Pôster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DAS INTERNAÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR ESPINHA BÍFIDA NO BRASIL, ESTUDO DE 2008 A 2019

ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DAS INTERNAÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR ESPINHA BÍFIDA NO BRASIL, ESTUDO DE 2008 A 2019

Pinto, Renata Machado; Silva Júnior, Weldes Francisco da ; Oliveira, Lara Gonzaga ; Cordeiro, Ana Clara da Cunha e Cruz ; Teixeira, Dayanne Cardoso ; Barbosa, Anna Maria Andrade; Cirilo, Maria Vitória da Silva Paula; Souza, Cristiane Simões Bento de ;

Pôster:

Justificativa

A espinha bífida(EB) é umaanomalia congênita do tubo neural, caracterizada pelo fechamento incompleto dacoluna vertebral. Se não tratada pode levar a graves complicações, o que tornaseu estudo relevante

Objetivo(s)

Analisarepidemiologicamente as internações por EB em crianças e adolescentes, entre2008-2019, no Brasil.

Método(s)

Estudo observacionalecológico com dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS. Analisou-seo número de internações por EB, no Brasil e por região dejaneiro/2008-dezembro/2019; com delimitação de sexo e faixa etária(zero-19anos).

Resultado(s)

As internações por EBneste período totalizaram 11443, com média anual de 951 internações. A regiãoNordeste foi mais prevalente(44,27%) e a região Norte, apesar de ocupar a 4ªposição na prevalência das internações, apresentou a maior taxa de mortalidadede 2009-2019, sendo que em 2011 a taxa de mortalidade foi 5,1 vezes maior que abrasileira. Ademais, o Nordeste destaca-se por manter-se abaixo da médianacional, exceto nos anos de 2014-2017 em que a média foi acima, mas com baixavariância. A faixa etária mais acometida é a menor de 1 ano(60,96%), seguidadas faixas etárias superiores, sendo a de 15 a 19 anos(3,37%) a menos prevalente.A prevalência foi de 51% no sexo feminino e 49% no masculino.

Conclusão(ões)

Verificou-se que, apesarde maior prevalência no Nordeste, a mortalidade das crianças afetadas é maisalarmante no Norte. Verificou-se ainda maior prevalência de casos por EB emcrianças menores de um ano. Indica-se a importância do desenvolvimento depolíticas públicas na redução da incidência de EB.

Pôster:

Justificativa

A espinha bífida(EB) é umaanomalia congênita do tubo neural, caracterizada pelo fechamento incompleto dacoluna vertebral. Se não tratada pode levar a graves complicações, o que tornaseu estudo relevante

Objetivo(s)

Analisarepidemiologicamente as internações por EB em crianças e adolescentes, entre2008-2019, no Brasil.

Método(s)

Estudo observacionalecológico com dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS. Analisou-seo número de internações por EB, no Brasil e por região dejaneiro/2008-dezembro/2019; com delimitação de sexo e faixa etária(zero-19anos).

Resultado(s)

As internações por EBneste período totalizaram 11443, com média anual de 951 internações. A regiãoNordeste foi mais prevalente(44,27%) e a região Norte, apesar de ocupar a 4ªposição na prevalência das internações, apresentou a maior taxa de mortalidadede 2009-2019, sendo que em 2011 a taxa de mortalidade foi 5,1 vezes maior que abrasileira. Ademais, o Nordeste destaca-se por manter-se abaixo da médianacional, exceto nos anos de 2014-2017 em que a média foi acima, mas com baixavariância. A faixa etária mais acometida é a menor de 1 ano(60,96%), seguidadas faixas etárias superiores, sendo a de 15 a 19 anos(3,37%) a menos prevalente.A prevalência foi de 51% no sexo feminino e 49% no masculino.

Conclusão(ões)

Verificou-se que, apesarde maior prevalência no Nordeste, a mortalidade das crianças afetadas é maisalarmante no Norte. Verificou-se ainda maior prevalência de casos por EB emcrianças menores de um ano. Indica-se a importância do desenvolvimento depolíticas públicas na redução da incidência de EB.

Palavras-chave: -,

Palavras-chave: -,

DOI: 10.5151/sabara2020-62

Referências bibliográficas
  • [1] -
Como citar:

Pinto, Renata Machado; Silva Júnior, Weldes Francisco da ; Oliveira, Lara Gonzaga ; Cordeiro, Ana Clara da Cunha e Cruz ; Teixeira, Dayanne Cardoso ; Barbosa, Anna Maria Andrade; Cirilo, Maria Vitória da Silva Paula; Souza, Cristiane Simões Bento de ; "ANÁLISE EPIDEMIOLÓGICA DAS INTERNAÇÕES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR ESPINHA BÍFIDA NO BRASIL, ESTUDO DE 2008 A 2019", p. 62 . In: Anais do 5º Congresso Internacional Sabará de Saúde Infantil. São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7282, DOI 10.5151/sabara2020-62

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações