Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal

A UTILIZAÇÃO DE VIDEOCLIPES COMO INSTRUMENTO EM BUSCA DA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE LÍNGUA INGLESA

SANTOS, Rayanne Rodrigues dos; SILVA, Alan Willin Pereira da; SANTOS, Wesley Fernando Marques dos; DUARTE, Silvagne Vasconcelos;

Artigo Completo:

Apesar da sua crescente circulação social e popularização nos meios de comunicação de massa (televisão, internet e variados dispositivos eletrônicos móveis, tais como tablets e celulares), o gênero videoclipe ainda não tem recebido a devida atenção das pesquisas linguísticas e discursivas, principalmente, no que tange o ensino-aprendizagem de línguas. Este trabalho lança mão dos estudos dos multiletramentos, da multimodalidade textual, das estratégias de aprendizagem e da motivação com o propósito de estabelecer uma categorização das configurações genéricas dos videoclipes. O objetivo é verificar as potencialidades do videoclipe como instrumento de ensino-aprendizagem na aula de língua inglesa, em que acreditamos que o uso desse gênero pode contribuir para o envolvimento dos alunos com atividades na língua-alvo, influenciando positivamente na motivação dos estudantes que, diante da situação de desprestígio do ensino de inglês, acabam se desinteressando pela aprendizagem. Do ponto de vista teórico, situamo-nos na pesquisa de Rojo (2009, 2012, 2013), O’Malley e Chamot (1993), Oxford (1990), Dörnyei (2001) e dentre outros autores que discutem a utilização de gêneros multimodais e de estratégias de aprendizagem nas aulas de línguas, para que o professor e o aluno trabalhem em conjunto na promoção de motivação, já que processo de aprendizagem está conectado às motivações pessoais, aspirações e desenvolvimento que o aluno perpassa para alcançar seu objetivo em algo que queira aprender. Para conseguir resultados desta pesquisa, desenvolvemos uma pesquisa-ação em aulas do segundo ano do ensino médio de escola pública. Algumas considerações provenientes dessa pesquisa, que foi construída a partir de um método qualitativo-quantitativo, apontam para uma reflexão a respeito da utilização do videoclipe como um recurso motivador nas aulas de língua inglesa.

Artigo Completo:

Palavras-chave: Ensino-aprendizagem da língua inglesa. Videoclipes. Motivação,

Palavras-chave: ,

DOI: 10.5151/edupro-clafpl2016-055

Referências bibliográficas
  • [1] ANDRÉ, M. E. D. A.. Etnografia da prática escolar. 18. ed. São Paulo: Papirus, 2012.
  • [2] BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. In:__________. Estética da Criação Verbal. [tradução feita a partir do francês por Maria Emsantina Galvão G. Pereira revisão da tradução Marina Appenzellerl. — ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.— (Coleção Ensino Superior) cap 3, p. 277-289. Disponível em < www.sistemas.ufrn.br/shared/verArquivo?idArquivo=1164092&key> Acessado em 16 de jan. de 2016 às 13h00m.
  • [3] DIAS, V. M. D. Hipercontos multissemióticos: para a promoção dos multiletramentos. . In: ROJO, R. [email protected] conectada: os multiletramentos e as TICs. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 201 cap 5, p. 95-122.
  • [4] DIONÍSIO, A. P. Gêneros textuais e multimodalidade. In: KARWOSKI, A. M. et al. Gêneros textuais: reflexões e ensino. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2011. p. 137-152.
  • [5] DÖRNYEI, Z. Motivational Strategies in the Language Classroom. Cambridge: Cambridge University Press, 2001.
  • [6] GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.
  • [7] MARCONI, M. A; LAKATOS, E. M. Metodologia científica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
  • [8] MELO, E. S. O.; OLIVEIRA, P. W. M.; VALEZI, S. C. L. Gêneros poéticos em interface com gêneros multimodais. In: ROJO, R.; MOURA, E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. cap 7, p. 147-164.
  • [9] NETO, A. T. et al. Multiletramentos em ambientes educacionais. In: ROJO, R. [email protected] conectada: os multiletramentos e as TICs. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2013. cap 7, p. 135-158
  • [10] O’MALLEY, J. M.; CHAMOT, A. U. Learning Strategies in Second Language Acquisition. 3rd ed. Cambridge: Cambridge University Press, 1993.
  • [11] OXFORD, R. L. Language learning strategies: what every teacher should know.NBoston: Heinle & Heinle, 1990.
  • [12] ROJO, R. Gêneros discursivos do Círculo de Bakhtin e multiletramentos. In:__________. [email protected] conectada: os multiletramentos e as TICs. 1. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2013. cap 1, p. 13-36.
  • [13] __________. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e linguagens na escola. In:__________; MOURA, E. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. cap 1, p. 11-31.
  • [14] SOUZA, A. L. S.; CORTI, A. P.; MENDONÇA, M. Letramentos no ensino médio. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.
Como citar:

SANTOS, Rayanne Rodrigues dos; SILVA, Alan Willin Pereira da; SANTOS, Wesley Fernando Marques dos; DUARTE, Silvagne Vasconcelos; "A UTILIZAÇÃO DE VIDEOCLIPES COMO INSTRUMENTO EM BUSCA DA MOTIVAÇÃO NAS AULAS DE LÍNGUA INGLESA", p. 700-719 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2318-695X, DOI 10.5151/edupro-clafpl2016-055

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações