Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

A política industrial no período recente: uma análise teórica do mainstream e da heterodoxia

Sugimoto, Thiago Noronha;

Artigo completo:

Os anos 2000, em especial o cenário posterior à crise financeira internacional de 2007-2008, apresentaram o ressurgimento do debate em torno da importância da política industrial como estratégia de desenvolvimento, após um hiato durante o qual o tema foi negligenciado. Os efeitos nocivos da crise e a iminência de novos setores na disputa tecnológica suscitaram por parte dos países centrais uma nova postura a respeito das políticas intervencionistas, antes negadas. No debate econômico, tal reversão também foi significativa. Este trabalho apresenta dois grupos de visões sobre esse ressurgimento: de um lado, autores do mainstream reconhecem a importância da intervenção estatal, mantendo-se, no entanto, uma ênfase em torno da correção de falhas de mercado; de outro, autores de vertente mais heterodoxa apontam problemas nesta última visão e salientam a grande complexidade do processo de cacthing up, ressaltando que o Estado ainda merece um papel central no processo de crescimento econômico

Artigo completo:

Palavras-chave: Política Industrial; Desenvolvimento Econômico; Indústria,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/iv-enei-2019-6.1-010

Referências bibliográficas
  • [1] ANDREONI, A. Varieties of Industrial Policy: Models, Packages and Transformation Cycles. Em A. Noman, & J. E. Stiglitz, Efficiency, Finance, amd Varieties of Industrial Policy (pp. 245-301). Columbia: Columbria Press, 2017.
  • [2] BALASSA, B. The Lessons of East Asian Development: An Overview. Economic Development and Cultural Change, Vol. 36, No. 3 , 1988
  • [3] BANCO MUNDIAL. The East Asian Miracle: economic growth and public policy. Oxford, New York e Toronto: Oxford University Press, 199
  • [4] BERGER, S. Making in America: From Innovation to Market. MIT, Cambridge MA, 2013.
  • [5] BLOCK, F. Swimming Against the Current: The Rise of a Hidden Developmental State in the United States. Politics & Society, Vol. 36, Nº 2. June 2008.
  • [6] CANO, W. e SILVA, A. G. Política Industrial no governo Lula. Texto para discussão, IE/Unicamp, n. 181, 2010.
  • [7] CHANG, H.-J., e ANDREONI, A. Industrial Policy in a Changing World: Basic Principles, Neglected Issues and New Challenges. Cambridge Journal of Economics 40Years Conference, 2016.
  • [8] CHERIF, R., e HASANOV, F. The Return of the Policy That Shall Not be Named: Principles of Industrial Policy. IMF Working Papers, WP/19/74. Março, 2019.
  • [9] CIMOLI, M., DOSI, G., NELSON, R., e STIGLITZ, J. Instituições e Políticas Moldando o Desenvolvimento Industrial: uma nota introdutória. Revista Brasileira de Inovação, 55-85, 2007.
  • [10] DEDRICK, J.; KRAEMER, K.L; LINDEN, G. Who Profits from Innovation in Global Value Chains? A Study of the iPod and notebooks PCs. Apresentado na Conferência Sloan Industry Studies. Boston, Maio de 2008.
  • [11] EASTERLY, W. The indominable in pursuit of inexplicable: The world development reports' failure to comprehend economic growth despite determined attempts, 1978-2008.
  • [12] Em Development economics through the decades: A critical look at 30 years of the World Dvelopment Report, organizado por Yusuf, S. World Bank. 2009.
  • [13] GOMES, G. e DIEGUES. A.C. As transformações na estrutura produtiva internacional e os impactos na indústria brasileira: uma análise a partir da dimensão tecnológica. Economia e Desenvolvimento, Santa Maria, v. 31, e.1, pp. 01-16, 2019.
  • [14] FRANCO, G. H. B. A inserção externa e o desenvolvimento, 1996.
  • [15] HAUSMMAN, R., e RODRIK, D. Doomed to Choose: Industrial Policy as Predicament . mimio, 2006.
  • [16] HIRATUKA, C. Mudanças na estratégia chinesa de desenvolvimento no período pós-crise global e impactos sobre a América Latina. Texto para Discussão nº 339 IE/Unicamp. Maio de 2018.
  • [17] LAZONICK, W., e O'SULLIVAN, M. Maximizing shareholder value: a new ideology for corporate governance. Economy and Society, vol. 29, No 1, Fevereiro de 2000.
  • [18] LIN, J. e CHANG, H-J. Should Industrial Industrial Policy in Developing Countries Conforme to Comparative Advantage or Defy It? A debate between Justin Lin and Ha-Joon Chang. Em New Structural Economics: a Framework for Rethinking Development and Policy. The World Bank, Washington, 2012.
  • [19] MAZZUCATO, M. O Estado Empreendedor. São Paulo: Shwarcz S.A, 2015.
  • [20] MORCEIRO, P.C. A indústria brasileira no limiar do século XXI: uma análise da sua evolução estrutural, comercial e tecnológica. Tese de Doutorado, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018.
  • [21] MEDEIROS, C.A. Política Industrial e Divisão Internacional do Trabalho. Revista de Economia Política, vol. 39, nº1 (154), pp. 71-87, janeiro-março/2019.
  • [22] SARTI, F. e HIRATUKA, C. Desempenho recente da indústria brasileira no contexto das mudanças estruturais domésticas e globais. Em Para além da política econômica. CARNEIRO, R.; BALTAR, P.; SARTI; F. Editora Unesp Digital. São Paulo, 2018.
  • [23] STURGEON, T.J. Modular production networks: a new American model of industrial organization. Industrial and Corporate Change, vol 11, nº 3, pp. 451-96, 2002.
  • [24] SUZIGAN, W. e FURTADO, J. Política Industrial e Desenvolvimento. Revista de Economia Política, vol. 26, nº 2 (102), pp. 163-185, abril-junho/2006.
  • [25] WADE, R.H. Return of industrial policy? International Review of Applied Economics, Vol. 26, No. 2, pp. 223-239, Março de 2012.
  • [26] _____. The Role of Industrial Policy in Developing Countries. Em Rethinking Development Strategies After the Financial Crises. Volume I: Making the Case for Policy Space. United Nations, New York and Geneva, 2015.
Como citar:

Sugimoto, Thiago Noronha; "A política industrial no período recente: uma análise teórica do mainstream e da heterodoxia", p. 1064-1082 . In: Anais do IV Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/iv-enei-2019-6.1-010

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações