Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

ANÁLISE DO GOOGLE SITES COMO UMA PLATAFORMA OPEN PARA A GESTÃO DE PROJETOS DE EQUIPES DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA

Affonso, Cláudia Andressa Cruz; Amaral, Daniel Capaldo;

Artigo Completo:

O Processo de Desenvolvimento de Produtos (PDP) por meio de colaboração aberta em comunidades de projetistas e usuários, em um regime copyleft e rede peer to peer virtual caracteriza o fenômeno denominado Open Source Design (OSD). As comunidades que aderem a este fenômeno disponibilizam um conjunto de informações capazes de permitir a fabricação remota em que o usuário pode construir o seu produto, ao invés de um sistema produtivo específico previamente definido, como no desenvolvimento tradicional. A tangibilidade e a distância física entre desenvolvedores impõem barreiras à colaboração aberta e peer to peer, mas avanços como a tecnologia de impressão 3D fez surgir plataformas virtuais, mais especificamente, plataformas open (abertas), para o compartilhamento de arquivos tornando esta realidade possível. O presente estudo analisou a plataforma Google Sites como um meio para introduzir os conceitos de OSD na aprendizagem baseada em problemas (Problem-Based Learning – PBL) em equipes de estudantes de engenharia. O objetivo consistiu em identificar e analisar as propriedades da plataforma Google Sites consideradas pelas equipes de projetos como críticas para o sucesso de um gerenciamento de projetos em uma plataforma aberta. O estudo foi conduzido em equipes de estudantes de Engenharia de Produção em uma disciplina de PDP. A percepção dos integrantes das equipes foi mensurada por meio de um questionário aplicado individualmente no qual se analisou as propriedades da plataforma previstas pela teoria. As respostas individuais dos membros das seis equipes foram analisadas por meio do índice de concordância e foi realizada uma verificação se as propriedades identificadas entre os estudantes se aproximavam daquelas previstas em plataformas open. Entre as propriedades, o índice de concordância foi forte para: a apresentação do projeto e versionamento. Enquanto a padronização das informações, estrutura do produto, papéis de competências, gerenciador de arquivos, imprecisão no trabalho cooperativo e ambiente controlado tiveram concordância moderada.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Colaboração, Plataforma, Open Source Design, Desenvolvimento de Produtos, Problem-Based Learning,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/cbgdp2017-112

Referências bibliográficas
  • [1] AFFONSO, C. A. C.; AMARAL, D. C. Boundary objects in Open Source Design: experiences from OSE community. International Conference on Engineering Design 2015, ICED 2015. Milan, Italy, 2015a.
  • [2] AFFONSO, C. A. C.; AMARAL, D. C. Caracterização de repositórios como Boundary Objects para comunidades Open Source Design. In: Congresso Brasileiro de Gestão da Inovação e Desenvolvimento de Produtos, 2015, Itajubá. 10⁰CBGDP (Congresso Brasileiro de Gestão da Inovação e Desenvolvimento de Produtos), 2015b.
  • [3] ATKINSON, P.. Do it yourself: Democracy and design. Journal of Design History, v.19, n.1, p.1–10, 2006.
  • [4] BANKS, J. Adding value in additive manufacturing: Researchers in the United Kingdom and Europe look to 3D printing for customization. IEEE Pulse, v. 4, n.6, p. 22–26, 2013.
  • [5] BEM, G. M., PUPO, R. T., PEREIRA, A. T. C. . Additive manufacturing as a social inclusion tool. In Green Design, Materials and Manufacturing Processes - Proceedings of the 2nd International Conference on Sustainable Intelligent Manufacturing, SIM , p.63–66, 2013.
  • [6] BENKLER, Y. The wealth of networks: how social production transforms markets and freedom. Yale University Press: New Haven and London, 200
  • [7] BONVOISIN, J., BOUJUT, J. F. Open design platforms for open source product development: current state and requirements. In Innovation and Creativity, Proceedings of the 20th International Conference on Engineering Design,v. 8, p. 11-22, 2015.
  • [8] BOUDREAU, K. Open platform strategies and innovation: Granting access vs. Devolving control. Management Science, v. 56, n. 10, p. 1849-1872, 2010.
  • [9] CARLILE, P.R.A Pragmatic View of Knowledge and Boundaries. Organization Science,
  • [10] 2002.
  • [11] DIMITROV , D., SCHREVE , K., BEER , N. DE. Advances in three dimensional printing – state of the art and future perspectives. Rapid Prototyping Journal, 2006.
  • [12] FJELDSTED, A.et al. Open source development of tangible products. In: DS 71: Proceedings of NordDesign 2012, the 9th NordDesign conference, Aarlborg University, Denmark. 22-24.08. 20 20
  • [13] GALDZICKI, M.et al. The Synthetic Biology Open Language (SBOL) provides a community standard for communicating designs in synthetic biology. Nature biotechnology, v. 32, n. 6, p. 545-550, 2014.
  • [14] HANSEN, J. D. Using problem-based learning in accounting. Journal of Education for Business, v. 81, n. 4, p. 221-224, 2006.
  • [15] ILAN, Z. B. From Economy of Commodities to Economy of Ideas: Hardware as Social Medium. Design Management Review. v.22, n. 3, p.: 44–53, 2011.
  • [16] JONG, J.; BRUIJN, E. Innovation Lessons From 3-D Printing. MIT Sloan Management Review, v.54, n.2, p.43-52, 2013.
  • [17] LIN, Yen-Ting et al. A cloud-based learning environment for developing student reflection abilities. Computers in Human Behavior, v. 32, p. 244-252, 2014.
  • [18] LIU, D. T; XU, X. W. A review of web-based product data management systems. Computers in industry, v. 44, n. 3, p. 251-262, 2001.
  • [19] MÜLLER-SEITZ, G., REGER, G. Networking beyond the software code? an explorative examination of the development of an open source car project. Technovation, v. 30, n. 11-12, p. 627–634, 2010.
  • [20] PINFIELD, S.et al. Open‐access repositories worldwide, 2005–2012: Past growth, current characteristics, and future possibilities. Journal of the association for information science and technology, v. 65, n. 12, p. 2404-2421, 2014.
  • [21] ROZENFELD, H. et al. Gestão de Desenvolvimento de Produtos: uma referência para a melhoria do processo. São Paulo: Saraiva, 2006. 542 p.
  • [22] SAVERY, J. R. Overview of problem-based learning: Definitions and distinctions. Essential readings in problem-based learning: Exploring and extending the legacy of Howard S. Barrows, p. 5-15, 2015.
  • [23] STAR, S. L.. This is not a boundary object: Reflections on the origin of a concept. Science, Technology, & Human Values, v. 35, n. 5, p. 601-617, 2010.
  • [24] SZYKMAN, S. et al. Design repositories: engineering design's new knowledge base. IEEE Intelligent Systems and Their Applications, v. 15, n. 3, p. 48-55, 2000.
  • [25] WEST, J. How open is open enough? Melding proprietary and open source platform strategies. Research policy, v. 32, n. 7, p. 1259-1285, 2003.
  • [26] YEW, Elaine HJ; SCHMIDT, Henk G. What students learn in problem-based learning: A process analysis. Instructional Science, v. 40, n. 2, p. 371-395, 2012.
Como citar:

Affonso, Cláudia Andressa Cruz; Amaral, Daniel Capaldo; "ANÁLISE DO GOOGLE SITES COMO UMA PLATAFORMA OPEN PARA A GESTÃO DE PROJETOS DE EQUIPES DE ESTUDANTES DE ENGENHARIA", p. 1068-1077 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/cbgdp2017-112

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações