Artigo Completo - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

A indústria de transformação da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba: evidências empíricas no período 2006 – 2015

The processing industry of the mesoregion of Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba: empirical evidences in the period 2006 – 2015

RIBEIRO, Cássio Garcia; OLIVEIRA, Alanna Santos de; ZANETTI, Maria Laura;

Artigo Completo:

O objetivo deste estudo é caracterizar a indústria de transformação da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (TMAP), no estado de Minas Gerais. A trajetória econômica dessa mesorregião, localizada entre a capital brasileira e o principal centro da economia do país, está em grande medida atrelada à ocupação do cerrado para a produção de alimentos. Todavia, ao longo dos anos a estrutura produtiva dessa mesorregião se desenvolveu, de modo que, até mesmo em vista do peso importante que a agropecuária tem em sua economia, o setor industrial foi ganhando espaço relevante no TMAP, a partir de uma intersecção dinâmica entre os dois setores. Para dar conta da caracterização da indústria do TMAP, do ponto de vista metodológico, este estudo se apoia em pesquisa bibliográfica e análise de dados secundários oriundos da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

Artigo Completo:

The aim of this study is to characterize the manufacturing industry of the mesoregion of Triângulo Mineiro and Alto Paranaíba (TMAP), in the State of Minas Gerais. The economic trajectory of this region, located between the Brazilian capital and the main center of the country's economy is to a large extent linked to the occupation of the Savannah for food production. However, over the years the productive structure of the mesoregion has developed, in a way that, even due to the important weight of agriculture in its economy, the industrial sector has been gaining relevant space in TMAP, by means of a dynamic intersection between the two sectors. In order to provide the characterization of TMAP industry, in terms of methodology, this study is based on bibliographical research and analysis of secondary data collection deriving from Annual Relation of Social Information (RAIS).

Palavras-chave: Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (TMAP), indústria de transformação, RAIS,

Palavras-chave: Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba (TMAP), processing industry, RAIS,

DOI: 10.5151/enei2017-59

Referências bibliográficas
  • [1] BRASIL. Ministério do Trabalho e Emprego. Departamento de Emprego e Salário. RAIS: Brasília. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2017.
  • [2] BRESSER-PEREIRA, L.C. The Dutch Disease and Its Neutralization: a Ricardian Approach. Revista de Economia Política, v. 28, n.1., p. 47-71, 2008.
  • [3] BRESSER-PEREIRA, L.C. Reindustrialização como projeto nacional. Le Monde Diplomatique Brasil. 01 out 2015 p. 4-5. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2017.
  • [4] CANO, W. A desindustrialização no Brasil. Economia e Sociedade, v.21, número especial, p. 831-851, dez. 2012.
  • [5] CLARK, Colin. The conditions of economic progress. Londres: Macmillan. 1957.
  • [6] DINIZ, C. C. Desenvolvimento poligonal no Brasil: nem desconcentração nem contínua polarização. Revista Nova Economia, v. 3, n. 1, p. 35-64, set. 1993.
  • [7] DINIZ, Bernardo Palhares Campolina; Boschi, Rodrigo Fortini. O desenvolvimento econômico e humano diferenciado das regiões do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais. In: X Seminário Sobre a Economia Mineira, 2002, Diamantina, 2002.
  • [8] EUROSTAT. High-technology and knowledge based services aggregations based on NACE Rev. 2. Eurostat: Luxemburg, 2009.
  • [9] FILGUEIRAS, L. A. M. et al. (2012) O Desenvolvimento Econômico Brasileiro Recente: Desindustrialização, Reprimarização e Doença Holandesa. VIII Encontro de Economia Baiana – set. 2012.
  • [10] FURTADO, C. Análise do modelo brasileiro. Editora Civilização Brasileira: Rio de Janeiro, 1972, 122p.
  • [11] GUIMARÃES, E. N. Infra-estrutura pública e movimento de capitais: a inserção do Triângulo Mineiro na divisão inter-regional do trabalho. 1990. 224f. Dissertação (Mestrado), CEDEPLAR/UFMG: Belo Horizonte, 1990.
  • [12] IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. SIDRA – Sistema IBGE de Recuperação Automática, 2017. Disponível em: . Acesso em 14 mar. 2017.
  • [13] HATZICHRONOGLOU, T. Revision of the high-technology sector and product classification. OECD Science, Technology and Industry Working Papers, 1997 (working paper nº 1997/02).
  • [14] HIRSCHMAN, A. O. The strategy of economic development. Yale University Press: New Haven, 1958.
  • [15] KALDOR, N.; MIRRLEES, J. A. A new model of economic growth. Review of Economic Studies, v. 29, n. 3, p. 174–192, june 1962.
  • [16] OECD. Science, Technology and Industry Scoreboard 2007. OECD, Paris, 2007 (Annex 1: Classification of manufacturing industries based on technology, p.219-221).
  • [17] OECD. ISIC Rev. 3 technology intensity definition. OECD, Paris, Jul. 2011.
  • [18] OREIRO, J. L.; FEIJÓ, C. A. Desindustrialização: conceituação, causas, efeitos e o caso brasileiro. Revista de Economia Política, v.30, n.2, p. 219-232, 2010.
  • [19] ROWTHORN, Robert; RAMASWAMY, Ramana. Growth, trade, and deindustrialization. International Monetary Fund Staff Papers, v. 46, p. 18-41, 1999.
  • [20] SILVA, J. A. A Questão da Desindustrialização no Brasil. Revista Economia & Tecnologia, Curitiba, v. 10, n. 1, p. 45-75, jan./mar. 2014
  • [21] TREGENNA, F. Characterising desindustrialisation: An analysis of changes in manufacturing employment and output internationally. Cambridge Journal of Economics, v. 33, n. 3, p. 433-466, 2009.
Como citar:

RIBEIRO, Cássio Garcia; OLIVEIRA, Alanna Santos de; ZANETTI, Maria Laura; "A indústria de transformação da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba: evidências empíricas no período 2006 – 2015", p. 1089-1107 . In: . São Paulo: Blucher, 2017.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/enei2017-59

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações