Poster - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

ACESSIBILIDADE NOS ESPAÇOS PÚBLICOS DE JUIZ DE FORA: UMA FERRAMENTA DE ANÁLISE

ACCESSIBILITY IN THE PUBLIC SPACES OF JUIZ DE FORA: A TEST TOOL

Pedroso, Emmanuel Sá Resende; Vitoi, Clara Andrade; Costa, Layse Souza; Eletherio, Pedro de Faria Machado;

Poster:

Este artigo é resultado de uma reflexão acerca da acessibilidade nos espaços públicos. Objetiva apresentar uma ferramenta de pesquisa desenvolvida para realizar uma análise da acessibilidade nesses locais. Para isso, foi utilizada a metodologia de documentação indireta. O resultado é uma ferramenta a ser aplicada em Juiz de Fora.

Poster:

This article is the result of a reflection on the promotion of accessibility in public spaces. It aims to present the research tool developed to offer an analysis on accessibility. For this, the methodology of indirect documentation was used. The result is a tool to be applied in Juiz de Fora.

Palavras-chave: Acessibilidade, análise, espaços públicos,

Palavras-chave: Accessibility, analysis, public spaces,

DOI: 10.5151/16ergodesign-0190

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT. NBR 9050: Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Associação Brasileira de Normas Técnicas, Rio de Janeiro, 2015.
  • [2] BRASIL. Lei n. 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF. p. 9.
  • [3] CAMBIAGHI, S. Desenho universal: métodos e técnicas para arquitetos e urbanistas. 3ª ed. rev. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2012.
  • [4] CASTRO, L. G. R. de. O que é espaço público? Revista AU. Edição 232, s/p., jul. 2013. Disponível em: http://www.au.pini.com.br/arquiteturaurbanismo/232/o-que-e-espaco-publico-292045-1.aspx. Acesso em 09 de fev. 2017.
  • [5] DISCHINGER, M; ELY, V. H. M.; PIARDI, S. M. Promovendo acessibilidade espacial nos edifícios públicos: Programa de Acessibilidade às Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida nas Edificações de Uso Público. Florianópolis: MPSC, 2012. Disponível em: http://www.mpam.mp.br/attachments/article/5533/manual_acessibilidade_compactado.pdf. Acesso em 06 de março de 2017.
  • [6] DUARTE, Cristiane Rose de Siqueira; COHEN, Regina. Subsídios metodológicos na construção de uma “acessibilidade plena”: a produção da identidade e da subjetividade de pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: Instituto Benjamin Constant, 2013.
  • [7] HISRICH, R. D; PETERS, M. P; SHEPHERD, D. A. Empreendedorismo. 9ª ed. Porto Alegre: Editora McGraw-Hill, 2014.
  • [8] INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. IBGE Cidades. Disponível em: http://www.cidades.ibge.gov.br/. Acesso em 14 de fev. 2017.
  • [9] MARCONI, M. de A; LAKATOS, E. M. Fundamentos de Metodologia Científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.
Como citar:

Pedroso, Emmanuel Sá Resende; Vitoi, Clara Andrade; Costa, Layse Souza; Eletherio, Pedro de Faria Machado; "ACESSIBILIDADE NOS ESPAÇOS PÚBLICOS DE JUIZ DE FORA: UMA FERRAMENTA DE ANÁLISE", p. 1849-1854 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-6968, DOI 10.5151/16ergodesign-0190

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações