Article - Open Access.

Idioma principal | Segundo idioma

A INDÚSTRIA 4.0 E SUA APLICAÇÃO NO SETOR TÊXTIL: UMA REVISÃO DA LITERATURA BRASILEIRA

-

Forno, Ana Julia Dal; Falani, Leila Araújo; Aguiar, Cátia Rosana Lange de; , ;

Article:

O presente trabalho objetiva descrever o resultado de uma revisão sistemática da literatura brasileira do termo indústria 4.0, aplicado ao segmento têxtil, para apresentar as áreas de aplicação, ferramentas e os benefícios. Portanto, utilizou-se a metodologia proposta por Tranfield et al. (2003), que organiza a Revisão Sistemática da Literatura para as áreas de gestão em três estágios (Planejamento, Condução e Relatório e disseminação). Assim, foram analisados seis artigos, nos quais ocorreram aplicação de oito pilares da indústria 4.0, onde a Internet das Coisas -IoT apresentou-se como a ferramenta mais aplicada, em cinco diferentes processos produtivos têxteis. Foram citados 14 benefícios dessa aplicação, sendo os mais citados: ganho de produtividade, intercomunicação de sistemas de produção e redução de perdas e refrações.

Article:

-

Palavras-chave: indústria 4.0; têxtil; confecção; revisão sistemática da literatura,

Palavras-chave: -,

DOI: 10.5151/cbgdp2019-39

Referências bibliográficas
  • [1] ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA TÊXTIL. Pesquisa de Conjuntura ABIT. 2019. Disponível em: https://www.abit.org.br/cont/dados-economia. Acesso em: 5 jun. 2019.
  • [2] BRUNO, F. da S. A Quarta Revolução Industrial do setor têxtil e de confecção: a visão de futuro para 2030. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2017.
  • [3] CÍRICO, Elvis. Desenvolvimento de uma matriz de centralização para aumento de produtividade em uma empresa têxtil. Jaraguá do Sul. Trabalho de Conclusão de Curso (Fabricação Mecânica) - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA, 2018.
  • [4] CONCEIÇÃO, M. E. de J.; SANTOS, J. R. L. dos. Remodelando o Design do Vestuário com tecnologias digitais de produção. Revista Triades, 2017, 6.1.
  • [5] DE OLIVEIRA, I. R. Indústria 4.0: um novo paradigma técnico-económico?. Portugal, 2017. Dissertação (Economia e gestão da inovação) - Universidade do Porto.
  • [6] DUARTE, ADRIANA YUMI SATO. Proposta de integração entre ferramentas de avaliação de ciclo de vida do produto e Indústria 4.0 (Industrie 4.0): estudo de caso da indústria têxtil e de confecção brasileira. Campinas, 2017. Tese (Engenharia Mecânica) - UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS.
  • [7] INSTITUTO DE ESTUDOS E MARKETING INDUSTRIAL. A geração de empregos na indústria têxtil e confeccionista volta a crescer, mesmo com o fechamento de empresas. IEMI. São Paulo, 2018. Disponível em: http://www.iemi.com.br/a-geracao-de-empregos-na-industria-textil-e-confeccionista-volta-a-crescer-mesmo-com-o-fechamento-de-empresas/. Acesso em: 28 mai. 2019.
  • [8] KAGERMANN, Henning et al. Recommendations for implementing the strategic initiative INDUSTRIE 4.0: Securing the future of German manufacturing industry; final report of the Industrie 4.0 Working Group. Forschungsunion, 2013.
  • [9] KON, Anita; COAN, Durval Calegari. Transformações da Indústria Têxtil Brasileira: A Transição para a Modernização. Revista de Economia Mackenzie, São Paulo, v. 3, n. 3, p. 11-34, 2005.
  • [10] MAESTRI, G. Indústria 4.0 no Setor Têxtil: Diagnóstico Atual, Desafios e Oportunidades para o Futuro Digital. Blumenau. Trabalho de Conclusão de Curso (Engenharia têxtil) - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA, 2018.
  • [11] MAESTRI, G.; OLIVEIRA, F. R.; STEFFENS, F. Impulso das tecnologias 4.0 na indústria têxtil. In: GESTÃO da Produção em Foco. Poisson, v. 31, 2019. cap. 7, p. 68-76.
  • [12] MERCADO: Panorama do setor têxtil e de confecção. Go tex show. 2017. Disponível em: http://gotexshow.com.br/mercado/. Acesso em: 28 mai. 2019.
  • [13] MCNEIL, Ian. An encyclopedia of the history of technology. Routledge, 2002.
  • [14] MOKTADIR, M. A. et al. Assessing challenges for implementing Industry 4.0: Implications for process safety and environmental protection. Process Safety and Environmental Protection, v. 117, 2018. p. 730-741.
  • [15] PICCININI, L.; CARVALHINHA, M. P. da. A INDÚSTRIA 4.0 E OS NOVOS PARADIGMAS DA RELAÇÃO ENTRE PRODUÇÃO E CONSUMO: IMPLICAÇÕES PARA A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO NA INDÚSTRIA DO VESTUÁRIO. Bauru, 2017.
  • [16] PISCHING, Marcos A., et al. Service composition in the cloud-based manufacturing focused on the industry 4.0. In: Doctoral Conference on Computing, Electrical and Industrial Systems, 2015. p. 65-72.
  • [17] ROSA, A. L. T. et al. LEAN MANUFACTURING: UMA ABORDAGEM DA APLICAÇÃO DA FERRAMENTA SMED EM INDÚSTRIA RUMO Á MANUFATURA 4.0. Joinville, 20
  • [18] RÜßMANN, M. et al. Industry 4.0: The future of productivity and growth in manufacturing industries. Boston Consulting Group, 2015, 9.1: 54-89.
  • [19] SAKURAI, R.; ZUCHI, J. D. AS REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS ATÉ A INDUSTRIA 4.0. Revista Interface Tecnológica, 2018, 15.2: 480-491.
  • [20] SCHWAB, K. The fourth industrial revolution. Currency, 2017.
  • [21] SCHWAB, K.; DAVIS, N. Aplicando a quarta revolução industrial. EDIPRO, 2019.
  • [22] TRANFIELD, D.; DENYER, D.; SMART, P. Towards a Methodology for Developing Evidence-Informed Management Knowledge Means of Systematic Review. British Journal of Management, 14(3), 207–222, 2003.
  • [23] VAIDYA, S.; AMBAD, P.; BHOSLE, S. Industry 4.0–a glimpse. Procedia Manufacturing, 2018, 20: 233-238.
Como citar:

Forno, Ana Julia Dal; Falani, Leila Araújo; Aguiar, Cátia Rosana Lange de; , ; "A INDÚSTRIA 4.0 E SUA APLICAÇÃO NO SETOR TÊXTIL: UMA REVISÃO DA LITERATURA BRASILEIRA", p. 515-529 . In: Anais do 12º Congresso Brasileiro de Inovação e Gestão de Desenvolvimento de Produto. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/cbgdp2019-39

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações