Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

A Petrobras como agente do desenvolvimento produtivo no Brasil: importância e esvaziamento

Loural, Marcelo Sartorio; Silva, Cássio Garcia Ribeiro Soares da; Mortari, Valéria Silva;

Artigo completo:

Em diversos momentos a Petrobras foi utilizada pelo governo brasileiro como mecanismo indutor do desenvolvimento do país, dado o poder de arraste de seus investimentos e demandas sobre a economia doméstica. Essa faceta foi marcante durante os governos Lula e Dilma. Contudo, a partir do governo Temer observa-se uma reorientação na estratégia de atuação da Petrobras, da qual os desinvestimentos e a alteração na política de conteúdo local são evidências. O objetivo deste trabalho é mostrar a Petrobras como agente de desenvolvimento produtivo até 2015 e a descontinuidade dessa política desde então. Para entender a importância das atividades do setor para a economia do país é empregado o método de análise insumo-produto, com base do cálculo de seus índices de ligação e multiplicadores de emprego e produto. Os resultados evidenciam o papel desempenhado pela Petrobras em termos de encadeamentos e seu potencial de geração de produto e emprego.

Artigo completo:

Palavras-chave: Petrobrás; encadeamentos; insumo-produto,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/iv-enei-2019-1.1-009

Referências bibliográficas
  • [1] AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO (ANP). Avaliação da Competitividade do Fornecedor Nacional com relação aos Principais Bens e Serviços, publicação baseada em trabalho de consultoria realizado pela PUC-RJ, intitulado Mecanismos de Estímulo às Empresas Concessionárias de petróleo a adquirirem Equipamentos e serviços do Mercado Nacional, Rio de Janeiro, 1999.
  • [2] AGÊNCIA NACIONAL DE PETRÓLEO (RJ) Anuário Estatístico 2018. Disponível em: < https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=2ahUKEwiF0Jvqrt_iAhUtILkGHblHDu4QFjAAegQIAxAC&url=http%3A%2F%2Fwww.anp.gov.br%2Fimages%2Fpublicacoes%2Fanuario-estatistico%2F2018%2Fanuario_2018.pdf&usg=AOvVaw02MrgzuFBaSm9xLUK6_sT->. Acesso em: 07 jun. 2019.
  • [3] ALMEIDA, Mansueto Facundo; OLIVEIRA, Renato Lima de; SCHNEIDER, Ben Ross (2014) Política industrial e empresas estatais no Brasil: BNDES e Petrobras. Texto para Disscusão, IPEA.
  • [4] BRASIL. MINISTÉRIO do Trabalho e Emprego – MTE. Relação Anual de Informações Sociais – RAIS. Brasília: disponível em . Acesso em: 06 jun. 2019.
  • [5] DANTAS, E.; BELL, M. The co-evolution of firm-centered knowledge networks and capabilities in late industrializing countries: the case of Petrobras in the offshore oil innovation system in Brazil. World development, v. 39, n. 9, p. 1.570-1.591, Sept. 2011. Disponível em: .
  • [6] ECONOMÁTICA. Base de dados. Vários anos.
  • [7] FURTADO, A. T., MARZANI, B. S e PEREIRA, N. M. Política de compras da indústria do petróleo e gás natural e a capacitação dos fornecedores no Brasil: o mercado de equipamentos para o desenvolvimento de campos marítimos. In: Projeto CTPETRO/ Tendência Tecnológicas, Rio de Janeiro, 2003.
  • [8] GALL, N. O desafio industrial do pré-sal. O estado de S.Paulo, São Paulo, 27 mar. 2011. Disponível em: < http://goo.gl/l6sy2w>.
  • [9] IBGE. Pesquisa Industrial Anual. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, vários anos. Disponível em: < https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/industria/9042-pesquisa-industrial-anual.html?=&t=downloads>.
  • [10] KEYNES, John Maynard. A teoria geral do emprego, do juro e da moeda. São Paulo: Ed. Atlas, 1992.
  • [11] HIRSCHMAN, Albert. The strategy of economic development. New Heaven: Yale University, 1958.
  • [12] MARZANI, B; FURTADO, A. T.; GUERRA, S. M. Novo contexto de abertura do mercado brasileiro de petróleo e os fornecedores locais: a criação do REPETRO. In: 2º Congresso de P&D em Petróleo & Gás, 2003, Rio de Janeiro. Anais do 2º Congresso de P&D em Petróleo & Gás.
  • [13] MAZZUCATO, Mariana. The enterpreneurial state. Anthem Press, 20
  • [14] MILLER, R.E; BLAIR, P.D. Input-output analysis: foundations and extensions. Englewood Cliffs, New Jersey: Prentice-Hall, Inc., 2009. 464p.
  • [15] MORTARI, Valéria Silva. Evidência empíricas da importância da indústria brasileira de refino de petróleo. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Economia da Universidade Federal de Uberlândia.
  • [16] RAMALHO, André; Polito, Rodrigo. Parente: Conteúdo local não deve viciar indústria em reservar mercado. Valor Econômico, 22 de março de 2017. Disponível em: < https://www.valor.com.br/empresas/4909416/parente-conteudo-local-nao-deve-viciar-industria-em-reservar-mercado>. Acesso em: 06 mai. 2019.
  • [17] REUTERS. Conselheiro da Petrobras diz que regime de partilha é danoso ao país. Reuters, 14 de julho de 2015. Disponível em: < https://br.reuters.com/article/topNews/idBRKCN0PO2A420150714>. Acesso em: 06 mai. 2019.
  • [18] SILVA, S. F. Um estudo sobre a evolução do preço de produção do petróleo nas últimas décadas. Tese de doutorado. Programa de Pós- Graduação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 2016.
  • [19] SOUZA, N. J. Desenvolvimento econômico. São Paulo: Editora Atlas, 2008.
Como citar:

Loural, Marcelo Sartorio; Silva, Cássio Garcia Ribeiro Soares da; Mortari, Valéria Silva; "A Petrobras como agente do desenvolvimento produtivo no Brasil: importância e esvaziamento", p. 1-18 . In: Anais do IV Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/iv-enei-2019-1.1-009

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações