Dezembro 2020 vol. 7 num. 3 - VIII Simpósio de Engenharia de Produção

Artigo completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ANÁLISE DA ELASTICIDADE DA GASOLINA NO SUDESTE DO BRASIL NO PERÍODO DE 2012 A 2019

ANÁLISE DA ELASTICIDADE DA GASOLINA NO SUDESTE DO BRASIL NO PERÍODO DE 2012 A 2019

Albuquerque, Evra; Matos, Luiz Fernando; Souza, Márcia; Santos, Daiane Rodrigues dos;

Artigo completo:

A gasolina é o mais importante dos combustíveis derivados de petróleo do mundo, ela é utilizada na maior parte dos veículos de pequeno porte e, no Brasil, em especial no Sudeste – região que possui maior PIB e maior frota de veículos do país esta realidade não é diferente. Responsável por 37% do mercado de combustíveis no país (dados ANP - 2019) e com o preço fortemente influenciado pelo valor do barril de petróleo e da desvalorização do dólar na comparação com o real, alterações no preço deste combustível afetam diretamente o bolso das famílias. Desde 2016, a Petrobras, principal produtora de gasolina no país passou a atrelar o preço dos derivados, incluindo a gasolina, àqueles praticados no mercado internacional. A mudança na política de preços da Petrobras modificou a estrutura de preços do mercado de combustíveis no país, pois apesar de não ser monopólio, a empresa detém a maior parcela do mercado e seus preços acabam por definir os preços do mercado brasileiro. Apesar do crescimento cada vez maior do mercado de biocombustíveis e, consequentemente, a ampliação das possibilidades de fontes de energia, a gasolina ainda é um bem de grande relevância. Com a entrada dos veículos flexfuel em 2005 a elasticidade preço-demanda da gasolina foi modificada, apesar de possuir uma baixa elasticidade, já é possível perceber uma mudança no comportamento do consumidor em relação à demanda, que antes era inelástica.

Artigo completo:

A gasolina é o mais importante dos combustíveis derivados de petróleo do mundo, ela é utilizada na maior parte dos veículos de pequeno porte e, no Brasil, em especial no Sudeste – região que possui maior PIB e maior frota de veículos do país esta realidade não é diferente. Responsável por 37% do mercado de combustíveis no país (dados ANP - 2019) e com o preço fortemente influenciado pelo valor do barril de petróleo e da desvalorização do dólar na comparação com o real, alterações no preço deste combustível afetam diretamente o bolso das famílias. Desde 2016, a Petrobras, principal produtora de gasolina no país passou a atrelar o preço dos derivados, incluindo a gasolina, àqueles praticados no mercado internacional. A mudança na política de preços da Petrobras modificou a estrutura de preços do mercado de combustíveis no país, pois apesar de não ser monopólio, a empresa detém a maior parcela do mercado e seus preços acabam por definir os preços do mercado brasileiro. Apesar do crescimento cada vez maior do mercado de biocombustíveis e, consequentemente, a ampliação das possibilidades de fontes de energia, a gasolina ainda é um bem de grande relevância. Com a entrada dos veículos flexfuel em 2005 a elasticidade preço-demanda da gasolina foi modificada, apesar de possuir uma baixa elasticidade, já é possível perceber uma mudança no comportamento do consumidor em relação à demanda, que antes era inelástica.

Palavras-chave: Elasticidade, Demanda, Gasolina, Biocombustível.,

Palavras-chave: Elasticidade, Demanda, Gasolina, Biocombustível.,

DOI: 10.5151/viisimep-315801

Referências bibliográficas
  • [1] BAYE, Michel. Economia de Empresas e Estratégias de Negócios, 6ª Ed., São PAULO, AMGH Editora, 2010.
  • [2] P. 85
  • [3] BUAINAIN, A. M.; GARCIA, J. R. Contextos locais ou regionais: importância para a viabilidade
  • [4] econômica dos pequenos produto-res. In: SANTOS, M. de M.; PINHEIRO, B.; SANTANA, C.; GUEDES, A.
  • [5] C.; BARBOSA, M. M. T. L.; SETUBAL, J. H.; PINHEIRO, B.; SANTANA, C. (Org.). A pequena produção
  • [6] rural e as tendências do desenvolvimento agrário brasileiro: ganhar tempo é possível?, Brasília: CGEE,
  • [7] 2013.
  • [8] FRANK, Robert; Microeconomia e Comportamento, 8ª Ed., São Paulo , AMGH; Editora, 2013. P. 125
  • [9] GUJARATI, D., PORTER, D. (2011) Econometria Básica, 5ª ed., São Paulo, AMGH Editora Ltda. P.78
  • [10] LIMA, R. O. C.; Processo de Formação de Preços, Curitiba, IESDE, 2009.
  • [11] MELLO, André de Souza; SAMPAIO, Yony de Sá. Impactos dos Preços da Gasolina e do Etanol sobre a
  • [12] Demanda de Etanol no Brasil, Revista de Economia Contemporânea, UFPE, Pernambuco, 2014.
  • [13] NAPPO, Marcio; A Demanda por gasolina no Brasil: uma avaliação de suas elasticidades após a
  • [14] introdução dos carros bicombustível. Dissertação (Mestrado) – Escola de Economia de São Paulo da
  • [15] Fundação Getúlio Vargas, São Paulo, 2007.
  • [16] ORELLANO, Veronica Fernanda; SOUZA, Alberto de Nes and AZEVEDO, Paulo Furquim. Elasticidade-preço
  • [17] da demanda por etanol no Brasil: como renda e preços relativos explicam a diferenças entre estados. Revista de
  • [18] Economia e Sociologia, Brasília, vol.51, p1., Epub Oct/Dez, 2013.
  • [19] PINTO Jr, H. Q.; Comércio externo de petróleo e derivados: a estratégia pós-choque. In: Congresso Brasileiro
  • [20] de Planejamento Energético I, 1989, Campinas. Anais. Rio de Janeiro. COPPE/UFRJ, 1989. pp.37-53.
  • [21] PINDYCK, R. S.; RUBINFELD, D. L. Microeconomia: teoria microeconômica. São Paulo: Makron Books,
  • [22] 1994, P. 122
  • [23] ROSSETI, J. P.. Introdução à economia. São Paulo: Atlas, 2009, P. 348
  • [24] SAMPAIO, L.; Microeconomia Esquematizado. São Paulo, Editora Saraiva, SP, 2011.
  • [25] SANTANNA, Eduardo Pimentel; BASTOS, Cesar Albuquerque, Elasticidade da Demanda por Gasolina no
  • [26] Brasil e o Uso de Tecnologia Flex Fuel no Período 2001 – 2012.
  • [27] tps://www.anpec.org.br/encontro/2014/submissao/files_I/i8-acfa1a7b20d29026ee0ee9ec9b04e17f.pdf.> acesso
  • [28] em: 30 out.2019
  • [29] UCZAI, P. Energias Renováveis riqueza sustentável ao alcance da sociedade. CÂMARA DOS DEPUTADOS,
  • [30] Brasília-DF, n.10, p.1-273, 2012.
  • [31] VASCONCELOS, M. A. e GARCIA, M.E.; Fundamentos da Economia, 5ª Ed., São Paulo, Editora Saraiva,
  • [32] 2014.
Como citar:

Albuquerque, Evra; Matos, Luiz Fernando; Souza, Márcia; Santos, Daiane Rodrigues dos; "ANÁLISE DA ELASTICIDADE DA GASOLINA NO SUDESTE DO BRASIL NO PERÍODO DE 2012 A 2019", p. 2199-2217 . In: Anais do VIII Simpósio de Engenharia de Produção . São Paulo: Blucher, 2020.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/viisimep-315801

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações