Artigo completo - Open Access.

Idioma principal

A Importância das Universidades (Federais) para os Sistemas Hélices: o caso da Universidade Federal do Pará

Diniz, Márcia Jucá Teixeira; Diniz, Marcelo Bentes; Almeida, Leandro Morais de; Cruz, Phelipe André Matos; Silva, André Luiz Ferreira e;

Artigo completo:

Este artigo toma como base teórica da Economia Industrial, os Sistemas Hélices (ETZKOWTZ, RANGA, 2013; CARAYANNIS, et al. 2018; GRUNDEL, DAHLSTROM, 2016) para analisar o comportamento da Universidade Federal do Pará (UFPA) a partir da 2ª. metade da década de 1990 até 2017. Nesta direção, são apresentados diversos indicadores de desempenho da UFPA, inclusive dos seus grupos de pesquisa. Com base nas interações entre estes grupos de pesquisa e o setor produtivo (Diretório de Pesquisa do CNPq) analisados a partir dos setores da CNAE, aplica-se a metodologia da Análise Envoltória de Dados e a Análise de Redes Sociais, para aferir a intensidade dessas relações. Entre os principais resultados obtidos está a evidência de que a UFPA embora tenha apresentado taxas de crescimento bastante significativas de vários indicadores de desempenho, entretanto, apresenta também um baixo nível de interação medido pelas conexões dos seus grupos de pesquisa, o que evidencia a frágil relação universidade-empresa.

Artigo completo:

Palavras-chave: Sistema Hélice, Universidades, Análise Envoltória de Dados, Análise de Redes Sociais,

Palavras-chave:

DOI: 10.5151/iv-enei-2019-4.4-004

Referências bibliográficas
  • [1] AIESEC. Disponivel em www.aiesec.org.br . Acessado em março 2019
  • [2] ALBAGLI, S.; MACIEL, M. L. Informação e Conhecimento na Inovação e no Desenvolvimento Local. Brasília: Ciência da Informação, v. 33, n. 3, p.9-16, set./dez. 2004.
  • [3] BANKER, R. D. et al. Some Models for Estimating Technical and Scale Inefficiencies in Data Envelopment Analysis. Management Science, v. 30, n. 9, p. 1.078-1.092, 1984.
  • [4] BANKER, R. D. THRALL, R. Estimation of Returns to Scale Using Data Envelopment Analysis. European Journal of Operational Research, v. 62, n. 1, p. 74-84, out. 1992.
  • [5] BEDFORD, T. et al. Role of universities of science and technology ininnovation ecosystems: toward mission 3.1. Leuven, CESEAR, 2018
  • [6] BENGIO, M. da C. MACEDO, M. da S. Avaliação de Eficiência Organizacional através de Análise Envoltória de Dados. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, 2012.
  • [7] CARAYANNIS, E. G.; BARTH, T.D. & CAMPBELL, D. F. J. The Quintuple Helix innovation model: global warming as a challenge and driver for innovation. Journal of Innovation and Entrepreneurship, 1,2. 2012. Doi: 10.1186/2192-5372-1-2.
  • [8] CARAYANNIS, E. G. & CAMPBELL, D. F. J. ‘Mode 3’ and ‘Quadruple Helix’: toward a 21st century fractal innovation ecosystem. Int. J. Technological Management, Vol. 46, Nos, 3/4, p.201-234, 2009.
  • [9] CARAYANNIS, E. G.; et. al. The ecosystem as helix: an exploratory theory-building study of regional co-opetitive entrepreneurial ecosystems as Quadruple/Quintuple Helix Innovation modes. R & D. Management 48, 1, p. 148-162, 2018.
  • [10] CHARNES, A. et al. Measuring the Efficiency of Decision-Making Units. European Journal of Operational Research, v. 2, n. 6, p 429-444, nov. 1978.
  • [11] CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO (CNPQ). Diretório dos Grupos de Pesquisa do Brasil. Disponível em: . Acessado em fevereiro de 2019.
  • [12] CIMOLI, M. National System of Innovation: a note on technological asymmetries and catching up perspectives. Rio de Janeiro: Revista de Economia Contemporânea 18(1), 2014, p. 5-30.
  • [13] EDQUIST, C. Systems of Innovation – Technologies, Institutions and Organizations, London: Pinter, 1997.
  • [14] EDQUIST, Charles. Systems of innovation. Perspectives and Challenges. In: FAGERBERG, J... [et al.] (eds). The Oxford Handbook of Innovation. New York, USA: Oxford University Press, 2005, p. 181-208.
  • [15] ENACTUS. Disponivel em www.enactus.org.br . Acessado em março 2019
  • [16] IOSCHPE, Gustavo. A ignorância custa um mundo. O valor da educação no desenvolvimento econômico. 2ed. Rio de Janeiro: Editora Objetivo, 20
  • [17] ETZKOWITZ, H..; LEYDESDORFF, L. Universities and the Global Knowledge Economy: A Triple Helix of University-Industry-Government Relations. London: Pinter, 1997.
  • [18] ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The Endless Transition: A "Triple Helix" of University-Industry-Government Relations, Introduction to a Theme Issue. Minerva, 36, 1998, p.203-208.
  • [19] ETZKOWITZ, H. Hélice Tríplice: universidade – indústria – governo: inovação em ação / Henry Etzkowitz. – Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009. xiv+207 p.
  • [20] ETZKOWITZ , H (2016) Industry & Higher Education Vol 30, No 2, April 2016, pp 83–97, doi: 10.5367/ihe.2016.0303
  • [21] ETZKOWITZ, H. Innovation in Innovation: The Triple Helix of University-Industry-Government relations. Social Science Infortmation.2003. 42: 293. DOI: 10.1177/05390184030423002.
  • [22] FÁVERO, Maria de Lourdes de Albuquerque. A universidade no Brasil: das origens à Reforma Universitária de 1968. Educar, Curitiba, n. 28, p.17-36, Editora UFPR, 2006.
  • [23] FITZSIMMONS, J. A. FITZSIMMONS, Mona J. A Administração de Serviços. Porto Alegre: Bookman, 2ª ed., 2000.
  • [24] FRANÇA, Felipe de Assis. A atual política industrial brasileira e sua contribuição ao desenvolvimento do sistema nacional de inovação. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico da Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2011.
  • [25] FREEMAN, C. The National System of Innovation in historical perspective. Cambridge Journal of Economics, V.19, n.1, 1995, p.5-24.
  • [26] FREEMAN, C.; SOETE, L. A Economia da Inovação Industrial. Tradução: André Luiz S. de Campos e Janaina O. P. de Costa – Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2008.
  • [27] GRUNDEL, I. & DAHLSTRÖM, M. A Quadruple and Quintuple Helix approach to Regional Innovation System in the transformation to a forestry-based bioeconomy. J. Knowl. Econ. 2016. Doi 10.1007/s13132-016-0411-7.
  • [28] HANNEMAN, R. A.; RIDDLE, M. Introduction to Social Network Methods. Riverside: University of Califórnia, 2005. Disponível em: . Acessado em fevereiro de 2019.
  • [29] INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Contas Regionais do Brasil – 2012. Rio de Janeiro: IBGE, 2014.
  • [30] INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Comissão Nacional de Classificação (Concla), 2019. Disponível em: . Acessado em fevereiro de 2019.
  • [31] LEMOS, D. C.; CÁRIO, S. A. F. A evolução das políticas de ciência e tecnologia no Brasil e a incorporação da inovação. Em: Conferência Internacional LALICS 2013 “Sistemas Nacionais de Inovação e Políticas de CTI para um Desenvolvimento Inclusivo e Sustentável” 11 e 12 de Novembro, 2013 – Rio de Janeiro, Brasil.
  • [32] LINS, M. P. E. FIZMAN, R. LOBO, M. S. de C. MOREIRA, M. C. B. RIBEIRO, V. J. de P.. SILVA, A. C. M. da. Análise Envoltória de Dados e Perspectivas de Integração no Ambiente de Apoio à Decisão: implementação com seleção de variáveis em modelos de DEA. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, cap. 3, 2000.
  • [33] LUNDVALL, B. Ȧ (ed.). National Systems of Innovation: toward a theory of innovation and interactive learning. London: Pinter, 1992. 342 p.
  • [34] MARTELETO, R. M. Análise das Redes Sociais: aplicação nos estudos de transferência da informação. Ciência da Informação, Brasília, v. 30, n. 1, p.71-81, jan./abr. 2001.
  • [35] NELSON, R. R.; ROSENBERG, N. Technical innovation and national systems. In: NELSON, Richard (ed). National innovation systems: a comparative analysis. New York, Oxford: Oxford University. 1993.
  • [36] NELSON, R. R.; NELSON, K. Technological, institutions, and innovation systems. Researcy Policy 31, 2002, p. 265-272.
  • [37] NEVES, D P AND MANÇOS, G R. (Eds). (2016) Índice de Universidades Empreendedoras. São Paulo, SP: Brasil Junior e Rede CsF.
  • [38] NIQUITO, T. W.; RIBEIRO, F. G.; PORTUGAL, M. S. Impacto sobre a criação de novas universidades federais sobre as economias locais. Planejamento e Políticas Públicas, nº 51, jul./dez., 2018.
  • [39] OLIVE, Arabela Campos. Histórico da educação superior no Brasil. Em: Maria Susana Arrosa Soares (org.). Educação Superior no Brasil. Brasília: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, 2002. p. 31-42.
  • [40] ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO (OCDE). National Innovation Systems. Paris: OCDE, 1997.
  • [41] ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT OCDE. Managing National Innovation Systems. Paris. 1999.
  • [42] PEREIRA, M. F. Mensuração de Eficiência Multidimensional, Utilizando Análise de Envelopamento de Dados. Florianópolis: Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina, 1995.
  • [43] RANGA, M.; ETZKOWITZ, H. Triple Helix Systems: An Analytical Framework for Innovation Policy and Practice in the Knowledge Society, Industry and Higher Education 27 (4): 237-262, 2013.
  • [44] RAPINI. M. Interação Universidade-Empresa no Brasil: evidências do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil. Estudos Econômicos, v. 37, n. 2, 2007, p. 212-233.
  • [45] RAPINI, M. S. et al. A Contribuição das Universidades e Institutos de Pesquisa para o Sistema de Inovação Brasileiro”. Anais do 37º Encontro Nacional de Economia, Foz do Iguaçu: ANPEC – Associação Nacional de Centros de Pós-Graduação em Economia, 2009.
  • [46] RAPINI, M. S.; CHIARINI, T.; BITTENCOURT, P. F.. Innovation System and development in Latin America: University-Industry interactions in Brazil. In: XVIII Encontro Nacional de Economia Política, 2013, Belo Horizonte. Anais do XVIII Encontro Nacional de Economia Política, 2013.
  • [47] REDECsF. Disponível em www.redecsf.org. Acessado em março 2019.
  • [48] SALERNO, M. S.; KUBOTA, L. C. Estado e inovação. Em: DE NEGRI, J. A.; KUBOTA, L. C. (Eds.) Políticas de incentivo a inovação tecnológica. Brasília, DF: IPEA, 2008. p. 13-64.
  • [49] SANT’ANA, L. F. Análise de Redes Sociais como Metodologia para a Comunicação no Contexto das Organizações. V ABRACORP, Redes Sociais, Comunicação e Organizações, 2011. Disponível em: . Acessado em fevereiro de 2019.
  • [50] SANTOS, E. F.; BENNEWORTH, P. Interação universidade-empresa características identificadas na literatura e a colaboração regional da Universidade de Twente. Revista de Administração, Sociedade e Inovação, Volta Redondam RJ, V. 5, n. 2, p.115-143, 2019.
  • [51] SOARES, Maria Susana Arrosa (org.). A educação superior no Brasil. Brasília: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES, 2002.
  • [52] STOKES, K.; COOMES, P. The local economic impact of higher education: an overview of methods and practice. Tallahassee: Association for Institutional Research, 1998. (Tallahassee Professional File, n. 67).
  • [53] SUZIGAN, W. e ALBUQUERQUE, E. M.; CÁRIO, S. Em busca da Inovação: Interação Universidade-Empresa no Brasil. Wilson Suzigan, Eduardo da Motta e Albuquerque, Silvio Antonio Ferraz Cário (Org). Belo Horizonte: Autentica Editora, 2011.
  • [54] SUZIGAN, W.; ALBUQUERQUE, E. M. A interação universidades e empresas em perspectiva histórica no Brasil. In Em busca da inovação: Interação Universidade-Empresa no Brasil. Belo Horizonte: Autêntica Editora, p. 17-43, 2011a.
  • [55] SUZIGAN, W.; RAPINI, M. S.; ALBUQUERQUE; E. M. A changing role for universities in the periphery. UFMG/Cedeplar. Texto para Discussão 420, 2011.
  • [56] SUZIGAN, W.; ALBUQUERQUE, E. M. The underestimated role of universities for the Brazilian system of innovation. Brazilian Journal of Political Economy, v.31, n. 1, p. 3-30, 2011b.
  • [57] TOMAÉL, M. I.; SILVA, T. E. da. Repositórios Institucionais: diretrizes para políticas de informação. In: Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), v. 8, p. 28-31, out. 2007, Salvador. Anais. Salvador, 2008. Disponível em: . Acessado em fevereiro de 2019.
  • [58] VEDOVELLO, C.; FIGUEIREDO, P. N. Capacidade tecnológica e sistema de inovação. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006.
  • [59] VIALE, R. & ETZKOWITZ, H. Third academic revolution: polyvalent knowledge, The "DNA" of the Triple Helix." in Triple Helix 5. Turin, Italy, 2005.
  • [60] VINHAIS, H. E. F. Estudo sobre o impacto da expansão das universidades federais no Brasil. 2013. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.
Como citar:

Diniz, Márcia Jucá Teixeira; Diniz, Marcelo Bentes; Almeida, Leandro Morais de; Cruz, Phelipe André Matos; Silva, André Luiz Ferreira e; "A Importância das Universidades (Federais) para os Sistemas Hélices: o caso da Universidade Federal do Pará ", p. 612-635 . In: Anais do IV Encontro Nacional de Economia Industrial e Inovação. São Paulo: Blucher, 2019.
ISSN 2357-7592, DOI 10.5151/iv-enei-2019-4.4-004

últimos 30 dias | último ano | desde a publicação


downloads


visualizações


indexações