma série de iniciativas táticas (CERTEAU, 2000) responsáveis pela modificação efetiva do uso do espaço e de sua configuração. O design tem um papel fundamental nesse processo, quando o “lixão” se transforma, ao longo de um ano, em uma praça. A aplicação de dispositivos estratégicos como, por exemplo, os calendários de coleta de lixo, elaborados com imagens de moradores, trazem à realidade o intuito de estabelecer um vínculo de identidade com o projeto e com o próprio espaço. O design também é responsável pelo gerenciamento das ações, informações e conexões entre os diferentes envolvidos. A inclusão da comunidade no processo resolutivo fez com que as soluções para seu próprio benefício repercutissem em autonomia e sustentabilidade urbana. O projeto é concluído com uma proposta executiva que contém soluções de infraestrutura verde, com foco no saneamento e drenagem pluvial, acolhido pela prefeitura municipal para ser executado em 2016. Pode-se concluir que o projeto foi eficiente diante do desenvolvimento e regeneração do espaço, o bem-estar para a comunidade e referências metodológicas para futuras intervenções em contextos sociais similares.

Poster Completo:

Palavras-chave: Design Social, Regeneração Urbana, Teoria Geral dos Sistemas.,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0469

Referências bibliográficas
  • [1] BUCKLEY, WALTER, A Sociologia e a Moderna Teoria dos Sistemas. São Paulo, Editora Cultrix, Editora da Universidade de São Paulo, 197 307 p.
  • [2] CARDOSO, Rafael. Design para um mundo complexo. Cosac Naify, 201
  • [3] CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria Geral da Administração. 4ª Edição, Ed. Makron Books.
  • [4] DUARTE, Fábio. Crise das Matrizes Espaciais: arquitetura, cidades, geopolítica e tecnocultura. São Paulo: Perspectiva, 2002.
  • [5] GURAN, Milton. Documentação Fotográfica e Pesquisa Científica: Notas e Reflexões. Prêmio Funart Marc Ferrez de Fotografia, 2012.
  • [6] RANCIÈRE, Jacques. O Espectador Emancipado. Trad. de Daniele Avila – Questão de Crítica, 2008. Disponível em . Acesso em 29 abril de 2013.
  • [7] REZENDE, Denis Alcies; ABREU, Aline França de. Tecnologia da Informação Aplicada a Sistemas de Informação Empresariais. 3ª Edição, Editora Atlas.
  • [8] SCHON, Donald A. Educando o profissional Reflexivo. Um novo design para o ensino e aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, 2000.
  • [9] TONET, Fernando. Reconfigurações do constitucionalismo: Evolução e modelos constitucionais sistêmicos na pós-modernidade. Editora Lumen Juris.Rio de Janeiro - 2013.
  • [10] TRIPP, David. Pesquisa Ação: uma Introdução Metodológica. Trad. Lélio Lourenço de Oliveira. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, set./dez. 2005.
  • [11] VIEIRA, Jorge de Albuquerque. Ontologia Sistêmica e Complexidade. Formas de conhecimento e arte: arte e ciência uma visão a partir da complexidade. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2008ª. 108p.
Como citar:

Macambira, Filipe Garcia; Silva, Anna Lúcia dos Santos Vieira e; Oliveira, Emilio Augusto Gomes de; Sousa, Carlos Eugenio Moreira de; Viana, Adson Pinheiro Queiroz; "APLICAÇÃO DO DESIGN SOCIAL EM CONTEXTOS DE REGENERAÇÃO URBANA: ESTUDO DE CASO NO BAIRRO SERRINHA, EM FORTALEZA", p. 5470-5476 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0469

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações