Resumo - Open Access.

Idioma principal

ANIMAÇÃO ENQUANTO OBJETO DE APRENDIZAGEM: CONSIDERAÇÕES SOBRE OS MODELOS DE CONCEPÇÃO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM E O DESIGN DE ANIMAÇÕES EDUCACIONAIS

Alves, Marcia Maria; Battaiola, André Luiz;

Resumo:

O design de recursos educacionais é fundamentado nas teorias pedagógicas e visa contribuir para o aprendizado de determinado conteúdo. Essas teorias influenciam as decisões e a construção dos objetos de aprendizagem. Portanto, as animações direcionadas à animação devem ser construídas com vistas a atender essas concepções. No entanto, o processo de design de animações não prevê todas essas necessidades. Por isso, questiona-se: Quais informações são necessárias para projetar um material educacional realmente centrado no aprendiz/usuário e em seu aprendizado? E também: Como inserir esses conhecimentos em um processo de design de animações? O objetivo é verificar quais os elementos presentes em modelos de concepção de objetos de aprendizagem que não aparecem nos modelos de design de animações por meio de um estudo analítico e bibliográfico. Por fim, foi proposta uma forma de inserção desses elementos em um processo de design de animações educacionais.

Artigo selecionado para publicação na Revista Educação Gráfica (http://www.educacaografica.inf.br/) — Disponível em breve

Resumo:

Palavras-chave: animação educacional; design; objetos de aprendizagem.,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/despro-ped2016-0216

Referências bibliográficas
  • [1] AINSWORTH, S. How do animations influence learning? School of Psycology and Learning Sciences Reserch Institute, University of Nottingham, UK, 2008.
  • [2] AMANTE, L.; MORGADO, L. Metodologia de concepção e desenvolvimento das aplicações educativas: o caso dos materiais hipermídia. In: Discursos, III. Séries, nº especial, pp. 125-138, Universidade Aberta , 2011.
  • [3] BANDEIRA, D. Materiais didáticos. Curitiba, PR: IESDE, 2009.
  • [4] BARBOSA JÚNIOR, A. L. Arte da Animação: técnicas e estética através da História. 2. Ed. SP: Senac, 2005.
  • [5] BEHAR, P. A. (orgs). Modelos pedagógicos em educação a distância. Porto Alegre: Artmed, 2009.
  • [6] BRANDÃO, C. R. O que é método Paulo Freire. SP: Brasiliense, Primeiros Passos, 1981.
  • [7] BEIMAN, N. Prepare to Board! 2nd Edition. Ny: Focal Press, 2012.
  • [8] FIALHO, A. Desvendando a metodologia da animação clássica. Belo Horizonte: Escola de Belas Artes / UFMG (Dissertação de Mestrado), 2005.
  • [9] FILATRO, A. Design instrucional contextualizado. 2. Ed. São Paulo: Editora Senac SP, 2007.
  • [10] FILATRO, A. Design instrucional na prática. São Paulo: Pearson do Brasil, 2008.
  • [11] FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.
  • [12] FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.
  • [13] GUSTAFSON, K. L., & BRANCH, R. M. Survey of instructional development models (4 Ed.). Syracuse, NY: ERIC Clearinghouse on Information & Technology, 2002.
  • [14] JAMEBOZORG, Z.A; SALIMI, M. B. Application of model animation in teaching and learning. Advances in Environmental Biology, v. 8. 20 P 1844-1852.
  • [15] LAYBOURNE, K. The Animation Book. NY: Three Rivers Press, 1998.
  • [16] LIMA, V. A. de. Comunicação e cultura: as ideias de Paulo Freire. RJ: Paz e Terra, 1981.
  • [17] LOWE, R. et al. Learning with Animation: Research Implications for Design. USA: Cambridge University Press, 2008.
  • [18] MACEDO, C. M. S. de. Diretrizes para criação de objetos de aprendizagem acessíveis. Tese. Florianópolis: UFSC, 2010.
  • [19] MARX, C. Writing for animation, comics and games. UK: Focal Press, 2007.
  • [20] MORRISON, G. R.; ROSS, S. M.; KEMP, J. E. Designing effective instruction. Wiley/Jossey-Bass Education, 2004.
  • [21] THOMAS, P. Y. Towards Developing a Web-Based Blended Learning Environment at the University of Botswana. Thesis. University of South Africa, 2010.
  • [22] WEISS, R. E. et al. Principles for using animation in computer-based instruction: theoretical heuristics for effective design. Computer in Human Behavior. USA: Elsevier Science Ltd., 2002.
Como citar:

Alves, Marcia Maria; Battaiola, André Luiz; "ANIMAÇÃO ENQUANTO OBJETO DE APRENDIZAGEM: CONSIDERAÇÕES SOBRE OS MODELOS DE CONCEPÇÃO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM E O DESIGN DE ANIMAÇÕES EDUCACIONAIS", p. 2524-2535 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Design [= Blucher Design Proceedings, v. 9, n. 2]. São Paulo: Blucher, 2016.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/despro-ped2016-0216

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações