Poster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ANÁLISE COMPARATIVA DE ACESSIBILIDADE DO CENTRO DE EVENTOS DO CEARÁ: DO PROJETO AO “AS BUILT”

ACCESSIBILITY COMPARATIVE ANALYSIS OF EVENTS CENTER OF CEARÁ: OF THE PROJECT TO THE AS BUILT.

Santiado, Zilsa; Morano, Raquel Pessoa;

Poster:

As normas técnicas destinadas ao espaço construído existem para garantir sua padronização quanto a atributos como: qualidade, segurança, confiabilidade e eficiência. O objetivo desse trabalho é verificar se a acessibilidade prevista nas normas se aplica corretamente no equipamento Cultural Centro de Eventos do Ceará, através da metodologia de Avaliação Pós Ocupação (APO).

Poster:

The technical standards for the built space exist to guarantee its standardization in terms of attributes such as: quality, safety, reliability and efficiency. The objective of this work is to verify if the accessibility provided in the norms is correctly applied in the Cultural Center of Events of Ceará, through the methodology of Post-Occupancy Assessment (APO).

Palavras-chave: Acessibilidade, Centro de Eventos, As Built,

Palavras-chave: Accessibility, Events Center, As Built,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0149

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 9050: Acessibilidade de Pessoas Portadoras de Deficiências a Edificações, Espaço, Mobiliário e Equipamento Urbano. Rio de Janeiro: ABNT, 2004.
  • [2] CAMBIAGHI, Silvana Serafino. Desenho Universal: métodos e técnicas de ensino na graduação de arquitetos e urbanistas. (Dissertação – Mestrado em Estruturas Ambientais Urbanas – FAUUSP). São Paulo, 2004.
  • [3] COHEN, R.; DUARTE, C.; BRASILEIRO, A. Acessibilidade a Museus. Brasilia-DF: MinC/Ibram, 2012.
  • [4] DISCHINGER, M.; ELY, V. H. M. B.; PIARDI, S. M. D. G.: Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos. Florianópolis: MPSC, 2012.
  • [5] DREYFUSS, H.. Design for People. N.Y. Simon and Schuster, 195
  • [6] STEINFELD, Edward. Arquitetura Através do Desenho Universal. In: Anais do VI Seminário Ibero-Americano sobre Acessibilidade ao meio físico (VI SIAMF). Brasília: CORDE, 1994.
  • [7] GOIS, Rodolfo. A metrópole e os mega-eventos. Implicações socioespaciais da copa do mundo de 2014 em fortaleza. Fortaleza, 2013. (UFC - Centro de Ciências departamento de Geografia – Mestrado em Geografia).
  • [8] GOLDSMITH, Selwyn. Designing for the disabled. 3ª ed. London: RIBA Publications, 1976.
  • [9] IBGE: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2010. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Rio de Janeiro, 2011. Disponível em: . Acesso em: 09 fev. 2017.
  • [10] PANERO, J; ZELNIK, M.: Las dimensiones humanas en los espacios interiores,
  • [11] G. Gili, México, 1989. PREISER, W. F.E.; OSTROFF E. Universal Design Handbook. NY: McGraw-Hill, 2001.
  • [12] ORNSTEIN, Sheila; ROMÉRO, Marcelo. Avaliação Pós-Ocupação (APO) do ambiente construído. São Paulo: Studio Nobel: Editora da Universidade de São Paulo, 1992.
  • [13] ORNSTEIN, S. W.; PRADO, A. R. de A.; LOPES, M. E. (Orgs). Desenho universal: caminhos da acessibilidade no Brasil. 1ª ed. são Paulo: Annablume, 2010.
  • [14] SANTIAGO, Z. M. P.; LOPES, M. E.: Termo de Referência – Acessibilidade Física Pavilhão de Exposições. (impresso) Fortaleza, 2008.
  • [15] SANTIAGO, Zilsa M. P. Acessibilidade no ambiente construído: o caso das escolas municipais de Fortaleza (1990-2003) Dissertação de Mestrado. FAUUSP, SP, 2005.
  • [16] SANTIAGO, Zilsa M. P. Urbanismo Inclusivo como Meta no Novo Milênio. In: XXIX Congreso ALAS Chile – Crisis y Emergencias Sociales em America Latina. Santiago do Chile, 29 de setembro a 04 de outubro de 2013.
Como citar:

Santiado, Zilsa; Morano, Raquel Pessoa; "ANÁLISE COMPARATIVA DE ACESSIBILIDADE DO CENTRO DE EVENTOS DO CEARÁ: DO PROJETO AO “AS BUILT”", p. 1505-1510 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0149

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações