Dezembro 2020 vol. 7 num. 3 - VIII Simpósio de Engenharia de Produção

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ANÁLISE DE CLIMA ORGANIZACIONAL EM EMPRESAS ATUANTES NO SETOR DE SERVIÇOS DO SERTÃO CENTRAL: UMA ANÁLISE MULTICASO NA CIDADE DE SALGUEIRO-PE

ANÁLISE DE CLIMA ORGANIZACIONAL EM EMPRESAS ATUANTES NO SETOR DE SERVIÇOS DO SERTÃO CENTRAL: UMA ANÁLISE MULTICASO NA CIDADE DE SALGUEIRO-PE

Carvalho, Emanuela de Fátima; Souza, Éverton Crístian Rodrigues de; Santos, Rafaela Torres Dos; Patriota, Lívia Jordana Gois e Silva; Carmo, Maria Fernanda Angelo do;

Artigo completo:

O setor de serviços nos últimos tempos tem crescido de forma considerável e ampliado sua importância no contexto econômico nacional. No entanto, foi classificado como um setor de baixa produtividade (IPEA, 2015). Considerando o argumento de Luz (2001), em que o clima organizacional constitui um elemento capaz de influenciar na satisfação, motivação e produtividade dos colaboradores de uma empresa, essa pesquisa teve como objetivo analisar o clima organizacional de três empresas atuantes no setor de serviços do sertão central. De cunho descritivo e abordagem qualitativa, três organizações constituíram o ambiente de pesquisa, duas empresas que prestam serviços de contabilidade e uma agência bancária. O método escolhido para a obtenção de dados foi o levantamento, realizado pela aplicação de um questionário desenvolvido por Bispo (2006), o qual pode ser considerado um modelo inovador de pesquisa de clima organizacional, aplicável em empresas de qualquer ramo de atuação, tanto públicas quanto privadas. Verificou-se a satisfação dos colaboradores a respeito de aspectos internos e externos ao ambiente organizacional e identificados os elementos causadores de insatisfação entre os indivíduos incluídos na amostra. Foram poucos os aspectos internos e externos ao ambiente organizacional causadores de insatisfação entre os colaboradores das empresas analisadas. O único elemento interno que se apresentou como promotor de insatisfação entre os colaboradores foi o aspecto assistência aos funcionários. Quanto aos elementos externos indicaram: time de futebol, política e economia e segurança pública.

Artigo completo:

O setor de serviços nos últimos tempos tem crescido de forma considerável e ampliado sua importância no contexto econômico nacional. No entanto, foi classificado como um setor de baixa produtividade (IPEA, 2015). Considerando o argumento de Luz (2001), em que o clima organizacional constitui um elemento capaz de influenciar na satisfação, motivação e produtividade dos colaboradores de uma empresa, essa pesquisa teve como objetivo analisar o clima organizacional de três empresas atuantes no setor de serviços do sertão central. De cunho descritivo e abordagem qualitativa, três organizações constituíram o ambiente de pesquisa, duas empresas que prestam serviços de contabilidade e uma agência bancária. O método escolhido para a obtenção de dados foi o levantamento, realizado pela aplicação de um questionário desenvolvido por Bispo (2006), o qual pode ser considerado um modelo inovador de pesquisa de clima organizacional, aplicável em empresas de qualquer ramo de atuação, tanto públicas quanto privadas. Verificou-se a satisfação dos colaboradores a respeito de aspectos internos e externos ao ambiente organizacional e identificados os elementos causadores de insatisfação entre os indivíduos incluídos na amostra. Foram poucos os aspectos internos e externos ao ambiente organizacional causadores de insatisfação entre os colaboradores das empresas analisadas. O único elemento interno que se apresentou como promotor de insatisfação entre os colaboradores foi o aspecto assistência aos funcionários. Quanto aos elementos externos indicaram: time de futebol, política e economia e segurança pública.

Palavras-chave: Clima Organizacional. Serviços. Produtividade,

Palavras-chave: Clima Organizacional. Serviços. Produtividade,

DOI: 10.5151/viisimep-315602

Referências bibliográficas
  • [1] BERGAMINI, Cecília Whitaker. Motivação nas Organizações: 5ª ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008.
  • [2] BISPO, Carlos Alberto Ferreira. Um novo modelo de pesquisa de clima organizacional.
  • [3] Prod. [online]. 2006, vol.16, n.2, pp.258-27
  • [4] BIEGELMEYER, Uiliam; DALBERTO, Mikael; CRACO, Tânia; CAMARGO, Maria Emília; CRUZ,
  • [5] Márcia Rohr da; BERNARDI, Flávia Camargo; FERNANDES, Alice Muniz. Fatores Internos e
  • [6] Externos Influenciam o Clima Organizacional. Revista Espacios, 2015.
  • [7] CARVALHO, Antônio Vieira de; SERAFIM, Oziléia Clen Gomes. Administração de recursos
  • [8] humanos. Vol. II. São Paulo: Ed. Pioneira, 2002.
  • [9] CERVO, Amado Luiz; BERVIAN, Pedro Alcino; SILVA, Roberto da. Metodologia Cientifica - 6ª
  • [10] Ed. 2007. Pearson Education – Br, 2007.
  • [11] CHIAVENATO, Idalberto. Administração: teoria, processo e prática. 4. Ed. Rio de Janeiro:
  • [12] Elsevier, 2008.
  • [13] DESLANDES, Suely Ferreira. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.
  • [14] ELTON, Chester; GOSTICK, Adrian. O Princípio do Reconhecimento. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.
  • [15] GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008
  • [16] GOLEMAN, Daniel; BOYATZIS, Richard; MCKEE, Annie. O poder da inteligência emocional: a
  • [17] experiência de liderar com sensibilidade e eficácia. Rio de Janeiro: Campus, 2002.
  • [18] GOMES, Duarte. Cultura organizacional: comunicação e identidade. Coimbra: Quarteto Editora, 2003.
  • [19] GONÇALVES, Paulo José. Apostila Síntese Motivação. Rio de Janeiro. (2003).
  • [20] IPEA. Produtividade no Brasil: desempenho e determinantes. 2015.
  • [21] KOTLER, Philip. Administração de marketing, 2008.
  • [22] LUZ, Janine Pacheco da. Metodologia para análise de clima organizacional: um estudo de caso para o
  • [23] Banco do Estado de Santa Catarina. Tese (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de
  • [24] Produção da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2001.
  • [25] LUZ, Ricardo Silveira. Gestão do clima organizacional: proposta de critérios para metodologia de
  • [26] diagnóstico, mensuração e melhoria. Estudo de caso em organizações nacionais e multinacionais
  • [27] localizadas na cidade do Rio de Janeiro. Tese (Mestrado) – Curso de Mestrado em Sistemas de Gestão da
  • [28] Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2003.
  • [29] MARRAS, Jean Pierre. Administração da Remuneração. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2002.
  • [30] MARTINEZ, Maria Carmen. As relações entre a satisfação com aspectos psicossociais no trabalho e a
  • [31] saúde do trabalho. Dissertação de mestrado apresentada ao departamento de saúde pública da
  • [32] Universidade de São Paulo. 2002.
  • [33] MAXIMIANO, Antonio Cesar Amaru. Introdução à Administração. 7ª. ed. São Paulo: Atlas, 2010.
  • [34] MOREIRA, Daniel Augusto. Administração da produção e operações. 2ª edição, 2008.
  • [35] O’ DONNELL, Ken. Valores Humanos no Trabalho. São Paulo: Gente, 2006.
  • [36] PIRES, Nilton. A motivação e satisfação organizacional como fatores essenciais de conquista de melhores
  • [37] resultados empresariais: estudo de caso no Hotel Marine Club Beach Resort. Boa Vista: Universidade do
  • [38] Mindelo, 2014.
  • [39] ROBBINS, Stephen Paul. Administração: mudanças e perspectivas. São Paulo: Saraiva, 2000.
  • [40] ROBBINS, Stephen Paul. Comportamento organizacional. 11.ed. São Paulo: Prentice Hall, 2002.
  • [41] SÁ, Kátia de. Motivação dos contadores em seu ambiente de trabalho: Aplicação da teoria dos dois fatores
  • [42] de Frederick Herzberg. TCC (Graduação) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro
  • [43] Socioeconômico. Curso de Ciências Contábeis. 2009.
  • [44] SANTANA, Talyhane Pires. Motivação no serviço público municipal: um estudo de caso feito à luz da
  • [45] Teoria de Frederick Herzberg. Dissertação da Universidade Federal da Bahia. Salvador/2011.
  • [46] SPECTOR, Paul E. Psicologia nas organizações. São Paulo: Saraiva, 2003.
  • [47] TEIXEIRA, Gilnei Mourão. Gestão Estratégica de pessoas. Rio de Janeiro: FGV,
  • [48] 2005.
  • [49] TORRES, Noel Júnior; LOPES; Ana Lúcia Miranda Lopes. produtividade em serviços: uma análise à luz
  • [50] da revisão sistemática de literatura. Revista Produção Online, Florianópolis, SC, v.13, n. 1, p. 318-350,
  • [51] jan./mar. 2013.
  • [52] URDAN, Flávio Torres; URDAN, André Torres. Gestão do composto de marketing. Editora Atlas. São
  • [53] Paulo – 2013.
  • [54] WADA, Haruo. Gestão do trabalho: nova mentalidade. Folha de Londrina, Londrina, 28 jan 2002.
  • [55] WAGNER III, John A. Comportamento organizacional. São Paulo: Saraiva 2002.
Como citar:

Carvalho, Emanuela de Fátima; Souza, Éverton Crístian Rodrigues de; Santos, Rafaela Torres Dos; Patriota, Lívia Jordana Gois e Silva; Carmo, Maria Fernanda Angelo do; "ANÁLISE DE CLIMA ORGANIZACIONAL EM EMPRESAS ATUANTES NO SETOR DE SERVIÇOS DO SERTÃO CENTRAL: UMA ANÁLISE MULTICASO NA CIDADE DE SALGUEIRO-PE", p. 910-925 . In: Anais do VIII Simpósio de Engenharia de Produção . São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/viisimep-315602

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações