setembro 2018 vol. 1 num. 5 - XXII Congresso Brasileiro de Engenharia Química

Pôster - Open Access.

Idioma principal

ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS EM ÁGUA DE POÇO SUBTERRÂNEO NO MUNICÍPIO DE MINAS NOVAS - MG

ESTEVES, A; SANTOS, L. T; FRANCO, D. V; AMARAL, T. N;

Pôster:

O município de Minas Novas (MG) vem enfrentando períodos de escassezde água. A população opta, em muitos casos, pela perfuração de poço artesiano.Alguns destes poços perfurados apresentam coloração indesejada. Logo, torna-senecessário analisar a qualidade da água do poço. Nesse trabalho, foram analisadasamostras a partir de duas coletas distintas. Os parâmetros analisados foram: teor deferro e manganês, concentração de íons, pH e condutividade elétrica. A partir dosresultados e das características dos íons metálicos ferro e manganês, foi possívelatestar que o íon ferro é o responsável pela coloração indesejada da água. 

Pôster:

Palavras-chave: ,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/cobeq2018-PT.0073

Referências bibliográficas
  • [1] AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION – APHA. Standard methods for the examination of wateEithr and wastewater. 20 ed. Washington: APHA, 1998, 937p. BRASIL. Ministério da Saúde: Portaria nº 2.914, de 12 de Dezembro de 201 Brasília, DF. CUSTÓDIO E, LLAMAS MR, Hidrologia Subterrânea. Barcelona: Omega. 1983. HEM JD, Study and Interpretation of the chemical characteristics of natural water. Geological Survey Water- Suply Paper. n. 2254, p1- 263. 1985. LEITE R, CABRAL J, MOUTINHO J, TADEU J, BARBOUR R, Determinação das concentrações de ferro, manganês, chumbo, alumínio e mercúrio na água dos bebedouros do campus Salvador do instituto federal da Bahia. CONNEPI 2010. MAGALHÃES VS, Hidroquímica e qualidade das águas superficiais e subterrâneas em áreas sob influência de lavras pegmatíticas nas bacias dos córregos Água Santa e Palmeiras, Município de Coronel Murta (MG). 2006. 109f. Dissertação (Mestrado em Geologia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte. OLIVEIRA DA, SCHMIDTG, FREITAS DM, Avaliação do Teor de Íons ferro em Águas Subterrâneas de Alguns Poços Tubulares, no Plano Diretor de Palmas-To. Palmas: Universidade Federal do Tocantins – UFT. 2003. PEDROSA CA, CAETANO FA, Águas Subterrâneas. ANA - Superintendência de Informações Hidrológicas – SIH. Brasília, Agosto/2002, 85 p. PESSOA, M. D.; et al. Províncias hidrogeológicas adotadas para o mapa hidrogeológico do Brasil na escala 1:2500000. Anais do 1° congresso brasileiro de águas subterrâneas – Recife (Pe), novembro de 1980, p. 461-473. PICANÇO FE, LOPES EC & SOUZA EL, Fatores responsáveis pela ocorrência de íons ferro em águas subterrâneas da região metropolitana de Belém/PA. ABAS. São Paulo, 1988. PORTAL BRASIL. Oito municípios são reconhecidos em situação de emergência. Abril/2017. SALVE PR, MAURYAA, KUMBHARE PS, RAMTEKE DS, WATE SR, Assessment of Groundwater Quality with Respect to Fluoride. Bull Environ Contam Toxicol. 81:289–293. 2008.
Como citar:

ESTEVES, A; SANTOS, L. T; FRANCO, D. V; AMARAL, T. N; "ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS EM ÁGUA DE POÇO SUBTERRÂNEO NO MUNICÍPIO DE MINAS NOVAS - MG", p. 233-236 . In: . São Paulo: Blucher, 2018.
ISSN 2359-1757, DOI 10.5151/cobeq2018-PT.0073

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações